conecte-se conosco


Esportes

Coluna – Os riscos e as oportunidades do clube-empresa no Brasil

Publicado


.

O abismo que separa a indústria do futebol brasileiro da que se vê nas principais ligas europeias pode ser reduzido se os próximos passos foram bem dados. Um estudo divulgado nesta terça-feira (30) pelo Itaú BBA, assinado pelo consultor de Finanças do Esporte, Cesar Grafietti, mostra que o momento, apesar de difícil, é oportuno para mudanças e comprova o quanto nossos clubes já deixaram de evoluir por amadorismo, individualismo e problemas de gestão.

Primeiro exemplo: em 2019, as receitas diretas dos clubes da Série A do Brasileirão totalizaram 1,1 bilhão de dólares, ou 0,06% do PIB. Na Espanha, esse percentual chega a 0,25%, que se aplicado no PIB brasileiro nos permite pensar que há espaço para os clubes da primeira divisão daqui faturarem mais R$ 17 bilhões!

Segundo exemplo: nas principais ligas europeias, os direitos de transmissão são negociados coletivamente e, na Inglaterra, chegaram a 3,4 bilhões de euros. No Brasil, com negociação individual, eles totalizaram 473 milhões. Evidente que há outra diferença: a renda média do cidadão em cada país. Mas é possível fazer um cálculo usando cada um desses fatores. E se usarmos a Itália como referência, por exemplo, a negociação coletiva no Brasil teria condições de chegar a quase 900 milhões!

Esse tipo de negociação é um dos passos a serem dados pelos clubes brasileiros. Outro seria um trabalho conjunto no Congresso, para que os dois projetos de lei que tramitam por lá – o PL 5082/16, na Câmara, e o PL 5516/19, no Senado – sejam agrupados num só, talvez até com a inclusão da MP 984, recentemente editada pelo Governo e que trata de mudanças na regra para a venda de direitos de transmissão das partidas de futebol.

Mas há uma discussão maior: afinal, vale a pena virar clube-empresa? Será esse o caminho? Aqui está uma questão de resposta difícil, porque até lá fora existem vários modelos implementados. Atualmente, no Brasil, existem 874 clubes de futebol profissional e apenas 9% (83) são clubes-empresas – os demais são associações sem fins lucrativos.

Brasil x Europa

Na Inglaterra, existem associações e empresas limitadas, com controle único ou compartilhado, e clubes de capital aberto, mesmo modelo usado na Itália. Na França e na Holanda os clubes podem ser administrados por pessoas físicas ou empresas. Na Espanha, apenas Real Madrid, Athletic Bilbao e Barcelona seguem como associações; os demais são empresas limitadas. Na Alemanha uma lei obriga os clubes a serem empresas. Em Portugal, o sistema é o de sociedade anônima desportiva.

Mas imagine no mesmo campeonato um clube/associação e um clube/empresa: este, com custos bem mais elevados por conta dos impostos que deve recolher, terá seu potencial de investimento afetado, com o risco, inclusive de ir à falência, estando em jogo o patrimônio próprio de seus donos. E será que o dirigente amador aceitará abrir mão de seu status para que um empresário tome as rédeas do negócio, do futebol? O torcedor vai aceitar um futebol mais empresarial, em que o lucro está também nas finanças e não apenas na conquista de taças?

Na Europa há clubes com acionistas únicos (PSG), de capital aberto (Manchester United), associações (Barcelona), e empresas mistas (Benfica).

Mas independentemente da opção a ser escolhida, há metas comuns a serem desenvolvidas, fundamentais no momento atual da indústria do futebol: aporte consistente de capital, internacionalização da marca, investimento em estrutura para a formação de atletas e até mesmo em um estádio próprio, investimento em tecnologia, reforços e luta por títulos e a transformação do clube em uma marca com inserções em diversas outras forma de entretenimento.

Em resumo, o estudo vem confirmar, e deixar bem claro, que o futebol brasileiro tem muito a evoluir se os clubes decidirem trabalhar de maneira conjunta. A transformação de uma associação em clube-empresa é uma boa alternativa, mas deve ser vista como oportunidade e não como solução. A resposta maior está na gestão. Se ela for eficiente, não importa se o clube for uma associação, como o Real Madrid; uma empresa de capital aberto, como a Juventus; um clube com dono, como o Liverpool, ou um de múltiplos acionistas, como o Bayern de Munique.

Por Sergio du Bocage, apresentador do programa No Mundo da Bola, da TV Brasil

Edição: Verônica Dalcanal

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Perto de recorde, Fred mira vantagem na Copa do Brasil: “É decisão”

Publicado


Quando a bola rolar nesta terça-feira, às 19h15, para a partida contra o Criciúma em Santa Catarina, Fred tem a oportunidade de novamente fazer história com a camisa do Fluminense. Se balançar as redes, ele se tornará o maior artilheiro da Copa do Brasil em todos os tempos. Com 35 gols, ele está a um de se igualar a Romário e a dois de se isolar no topo da lista.

Seja Sócio e receba conteúdos exclusivos, além de ter descontos em vários parceiros. Faça o Fluminense mais forte e escolha um plano agora!

Apesar da possibilidade de alcançar mais um recorde em sua carreira, isso sequer passa pela cabeça do camisa 9. Para Fred, o foco nesta noite deve ser construir um bom resultado no confronto de oitavas de final para decidir a classificação em casa, no Maracanã, no próximo sábado, às 16h30.

“É uma decisão para a gente, em que teremos dois jogos. O confronto não acaba agora, e sim no sábado. Sabemos da dificuldade que vamos enfrentar lá. O Criciúma é um time que se acertou e está vivendo um grande momento, com uma sequência boa de resultados positivos. Mas a gente vai lá para impor nosso ritmo e sair com uma boa vitória, se Deus quiser”, declarou o camisa 9.

Dos seis principais goleadores da história da competição, Fred é o único em atividade. O Tricolor avançou às oitavas de final da Copa do Brasil ao eliminar o Red Bull Bragantino na terceira fase da competição.

Esta será a quarta vez que Fluminense e Criciúma vão se enfrentar na Copa do Brasil. O Tricolor levou a melhor nos confrontos de1992 e 2017 e acabou superado em 1996. Ao todo, Flu e Criciúma se enfrentaram 23 vezes, com 14 vitórias do Tricolor, 4 empates e 5 derrotas, contabilizando um aproveitamento de 66,67%. O Time de Guerreiros tenta o bicampeonato do mata-mata nacional. O time foi campeão em 2007, quando superou o Figueirense na decisão, com gol do então zagueiro Roger, hoje o técnico tricolor.

Maiores artilheiros da Copa do Brasil:

1– Romário (36 gols)
2– Fred (35 gols)
3– Viola (29 gols)
4– Oséas e Paulo Nunes (28 gols)
5– Dodô (26 gols)

Foto: Mailson Santana/FFC
Texto: Comunicação/FFC

Fonte: https://www.fluminense.com.br/noticia/perto-de-recorde-fred-mira-vantagem-na-copa-do-brasil-e-decisao

COMENTE ABAIXO:

Continue lendo

Esportes

Galo pronto para confronto contra o Bahia

Publicado


A equipe do Atlético fez neste sábado (24.07) o último treino para o jogo contra o Bahia, amanhã (25.07), pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida será disputada no Mineirão, em Belo Horizonte, às 11h. Com 25 pontos ganhos, o Galo é o segundo colocado na tabela de classificação do campeonato, a três pontos do líder Palmeiras.

O confronto de amanhã será o de número 65 entre os dois times na história. O retrospecto é favorável ao Galo: foram 29 vitórias alvinegras, 19 empates e 16 vitórias do Bahia.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO X BAHIA
Competição: Campeonato Brasileiro 2021
Rodada: 13ª
Data: 25/07/2021 (domingo)
Hora: 11h
Estádio: Mineirão
Cidade: Belo Horizonte

Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa (PI)
Árbitro Assistente 1: Rogério de Oliveira Braga (PI)
Árbitro Assistente 2: Márcio Iglésias Araújo Silva (PI)
4° Árbitro: Ronei Candido Alves (MG)
Analista de Campo: Marcio Eustaquio Sousa Santiago (MG)
Árbitro de Vídeo: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)
AVAR: Carlos Henrique Cardoso de Souza (RJ)
Observador de VAR: Emerson Augusto de Carvalho (SP)

Fonte: https://agenciaesporte.com.br/proxy/atletico.php?slug=galo-pronto-para-confronto-contra-o-bahia

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana