conecte-se conosco


Nacional

Codinome “amigo do amigo do meu pai” era de Toffoli, diz Marcelo Odebrecht à PF

Publicado


Dias Toffoli
G.Dettmar/CNJ – 18.9.18

Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli

O empreiteiro Marcelo Odebrecht entregou um documento a Polícia Federal em que revela a quem se referiam alguns codinomes citados em emails da construtora. De acordo com o material enviado, o “amigo do amigo do meu pai” seria do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia também: Toffoli adia julgamento sobre prisão após segunda instância no STF

O codinome atribuído ao presidente do STF foi citado em um email do dia 13 de julho de 2007, enviado por Marcelo a dois executivos, Adriano Maia e Irineu Meireles. Na época, Toffoli era Advogado-Geral da União (AGU) no governo do ex-presidente Lula. 

No documento, o codinome “refere-se a tratativas que Adriano Maia tinha com a AGU sobre temas envolvendo as hidrelétricas do Rio Madeira”. O texto ressalta, porém, que a natureza e o conteúdo das negociações só podem ser esclarecidas por Adriano, “que as conduziu”. 

Leia Também:  Homem confessa ter assassinado esposa 24 anos após cometer crime

A Perícia da PF também identificou  repasses de R$ 1.458.100  para codinomes que delatores da empresa dizem corresponder ao presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia  (DEM-RJ), chamado de “Botafogo” e “Inca”,  e seu pai, o vereador do Rio de Janeiro Cesar Maia (DEM), que seria o “Déspota”. 

O relatório da PF foi anexado ao inquérito aberto em 2017 no Supremo Tribunal Federal (STF) para apurar se os dois receberam recursos em 2008 e 2010 por meio de caixa dois. Na época, Rodrigo e Cesar Maia negaram as acusações.

Tanto a PF quanto a procuradora-geral da República, Raquel Dodge , pediram ao STF mais prazo para continuar as investigações. Ainda falta colher alguns depoimentos e receber das operadoras de telefonia informações cadastrais de alguns números atribuídos aos investigados. 

Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

MPF afirma que decreto de armas de Bolsonaro facilita desvio para as milícias

Publicado

source
Bolsonaro e Michelle fazendo arminha arrow-options
Alan Santos/PR

Bolsonaro defendeu que quem não quer ter armas não precisa comprar

O Ministério Público Federal (MPF) afirma, em uma nota técnica, que o decreto mais recente do presidente Jair Bolsonaro flexibilizando a posse de armas de fogo facilita o desvio de armamentos para as milícias. O novo regulamento retirou a obrigatoriedade de policiais e integrantes das Forças Armadas, ao comprarem armas ou renovarem as licenças, comprovarem que não são investigados em inquéritos policiais ou processados criminalmente.

Leia também: Em novo decreto, Bolsonaro deixa regras conflitantes para renovação de armas

No novo decreto de armas , assinado pela Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão e pela 7ª Câmara de Coordenação Criminal, os procuradores argumentam que, como há agentes de segurança envolvidos com milicianos, a dispensa torna mais fácil o caminho para que armas de uso permitido e restrito sejam usadas pelas organizações criminosas.

“Embora, em princípio, se deva presumir a higidez moral de todos os membros das Forças Armadas e das polícias, não se pode desconhecer que a legislação pátria permite que, durante um bom período de tempo, integrantes dessas instituições sigam na carreira enquanto são investigados em inquéritos policiais ou respondam a processos criminais. Tampouco é possível desconsiderar o fato de que existem policiais e militares investigados e processados em razão de envolvimento com organizações criminosas e milícias . Desse modo, a automática liberação da aquisição de armas de fogo – de uso permitido ou de uso restrito – por todo e qualquer membro das Forças Armadas ou da polícia, sem qualquer aferição da existência de antecedentes criminais, é medida com potencial de ensejar a transferência de armamentos para esses segmentos criminosos”, diz o MPF.

Leia Também:  Homem confessa ter assassinado esposa 24 anos após cometer crime

Os procuradores fazem a ressalva de que, mesmo que o número de integrantes das Forças Armadas e de policiais investigados ou processados na esfera criminal não seja elevado, a dispensa automática da obrigação que existia anteriormente é “suficiente para ampliar o risco de transferência de arsenais para a criminalidade, notadamente em cidades como o Rio de Janeiro, na qual há territórios controlados por milícias”.

Leia também: “Quem acha que ter arma em casa é um risco, não precisa comprar”, diz Bolsonaro

O governo federal já editou oito decretos esse ano tratando de armas de fogo e munições. O MPF alega que há diversos pontos inconstitucionais nos textos publicados e apresentou cinco ações no Supremo Tribunal Federal (STF) – três Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) e duas Arguições de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPFs) – pedindo a revogação das medidas. 

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Nacional

Sobrevivente do desabamento tira selfie nos escombros e manda para família

Publicado

source
selfie nos escombros do desabamento arrow-options
Arquivo pessoal

David Sampaio foi a oitava pessoa resgatada com vida dos escombros.

Após sobreviver ao desabamento de um prédio residencial em Fortaleza nessa terça-feira (15), o estudante David Sampaio tirou uma selfie no meio dos escombros do edíficio e enviou a foto para os seus familiares. Ele foi a oitava pessoa resgatada com vida após o desabamento.

Leia também: Prefeito de Fortaleza promete “investigação rígida” sobre desabamento

Em entrevista ao G1, o primo de David, Albertine Felipe disse que recebeu a  selfie logo após saber do desabamento do prédio. Segundo o primo do resgatado, David disse que estava bem e havia sofrido apenas alguns arranhões.

No momento do desabamento, o jovem, que estuda arquitetura, estava em sua casa, no primeiro andar do edíficio Andréa, na área nobre de Fortaleza. Após ser resgatado, ele foi encaminhado para um hospital particular de Fortaleza. Não se sabe o atual estado de saúde do David. 

Desabamento

Leia também: Assista ao exato momento em que o prédio desabou em Fortaleza

Leia Também:  Bachelet denuncia novos casos de tortura e execuções na Venezuela

Na manhã desta terça-feira (15), um prédio residencial de sete andares desabou em Fortaleza. Até o momento, dez pessoas foram resgatadas, nove com vida e uma foram retirada morta. Autoridades estimam que outras dez pessoas estão desaparecidas nos escombros.  

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana