conecte-se conosco


Política MT

Com pauta trancada, deputados devem votar vetos esta semana

Publicado

Além das quatro sessões ordinárias, o Parlamento estadual realiza vários eventos durante esta semana. Nesta terça-feira (16), às 9 horas, tem audiência pública para discutir os impactos da tributação do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) na cultura do milho. O debate sobre a cobrança do fundo aos produtores mato-grossenses foi  requerido pelo deputado Ulysses Moraes (DC).

Segunda-feria (15)

Acontece daqui a pouco, às 9 horas, mais uma reunião da Câmara Setorial Temática – CST da Mulher. A mesma tem o objetivo de, durante 180 dias, levantar e propor legislação e políticas públicas que efetivem direitos para as mulheres em Mato Grosso. A reunião será realizada na sala das comissões Deputado Oscar Soares, 201- no 2° andar da Assembleia Legislativa.

Terça-feira (16)

O deputado Ulysses Moraes (DC) realiza audiência pública, às 9 horas, para debater a cobrança do Fundo Estadual de Transporte e Habitação – Fethab na produção do milho em Mato Grosso. A discussão será no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour

À tarde, às 14 horas, os deputados membros da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social fazem uma visita técnica ao Hemocentro de Cuiabá, localizado na Rua 13 Junho, 105, Bairro Porto.

Os deputados que compõem a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) realizam a 18ª reunião ordinária da 19ª Legislatura. A pauta do dia conta com 15 proposições, entre elas estão vários projetos de lei e um projeto de emenda constitucional. A reunião dos deputados será na sala das comissões Deputado Oscar Soares, 201.

Leia Também:  Pinheiro diz que não é candidato à reeleição "no momento" e que definição não será às vésperas das convenções

Duas reuniões de comissões permanentes estão marcadas para começar às 16 horas na sede da Assembleia Legislativa. A primeira reunião extraordinária é da Comissão de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Recursos Minerais, que será realizada na sala das comissões Deputado Oscar Soares, 201. A outra é reunião ordinária da Comissão de Defesa do Consumidor e do Contribuinte. Esse debate será na sala das comissões Deputada Sarita Baracat, 202.

Às 17 horas, de acordo com o regimento interno, os deputados devem iniciar a primeira sessão ordinária da semana. Na pauta para discussão e votação constam diversos vetos do governo a matérias de autoria de parlamentares.

Quarta-feira (17)

Às 8 horas, no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour, os deputados realizam a 2ª sessão ordinária da semana.

Já às 14 horas, os deputados da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público voltam a se reunir na sala de reuniões Deputado Oscar Soares, 201. Nesse mesmo horário, mas na sala das comissões Deputada Sarita Baracat, 202, a reunião é com a Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social.

Leia Também:  MM diz que Estado não pode ficar a vida inteira dando incentivo fiscal a um setor e que acabou a fase dos favores

Mais tarde, às 16 horas, a reunião é dos deputados da Comissão de Indústria, Comércio e Turismo. Eles vão se reunir na sala de comissões Deputado Oscar Soares, 201.

Em seguida, os deputados voltam ao Plenário das Deliberações, às 17 horas, para a 3ª sessão ordinária da semana.

Quinta-feria (18)

Às 8 horas, de acordo com o Regimento Interno, está previsto o início da 4ª reunião ordinária da semana, no Plenário das Deliberações.

Sexta-feira (19)

Em Cuiabá, às 9 horas, a Assembleia Legislativa realiza audiência pública para debater a situação da malha viária de 13 municípios da Região Sudoeste de Mato Grosso, formados pelos municípios de Tangará da Serra, Barra do Bugres, Nova Olímpia, Campos de Júlio, Porto Estrela, Santo Afonso, Arenápolis, Nortelândia, Campo Novo, Denise, Nova Marilândia, Brasnorte e Sapezal. O debate será no auditório Milton Figueiredo e foi proposto pelo deputado Dr. João (MDB).

Vale lembrar que as atividades definidas pelo Parlamento estadual podem ser alteradas ao longo da semana.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política MT

Primeiro-secretário da AL recebe aval do diretório nacional do PSB para disputar o Senado

Publicado

Max Russi com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira

O deputado estadual e primeiro secretário da Assembleia Legislativa, Max Russi (PSB), recebeu na tarde desta segunda-feira (27), aval do Diretório Nacional do PSB para disputar a eleição suplementar do Senado em 26 de abril. O ‘sinal verde’ foi dado pelo presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira, durante reunião em que defendeu o nome de Russi para a disputa.

Siqueira ainda exigiu que as suplências de Maxi sejam oferecidas aos partidos aliados ao PSB em nível nacional, como o PDT, PV, Rede e Solidariedade. “Acabo de me reunir com o presidente do Carlos Siqueira. Temos boas notícias! Agora é oficial o aval da nacional para a minha pré-candidatura ao Senado Federal”, afirmou Maxi Russi em publicação nas suas redes sociais.

Russi aguardava uma definição da Assembleia que buscava viabilizar o nome de um deputado para disputar a vaga de Selma Arruda, casada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 10 de dezembro do ano passado por abuso de poder econômico e uso de caixa 2, porém, o projeto não prosperou

Leia Também:  MM diz que Estado não pode ficar a vida inteira dando incentivo fiscal a um setor e que acabou a fase dos favores

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) agendou a eleição para o dia 26 de abril, mas os partidos e coligações devem registrar as candidaturas até o dia 17 de março.

Continue lendo

Política MT

Por redução de gastos, servidores propõem unificação de eleições ao Senado com as municipais de outubro em MT

Publicado


Servidores lembram crise nas finanças estaduais para justificar a mudança

O Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal de Mato Grosso (Sintap/MT), que representa servidores do Indea e Intermat, enviou um oficio ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TER-MT), Gilberto Giraldelli, solicitando mudança na data de eleição suplementar ao Senado, marcada para ocorrer no próximo dia 26 de abril.

A sugestão do sindicato é unificar a eleição ao Senado com as municipais de outubro de 202. A proposta visa reduzir gastos com pleito, já que o poder público tem enfrentado dificuldades financeiras, entre elas, o não pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) ao funcionalismo público.

“Em virtude da insuficiência financeira que o Estado de Mato Grosso se encontra, alegadas constantemente pelo Governo e com isso o não pagamento do RGA para os servidores públicos do Poder Executivo, sugerimos como proposta para minimizar os gastos da máquina pública, que a eleição suplementar para o Senado Federal ocorra na mesma data das eleições municipais, ou seja, em outubro de 2020”.

Leia Também:  Programa Vizinhança Solidária poderá reforçar segurança nos bairros

Para a presidente do Sintap/MT, Rosimeire Ritter, com isso, “além da medida diminuir o impacto financeiro do Estado, reduzindo gastos, também facilitará para os eleitores, tendo em vista que poderão cumprir com suas obrigações eleitorais numa única data”, afirma.

A diretoria do sindicato ainda propõe de que forma o recurso que pode ser economizado com a possível eleição em abril pode ser utilizado. “Sugerimos que o  valor destinado para esta finalidade seja revertido para investimento na saúde, educação e segurança pública”, diz o documento.

RESPOSTA – O documento foi protocolado no TRE/MT na manhã desta segunda-feira (27). A diretoria do Sintap/MT aguarda resposta do presidente do órgão nos próximos dias.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana