conecte-se conosco


Mulher

Com mancha de nascença, brasileira faz sucesso mundo afora: “Amo ser quem sou”

Publicado

Na infância, aos seis anos de idade, a modelo e estilista Mariana Mendes Magalhães, de 26, chegou a fazer três sessões de tratamento a laser para começar a remover a mancha de nascença que tem no rosto . No entanto, no meio do caminho, sua mãe resolveu encerrar a intervenção para que a filha, no futuro, pudesse decidir por conta própria se iria tirar a pinta. 


Mariana Mendes
Reprodução/Instagram/marianamendes.m

Mariana faz sucesso por todo o mundo com a sua mancha de nascença e, em seu Instagram, inspira com suas publicações

Mariana seguiu em frente com sua mancha de nascença e, hoje, inspira milhares de pessoas com sua autoconfiança e autoestima. “Eu nunca tive problemas em ter a minha mancha. Para mim, sempre foi algo natural. Minha mãe soube me criar de uma forma que ela sempre me deixou muito confortável para eu ser quem realmente sou”, conta à reportagem do  Delas

A jovem, que nasceu em Pato de Minas, em Minas Gerais, mas vive em Juiz de Fora, no mesmo estado, explica que sua mãe lhe preparou para lidar com as situações difíceis que poderia enfrentar durante sua vida. “Minha família e amigos sempre lidaram com o fato de eu ser ‘diferente’”, ressalta. 

A brasileira acumula quase 47 mil seguidores em seu Instagram – e faz sucesso não só no Brasil como também em outros países. Ela já chegou, inclusive, a estampar as páginas de diversos veículos internacionais, como Daily Mail e The Sun , do Reino Unido, e de outros países, como Polônia, China, Espanha, Turquia, Argentina, Rússia, Alemanha e Estados Unidos. 

A fama mundo afora começou após um repórter britânico achá-la na mídia social. “Segundo ele, ao olhar as minhas fotos com a pinta, percebeu que eu não tentava escondê-la com edição ou maquiagem. Pelas imagens, notou que eu lidava muito bem com ela e pediu que eu desse uma entrevista para inspirar outras pessoas e assim fiz”, detalha. 

Pelo que podemos perceber, a reportagem viralizou – e logo foi convidada para participar do programa “Encontro com Fátima Bernardes”, da TV Globo, para compartilhar sua história. “Com toda essa repercussão, eu consegui chegar até as pessoas com o meu discurso e ganhei seguidores nas redes sociais, que se identificaram comigo”, destaca. 

Falar sobre sua trajetória é um modo que ela achou para inspirar – e acabou se tornando modelo. “No mundo da moda e na mídia, em geral, há pessoas que estão dentro do  tal padrão de beleza e a maioria não se identifica. Sei que alguém como eu, nas revistas, em fotos e televisão, representa mais as pessoas por não estar inserida nesse ‘padrão imposto’”, diz. 

“Olham com naturalidade para a minha mancha” 


Mariana Mendes
Reprodução/Instagram/marianamendes.m

A jovem diz que, na infância, sua mãe lhe ensinou a responder quando alguém perguntava o que era aquilo em seu rosto

Sobre as críticas e comentários maldosos que recebe, Mariana ressalta que isso não muda a maneira sobre a qual ela pensa de si mesma. O processo de entender sua mancha de nascença e lidar com ela de forma positiva foi construído desde a sua infância. “Crianças são curiosas e adultos também. Hoje eu entendo isso”, expõe. 

Quando era mais nova, sempre via pessoas perguntando à sua mãe o que era “aquilo” em seu rosto. “Ela sempre dava respostas bem positivas e dizia ‘que sou linda’ e que ‘nasci com uma linda pinta’ e que isso me tornava mais especial. Entendia o que ela dizia e comecei a me sentir daquela forma. Passei a reproduzir o que ela falava quando era questionada”, salienta. 

Além disso, o que lhe ajudou foi ter passado grande parte da sua vida escolar no mesmo colégio, local em que fez amizades que duram até hoje. “Na época, o fato das crianças me verem todos os dias e serem minhas amigas fez elas se acostumarem rápido com a minha pinta e quase não repararem tanto. Eles olhavam com naturalidade para a minha mancha”, enfatiza. 

A mancha em seu rosto é um nevo melanocítico congênito, formado pelo acúmulo de melanina. Pode oferecer riscos em determinados casos e, por isso, é importante ter consultas periódicas com um dermatologista. No caso de Mariana, a pinta está com todas as células saudáveis, mas ela segue com o acompanhamento médico. 

Autoestima e ensinamentos 


Mariana Mendes
Reprodução/Instagram/marianamendes.m

Mariana ainda traz uma lição de autoestima e amor próprio: “Você é a pessoa mais importante da sua vida”, declara

Em suas imagens do Instagram, Mariana traz verdadeiras lições de autoestima . “Eu sei que ninguém é perfeito e estamos sempre querendo melhorar. Mas, estar confortável sendo quem você realmente é e não ser dependente de nada para melhorar sua aparência não tem preço”, afirma. 

Apesar de exibir sua mancha e ter um look natural, a brasileira ressalta que não é contra o uso de produtos de beleza – pelo contrário. Para a jovem, as pessoas devem usar o que querem e quando quiserem, mas não ser dependente. Esse é o ponto principal defendido por ela: não achar que precisa de maquiagem, mas usar porque quer. 

“As pessoas dizem que eu tenho uma boa autoestima porque eu não me deixo ser dependente dessa indústria. Eu estou confortável sendo quem eu sou. Eu amo ser quem sou. Eu digo e repito que nada que alguém falar de ruim para você tem que valer mais do que sua própria opinião sobre você”, aconselha. 

Mariana, que conquistou tantos fãs ao exibir sua  mancha de nascença , traz um recado importante – e que fala de amor próprio . “Nós não podemos construir nosso olhar sobre nós através dos olhos do outro. Ame quem você é, a pessoa que você é e o corpo que tem. Cuide de você. Você é a pessoa mais importante da sua vida”, finaliza.

Fonte: IG Delas
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mulher

Mulher fala como é ter vício em sexo: “Desmarcava qualquer coisa para transar”

Publicado

source

A britânica Frankie Considine, de 28 anos, diz que o vício em sexo quase destruiu sua vida. Ela conta que, desde que perdeu a virgindade – aos 14 anos – já dormiu com mais de 130 homens, chegando a transar com 4 deles em um único dia. 

mulher arrow-options
Adrian Orange/The Sun

Viciada em sexo, Frankie desabafa e diz que doença quase destruiu sua vida

“Eu só conseguia funcionar e fazer minhas obrigações do dia se soubesse que, em algum momento, haveria sexo ”, explica ela, que conta se relacionar predominantemente com amigos de amigos e ex-namorados, mas também com pessoas que conhece em aplicativos de encontros. 

Frankie foi diagnosticada como viciada sexual há apenas dois anos, mas convive com o distúrbio desde que consegue se lembrar da sua vida sexual. “Perdi minha virgindade aos 14 e, aos 16, iniciei um namoro de quatro anos. Mesmo que eu o amasse, não conseguia evitar as traições ”, recorda ela, em entrevista ao portal The Sun

Leia mais: Viciada em sexo dá detalhes sobre como problema atrapalha sua vida

O quadro, então, piorou após o falecimento da sua mãe. “Quando minha mãe morreu eu tinha 20 anos. Terminei o namoro e comecei a usar o sexo para lidar com o luto. Eu estava desesperada por atenção e contato com outras pessoas e essa foi a maneira que encontrei de lidar”, diz.

Foi nessa fase que Frankie conta ter se envolvido com a maior quantidade de homens. Foi quando viveu o episódio de quatro transas em um único dia. “Eu tive um encontro pela manhã, nós ficamos e depois eu levei meu carro para o mecânico. Naquele dia eu ainda dormi com o mecânico e um amigo e, logo depois, saí para outro encontro”, relembra ela. 

Além da forma como o sexo absorveu sua vida prática, a mulher diz que as outras relações interpessoais também ficaram de lado, trazendo problemas. “Eu desmarcava qualquer coisa com amigos se fosse para transar. Eu inventava doenças no trabalho. Me tornei ausente”, diz. 

Como praticava todas as relações sem proteção ou anticoncepcionais – conta ela – as infecções também não demoraram a aparecer. “Tive muitas IST’s . Fui infectada com o vírus HPV em 2013 e depois cheguei a ter clamídia duas vezes”, conta ela. 

Leia mais: Viciado em sexo descreve processo difícil em busca de cura

O maior problema, porém, surgiu em 2014, quando Frankie descobriu que estava grávida . “Eu não fazia ideia de quem poderia ser o pai. Tinha cinco ou seis opções e não poderia recorrer a ninguém. Foi quando tomei a decisão de um aborto”, conta. Para Frankie, o episódio foi decisivo para que ela procurasse ajuda. 

Na terapia, ela entendeu a raiz de alguns dos seus problemas e recebeu o diagnóstico de vício em sexo. “Foi um alívio para mim perceber que eu não era um monstro, que muitas das coisas não eram minha culpa”, explica ela. Segundo Frankie, o principal motivador para o seu vício era a necessidade de atenção. 

“Meus pais se divorciaram quando eu tinha 13 anos. Fiquei com meu pai, que é taxista e passava o dia inteiro fora de casa. Eu lembro de procurar chats na internet para conseguir conversar com alguém”, lembra. 

Hoje, Frankie diz que seu tratamento envolve mais calma e consciência nas relações. “O sexo funciona como uma droga pra mim, eu sei que me faz mal. Por isso, quando conheço alguém, vou com calma, quero conhecer a pessoa”, diz ela. 

Fonte: IG Delas
Continue lendo

Mulher

Já aproveitei, mas tem mais! Como não perder o pique no carnaval?

Publicado

source

O carnaval com certeza é a festa mais animada do ano: todo mundo dança, pula e se diverte. Isso pode fazer com que, no meio do feriado, você sinta muito cansaço. Mas não vai desistir de aproveitar, né? Por isso, saiba como não perder o pique do carnaval quando bater aquela exaustão depois dos primeiros dias.

Leia mais: No Carnaval, Google Maps mostra blocos de rua e vias interditadas

Manter-se hidratado é essencial para aguentar todos os dias de carnaval arrow-options
Elena Fragoso/Shutterstock

Manter-se hidratado é essencial para aguentar todos os dias de carnaval

Antes de mais nada, o carnaval já é uma atividade aeróbica, segundo o educador físico Robson Caetano. Por isso, o ideal é que nos preparemos para a chegada dele. Mas, quando isso não acontece, ainda existem formas de melhorar a disposição.

Se você está pensando nos energéticos , essa não é a aposta de Robson: “Os energéticos são ricos em carboidratos e possuem um alto teor de açúcar. Quando misturados com outras bebidas, principalmente alcóolicas, normalmente te levam a uma falsa sensação de bem estar e energia”.

Ao invés disso, o corpo, na verdade, está se forçando a reter uma energia para qual não está totalmente condicionado.

O educador diz que para aguentar os dias de folia, é preciso ter bastante força nas pernas. Então uma dica é fazer alguns alongamentos . Por exemplo, ele explica que dá para alongar a parte de trás das pernas, apenas apoiando as mãos numa parede e levantando as panturrilhas.

Outro alongamento indicado por Robson é para o quadríceps, realizando uma flexão dos joelhos em pé (apenas descendo e subindo).

Ele também recomenda alongar a parte posterior da coxa, e para isso o ideal é flexionar o joelho da perna que ficará na frente, enquanto estica totalmente a outra perna.

Leia mais: Pabllo Vittar, Michel Teló e mais blocos de Carnaval invadem São Paulo

Esses exercícios devem ajudar a ter mais resistência para a festa, pois com a musculatura flexível, há uma melhora da nossa performance corporal.

Mas além deles, Robson diz que ingerir alimentos ricos em carboidratos ajuda muito, pois assim evitamos as contrações musculares involuntárias. Ou seja, se alimentar bem é essencial para não ser surpreendido por aquela famosa cãimbra.

Como o gasto energético durante o carnaval é bem alto, há uma exigência maior para que o nosso corpo reponha energia. Pensando nisso, o principal é manter-se hidratado e alimentado de muitos nutrientes, fugindo dos industrializados.

O outro ponto de destaque que o educador coloca é dormir bem . Se você está muito cansado, deve dormir de 6 a 8 horas para aproveitar o outro dia. Isso ajuda na multiplicação de células no nosso corpo, o que mantém a disposição e melhora o humor.

Leia mais: Carnaval em São Paulo: confira o que abre e o que fecha durante o feriado

Portanto, já sabe: nada de energéticos, mas sim fazer alongamentos, boa alimentação e bom sono para recarregar as forças. Com essas dicas, você irá aproveitar bastante e não vai perder o pique do carnaval.

Fonte: IG Delas
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana