conecte-se conosco


Registro Geral

Com apenas 10 emendas, Câmara de Várzea Grande aprecia em primeira votação LOA de quase R$ 1 bilhão

Publicado

Prefeita Lucimar Campos (DEM): último ano de gestão com quase R$ 1 bilhão de orçamento

A Câmara Municipal de Várzea Grande votará (1.ª votação) o Projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA-2020) na sessão ordinária desta terça-feira (3) a partir das 8h.  Conforme o Poder Executivo, a estimativa da receita bruta é de R$ 987 milhões, com receita líquida estimada de R$ 928  milhões e R$ 58,6 milhões para a formação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). O Orçamento Fiscal, que é destinado para as políticas públicas como, por exemplo, Educação, Cultura, Esporte e Lazer tem destinação de cerca de R$ 695, 1 milhões. Já o Orçamento de Seguridade Social, que é destinado para setores como saúde e assistência social está estimado em cerca de R$ 233,3 milhões. Para o Fundo de Previdência do Servidor, a estimativa é de R$ 49, 1 milhões. A LOA tem dez emendas parlamentares que são do presidente da Câmara Municipal, vereador Fábio José Tardin – Fabinho (DEM) duas da 1° secretária da Mesa Diretora, Gisele Aparecida de Barros – Gisa Barros (PSB) e dos edis: Ivan dos Santos Oliveira (PRB), duas de Carlos Garcia de Almeida – Dr. Carlos Garcia,) e quatro emendas de Rogério de França Martins – Rogerinho da Dakar (Sem Partido).

Leia Também:  Autorizado pela Justiça, Silval vai de carro a São Paulo e casa filha com empresário (veja foto)

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Registro Geral

Três nomes da Assembleia já despontam como postulantes à vaga de Selma Arruda

Publicado

Eduardo Botelho revelou que AL pode fechar um torno de um só candidato

A cobiçada vaga da senadora Selma Arruda (Podemos), cassada na última terça-feira (10) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder econômico, tem movimentado os bastidores políticos, com vários segmentos, buscando um nome para a disputa. Depois do agronegócio, que já ventilou os nomes do ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD), Adilton Sachetti (PRB), Blairo Maggi (PP) e Nilson Leitão (PSDB), entre outros, a Assembleia Legislativa também sinaliza que pretende postular a vaga.

O presidente Eduardo Botelho (DEM) disse que se a Casa, decidir lançar um candidato, irá apoiá-lo, independentemente de partido. E citou nominalmente quem, de acordo com ele, tem chances reais de ser eleito na eleição suplementar que deve ocorrer entre março e junho de 2020.

“Na Assembleia tem vários nomes com condições de ganhar. Deputado Dilmar Dal Bosco vem de uma região muito grande. Lúdio Cabral poderia agregar essa ala da esquerda, que tem o voto aqui em Cuiabá e com votação muito grande. E é um grande parlamentar. Ainda temos Max Russi que é o 1º secretário”, disse.

Leia Também:  Chefe da Casa Civil retoma ritmo acelerado após licença de nove dias; meta é o equilíbrio entre receita e despesa

Na opinião do democrata, o Legislativo deve fechar apoio ao nome do deputado que vier a ser escolhido.

Continue lendo

Registro Geral

Ministério Público pede bloqueio de R$ 13,2 milhões de ex-secretários de Taques

Publicado


Mutirão “Caravana da Transformação” tinha como meta zerar as filas de cirurgias oftalmológicas em todo o estado

Sete ex-secretários de Estado, sendo três de Saúde, três adjuntos de Administração Sistêmica e um da Casa Civil, e a empresa 20/20 Serviços Médicos foram acionados pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso por ato de improbidade administrativa cometido durante o mutirão Caravana da Transformação, realizada durante a gestão do ex-governador Pedro Taques (PSDB).

Segundo o promotor de Justiça Mauro Zaque, foram constatadas “irregularidades na definição da demanda contratada, onde os 14 mil procedimentos não possuíam base de origem da demanda no primeiro contrato e também houve superestimação de consultas e procedimentos no segundo contrato, o que ocasionou uma restrição na competição, pois exigiu uma alta capacidade econômico-financeira da empresa a ser contratada”.

São alvos da ação os ex-secretários estaduais de Saúde Eduardo Bermudez, Luiz Soares e João Batista Pereira da Silva, os ex-adjuntos de Saúde, Wanderson de Jesus Nogueira, Maura Lopes de Souza e Florinda Lafaete da Silva Ferreira Lopes, e ainda o ex-secretário da Casa Civil, José Adolpho de Lima Avelino Vieira, além da empresa 20/20 Serviços Médicos.

Leia Também:  Presidente se despede e agradece aos servidores do TCE pelo apoio à sua gestão

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana