conecte-se conosco


Esportes

Com manobra incrível no fim, Ítalo Ferreira é campeão em Gold Coast

Publicado


Ítalo Ferreira surfando na onda
Matt Dunbar / WSL via Getty Images

Ítalo Ferreira foi campeão da etapa de Gold Coast, na Austrália

O potiguar Ítalo Ferreira ganhou tudo na abertura da temporada 2019 do Mundial de surfe, o World Surf League Championship Tour na Austrália, com os seus aéreos nas ondas de Duranbah Beach.

Leia também: Gabriel Medina tem vídeo íntimo com duas garotas vazado na internet; assista

A vitória de Ítalo Ferreira no Quiksilver Pro Gold Coast foi no último minuto com uma manobra incrível, voando numa rotação completa no ar para virar o placar contra o californiano Kolohe Andino para 12,57 a 12,43 pontos.

Ele já tinha vencido o Red Bull Airborne no meio da semana e agora também larga na frente na corrida pelo título mundial. E as próximas etapas são as que o surfista de Baía Formosa conseguiu as primeiras vitórias da carreira, em Bells Beach na Austrália e em Keramas na Indonésia.

“Começar o ano ganhando este evento é quase inacreditável e estou muito feliz por toda essa torcida aqui”, disse. “Eu sabia que seria muito difícil vencer o Kolohe (Andino) e esse apoio todo da torcida na praia é irreal. Eles são incríveis torcendo por todos nós e estou muito animado em voltar a vestir a lycra amarela do Jeep Leaderboard”, comentou o surfista.

“Mas, sei que o ano é longo e não quero ficar pensando tão lá na frente. Tenho muitos outros eventos para focar, começando por Bells na próxima semana. Eu tenho treinado muito nos últimos três meses e consegui a vitória no primeiro evento do ano. Vamos continuar assim”, completou Ítalo.

As condições do mar na segunda-feira pelo Mundial de surfe estavam difíceis, com ondas pequenas de 2-4 pés e poucas boas nos grandes intervalos entre as séries, então os aéreos eram a melhor opção para ganhar notas.

E foi assim, voando, que Ítalo Ferreira e Kolohe Andino derrotaram seus oponentes no caminho até a final. E foi assim também na decisão do título. O potiguar mandou o primeiro que valeu 5,50 e o californiano respondeu com 5,43. Kolohe logo fez uma onda parecida para somar 5,93, enquanto Italo ia errando um aéreo atrás do outro.

Foram várias tentativas até acertar um que rendeu 5,23. Só que o americano dá o troco com a melhor apresentação da bateria. Ele recebe 6,50 e deixa o brasileiro precisando de 6,93 para vencer. Italo falha na primeira chance, em outra e o tempo vai chegando ao fim sem entrar onda boa.


Ítalo Ferreira celebra vitória
Kelly Cestari / WSL via Getty Images

Ítalo Ferreira celebra vitória

A prioridade da próxima é do americano, os dois ficam lado a lado e no último minuto, Kolohe Andino deixa passar uma ondinha que Italo pega. Parecia ruim, mas ela ganha força, ele acelera e decola no aéreo 360 com rotação completa no ar, aterrissando com segurança para delírio do público que lotava a praia na segunda-feira e torcia para o brasileiro.

Leia Também:  Com gol diante do Paraguai, Lionel Messi se igualou a atacante indiano

A bateria termina sem a divulgação dessa nota e a praia toda fica em suspense. O brasileiro sai do mar sem saber, mas veio o anúncio com os juízes dando nota 7,07 para a torcida fazer a festa com Italo Ferreira pela vitória emocionante, de virada, por 12,57 a 12,43 pontos.

Esta foi a terceira vez que um brasileiro ganha a primeira etapa da temporada na Austrália. Em 2014, Gabriel Medina iniciou a caminhada do seu primeiro título mundial vencendo o Quiksilver Pro. E em 2015, Filipe Toledo garantiu um inimaginável bi consecutivo do Brasil na Gold Coast.

“Eu estava feliz em estar na final com o Ítalo (Ferreira), mas fiquei um pouco chateado porque estava a poucos minutos da primeira vitória”, disse Kolohe Andino.

“Eu deixei a onda passar porque era pequena, dava no joelho, mas ele fez a rotação completa, então bom pra ele. Eu estava quase vencendo, mas tudo bem, temos um longo ano e o segundo lugar é um ótimo resultado. É bom ver que os surfistas americanos estão começando bem esse ano e isso é muito bom para o esporte. Acho que todo mundo está cansado de ver os três melhores do circuito ganharem todos os eventos. É bom ter algumas caras novas também”, completou.

Leia também: Campeã brasileira de surfe em 2018 morre no Ceará após ser atingida por raio

Ítalo Ferreira foi o melhor surfista deste ano na Gold Coast, apresentando uma grande variedade de manobras aéreas nas direitas e esquerdas de Duranbah Beach. Na segunda-feira, as melhores ondas do dia entraram na sua bateria com Jordy Smith nas semifinais e os dois deram um show.

O potiguar acertou um full-rotation perfeito logo na primeira onda que valeu 7,33. O sul-africano responde com um muito alto, jogando a rabeta da prancha pro céu e ganha 8,67, a maior nota do último dia, ou seja, a melhor manobra da segunda-feira na análise dos juízes.

Vingando Gabriel Medina


Kelly Cestari / WSL via Getty Images
Kelly Cestari / WSL via Getty Images

Ítalo Ferreira celebra vitória

O sul-africano surfou bem outra onda para somar um 6,00, mas o potiguar ainda acerta outro aéreo com rotação completa, volta na base e leva nota 8,00 para vingar a derrota de Gabriel Medina por 15,33 a 14,67 pontos. Jordy Smith tinha barrado o bicampeão mundial numa bateria fraca de ondas pelas quartas de final e dividiu o terceiro lugar no Quiksilver Pro Gold Coast com o havaiano John John Florence, eliminado por Kolohe Andino na primeira semifinal.

Medina competiu numa hora ruim do mar, com poucas ondas boas. Ele tentou de tudo, arriscou os aéreos nas direitas, nas esquerdas, porém sem completar a maioria. O máximo que conseguiu foi uma nota 5,00 e Jordy Smith ainda tirou um 7,50 na última onda para selar a vitória por 13,17 a 9,23 pontos. Medina agora passa a lycra amarela do Jeep Leaderboard para Italo Ferreira e começa em quinto lugar no primeiro ranking de 2019, com 4.745 pontos.

Leia Também:  Sem tobogã e com espaço para o UFC: Confira como será o ‘novo’ Pacaembu

Vaga nas Olimpíadas de 2020

Neste ano o World Surf League Championship Tour é especial, o primeiro da história com igualdade na premiação dos homens e mulheres e o primeiro que vale classificação para os Jogos Olímpicos. Os dois primeiros colocados no ranking final da temporada, garantem suas vagas nas Olimpíadas de Tokyo 2020. No momento, as do Brasil estão com Ítalo Ferreira e Gabriel Medina, as dos Estados Unidos com Kolohe Andino e John John Florence e as da Austrália com Wade Carmichael e Owen Wright.

Ítalo lidera o Jeep Leaderboard com 10.000 pontos, Medina começa em quinto lugar com 4.745 nas quartas de final e três brasileiros perderam em nono lugar nas oitavas marcando 3.320 pontos, Filipe Toledo, Willian Cardoso e Yago Dora. Cinco pararam na terceira fase e receberam 1.330 pontos pelo 17.o lugar, Michael Rodrigues, Jessé Mendes, Peterson Crisanto, Deivid Silva e Mateus Herdy. Já Caio Ibelli e Jadson André, não venceram nenhuma bateria em Duranbah Beach e ocupam a 33.a posição no ranking.

Vitória americana no feminino

Entre as mulheres, quem começou na frente na disputa pelo título mundial foi a ainda adolescente americana de 17 anos de idade, Caroline Marks. A surfista nascida na Flórida como Kelly Slater, mora na Califórnia e tem um surfe muito forte, com batidas e rasgadas executadas com bastante pressão e velocidade.

Ela já tinha deixado a heptacampeã mundial Stephanie Gilmore nas quartas de final e bateu também a tricampeã Carissa Moore na decisão do título do Boost Mobile Pro Gold Coast. Caroline Marks é a primeira da história do surfe feminino a receber um prêmio de 100.000 dólares como os homens.

“Estou muito emocionada agora, nem consigo acreditar, estou sem palavras, mas é incrível fazer parte deste esporte e só quero agradecer a todos da WSL”, disse Caroline Marks. “A Carissa (Moore) sempre foi uma inspiração para mim, sempre fui fã dela e ainda sou. Conseguir minha primeira vitória em uma final com ela, é uma sensação indescritível. Este foi o melhor evento e a melhor semana da minha vida. Eu sei que tenho muito trabalho pela frente ainda no restante do ano, mas eu quero aproveitar ao máximo esse momento”.

Leia também: Braziliam Storm é destaque na Austrália em abertura do Mundial de Surfe 2019

Esta foi a primeira final de Caroline Marks e já conquistou a primeira vitória logo no início da sua apenas segunda temporada na elite das top-17 da World Surf League. Carissa Moore vinha sendo um dos destaques no evento, completando alguns aéreos-reverse nas baterias que poucas meninas conseguem fazer. Na segunda-feira, Carissa derrotou a australiana Sally Fitzgibbons, que dividiu o terceiro lugar nas semifinais com a havaiana Malia Manuel.

Ítalo Ferreira pode conquistar o título do Mundial de surfe? Comente abaixo.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

COPA FMF: Em busca do tri, Cuiabá vence Luverdense e decide pelo empate, no jogo de volta

Publicado

JORGE MACIEL

O Cuiabá mostrou recuperação na segunda etapa do jogo de ida pela Copa Federação e saiu em vantagem diante do bom time do Luverdense. O time da casa venceu por 1 a0, gol de Raul, aos cinco minutos da etapa complementar. Raul recebeu uma bola da lateral, fingiu que devolveria a bola, mas deu um drible de corpo no marcador e fuzilou entre as pernas do goleiro Pedrão, quase sem ângulo.

O jogo foi dividido em duas partes, com domínio e maior poder ofensivo do Luverdense. O jogo teve duas bolas na trave, uma para cada lado. O Luverdense chegou, na primeira etapa, três vezes com chance de gol à área do Dourado. Os passes de Lorran e Jauê achavam sempre Goteira, Michel ou Gustavo.

Na segunda etapa, o técnico Eduardo Henrique ajustou a equipe., que passou a ter maior domínio de bola. Real, Raul e Bruno deram trabalho para a zaga da casa, mas o goleiro Bretas fez boas defesas e antecipações. Aos cinco minutos, Raul chegou ao único gol da partida.

Leia Também:  Ex-presidente da Uefa, Michel Platini é preso por suspeita de corrupção

Mesmo com a vantagem, o Cuiabá continuou pressionando. A partir dos 25 minutos, o Dourado recuou um pouco e as iniciativas passaram a ser do time visitante, mas sem sucesso.

O Luverdense é tricampeão da Copa FMF (antes Copa Governador, depois Copa Mato Grosso). O Cuiabá busca o seu terceiro título. O campeão ganha a vaga na Copa do Brasil 2020, mas o Cuiabá já tem a vaga (por ser atual campeão estadual). Então, o Luverdense disputa a Copa do Brasil, mesmo se for vice.

TODOS OS CAMPEÕES 2004 – Luverdense
2005 – Operário
2006 – Cacerense
2007 – Luverdense
2008 – Araguaia
2009 –Vila Aurora
2010 – Cuiabá
2011 – Luverdense
2012 – Mixto
2013 – REC
2015 – Dom Bosco
2016 – Cuiabá
2017 – União EC
2018 – Mixto

Continue lendo

Cuiabá

Dia D: vacinação foi abaixo do esperado, mesmo com prefeitura mantendo postos e PSFs abertos

Publicado

Neste sábado (19), além do Dia D de Vacinação contra Sarampo para crianças, os PSFs e Centros de Saúde da Regional Norte e da Regional Sul estarão com todas as suas atividades funcionando para atender ao público que não tem oportunidade de utilizar os serviços durante a semana. Os atendimentos estarão sendo realizados das 8h às 17h.

Segundo a diretora da Atenção Básica, Miriam Naschenveng, as unidades vão oferecer atividades de rotina e acesso aos Programas Estratégicos como aferição de pressão arterial e glicemia e atendimento de farmácia e orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis. Também serão ofertados exames para prevenção/detecção de câncer de colo de útero. “A mobilização da população foi realizada pelas equipes de Agentes Comunitários de Saúde de cada unidade durante a semana, que divulgaram a programação nas residências”, revelou Miriam.

Para o secretário municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho esse tipo de ação vem ao encontro do que preconiza a gestão do prefeito Emanuel Pinheiro. “Vamos aproveitar que todas as unidades estarão abertas para o Dia D de Vacinação e oferecer atendimentos nas unidades das Regionais Norte e Sul neste sábado. Nosso objetivo é proporcionar assistência em saúde para quem não tem tempo de buscá-los durante a semana. Este escalonamento de abertura por regiões é uma dinâmica que estamos implementando em caráter experimental, visando oferecer os serviços de saúde com mais qualidade e humanização para a população”, complementou o secretário.

Leia Também:  Jardine faz balanço sobre primeiro período de trabalho na Seleção

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana