conecte-se conosco


Política MT

Com chapa forte, União Brasil quer eleger cinco deputados estaduais e dois federais

Publicado

Presidente da legenda em Mato Grosso, Fábio Garcia

O presidente do União Brasil de Mato Grosso, senador em exercício Fábio Garcia, acredita que a candidatura de reeleição do governador Mauro Mendes deve garantir ao partido, nas eleições de outubro próximo, até cinco cadeiras de deputados estaduais e duas de federais. Em entrevista à imprensa, nesta semana, Garcia destacou as chapas do União Brasil para a Assembleia Legislativa e Câmara Federal.

Para a Câmara Federal, o presidente do partido citou o nome de três mulheres, ao destacar que “isso é um grande potencial eleitoral”. Fábio Garcia nominou a ex-superintendente do Procon de Mato Grosso e advogada, Gisela Simona, e as empresárias Marchiane Fritzen, de Rondonópolis, e Ane Borges, de Sorriso. Gisela Simona, que disputou a Câmara Federal em 2018, em sua primeira candidatura política, teve 50.682 votos. A ex-superintendente do Procon de Mato Grosso também disputou a eleição para a Prefeitura de Cuiabá, em 2020, e ficou em terceira colocada na disputa, com 52.191 votos.

No caso específico da disputa de uma cadeira de deputado federal, o presidente do União Brasil, que também é pré-candidato a federal este ano, citou ainda como grande representatividade o ex-comandante-geral Polícia Militar, coronel Jonildo Assis e o empresário Antônio Humberto Bosaipo, filho do conselheiro aposentado do Tribunal de Contas e ex-deputado estadual Humberto Bosaipo. “São três mulheres com grande potencial eleitoral. E novos nomes no cenário, como o coronel Assis e Antônio Humberto. Assim, temos grande potenciais eleitorais, com capacidade para eleger dois federais em outubro próximo”.

Sobre a chapa de candidatos a deputado estadual, Fábio Garcia diz que é a mais forte no Estado. “Sem dúvida nós temos a chapa mais forte. Vamos fazer quatro estaduais e brigar pela quinta vaga”. A legenda, que contava com dois nomes na Assembleia Legislativa: o presidente da Casa, Eduardo Botelho, e o líder do Governo, Dilmar Dal Bosco, agora tem também os deputados Sebastião Rezende e Xuxu Dal Molin. Ambos eram do PSC e aproveitaram a janela partidária para mudar de partido.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política MT

“Mauro tem compromisso com o povo e vai trazer mais desenvolvimento para MT”, afirma senador

Publicado

Jaime Campos destacou os avanços da gestão Mauro Mendes e hipotecou apoio ao projeto de reeleição [Fotos – Mayke Toscano]

O senador Jayme Campos (UB) foi enfático ao destacar que reeleger o governador Mauro Mendes (UB) para mais quatro anos de mandato manterá o Estado no rumo certo do desenvolvimento. “Mauro tem compromisso com o povo e vai trazer mais desenvolvimento para o Estado. Mato Grosso merece ainda mais saúde, educação, infraestrutura e Mauro como governador vai nos dar isso, além do que já fez nesses quatro anos. Manter o Mauro no governo é a certeza de um Mato Grosso mais justo, com mais dignidade, respeito e desenvolvimento para a população”, afirmou o senador.

A chapa majoritária ficou formada por Mauro Mendes e Otaviano Pivetta (Republicanos), candidatos à reeleição como governador e vice, respectivamente, e Wellington Fagundes (PL) ao Senado. “Mato Grosso vai continuar no rumo certo com essa chapa, porque todos os que aqui estão são homens preparados e que defendem os interesses da coletividade por um Estado cada vez melhor para todos mato-grossenses”, disse Jayme.

Em quase quatro anos da gestão Mauro Mendes, o governo executa 2,5 mil quilômetros de asfalto novo em rodovias de todo Estado, constrói seis novos grandes hospitais, além de melhorar a infraestrutura das escolas, com construção e reformas de unidades de ensino, e promover ações sociais, como a entrega de mais de um milhão de cestas básicas, garantindo alimento na mesa das famílias carentes.

 

Continue lendo

Política MT

Semana na Assembleia tem audiências públicas e CST’s

Publicado

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) realiza nesta semana sessão ordinária remota, duas audiências públicas, três Câmaras Setoriais Temáticas (CST’s), uma instalação de Frente Parlamentar, além de reuniões de comissões. Vale lembrar que numa das audiências públicas será discutida a Lei Orçamentária Anual (LOA), onde debaterão o Orçamento do Estado, e também o planejamento que indicará quanto e onde gastar o dinheiro público estadual no período de 2023, com base no valor total arrecadado pelos impostos. 

Confira como ficaram as atividades que serão realizadas na Assembleia Legislativa na semana:

Segunda-feira (8)

A Agenda da semana começa ás 8 horas, na sala 202, com a reunião remota da Câmara Setorial Temática de Pacientes Oncológicos.
A partir das 10 horas, na mesma sala,, está marcada uma reunião remota da Câmara Setorial Temática do Fomento à Micro e pequenas empresas e agricultura familiar de Mato Grosso.

Ás 14 horas, na sala 14h, na sala 202, tem reunião remota da Câmara Setorial Temática do Agronegócio. A CST do agronegócio está debatendo propostas referentes a quatro temas: a morosidade em licenciamento e autorizações ambientais, incluindo os cadastros ambientais rurais; os resíduos sólidos e desconhecimentos da lei e falta de oportunidade; a outorga de uso de resíduos hídricos; e as solicitações indevidas de reintegração de posse de margens de reservatórios de uso múltiplos.

Em seguida, ás 16 horas, está programada reunião de instalação remota da Frente Parlamentar dos Povos Africanos.

Terça-feira (9) 

A partir das 10 horas, na sala 201, a Assembleia Legislativa marcou reunião ordinária remota da Comissão de Revisão Territorial dos Municípios e das Cidades.

Às 14 horas, na sala 202, acontece reunião ordinária remota da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), para deliberarem proposições que serão votadas em Plenário.

Está programada para as 16 horas, reunião ordinária remota da Comissão de Direitos Humanos, na sala 202.

Na sala 201, também ás 16 horas, está agendada reunião ordinária remota da Comissão de Trabalhos e Administração Pública, na sala 201.

Quarta-feira (10)

A Assembleia Legislativa realiza, a partir das 10 horas, no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour, mais uma sessão ordinária hibrida (presencial e on-line). Até o fechamento desta matéria a Ordem do Dia – que reúne as matérias que irão a votação em Plenário – ainda não havia sido divulgada.

Ainda na quarta-feira, ás 15 horas, também no Plenário das Deliberações, está programada Audiência Pública para discussão do Projeto de Lei nº 573/2022, que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei Orçamentária de 2023, a LOA (Lei Orçamentária Anual). Requerente: Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária (CFAEO).

Já ás 16 horas, na sala 202, tem Audiência Pública remota para apresentar os resultados do Relatório de Ação Governamental do 2º exercício do PPA 2020-2023. Por plataforma digital. Requerente: Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária.

Quinta-feira (11) e Sexta-feira (12)

Até o fechamento da edição, nenhum evento estava agendado para essas duas datas.

Vale lembrar que a agenda das atividades parlamentares pode ser alterada no decorrer da semana.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana