conecte-se conosco


Geral

Cobrança abusiva leva energia elétrica a ser o maior alvo de reclamações dos consumidores em Mato Grosso

Publicado

Setor continua sendo o campeão de relações dos consumidores

A Secretaria Adjunta de Proteção e Defesa dos Direitos dos Consumidores (Procon-MT) registrou no mês de maio 3.579 reclamações. No Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) foram 2.311 registros enquanto que no atendimento online, pela plataforma www.consumidor.gov.br, registrou-se 1.268 reclamações.

No Sindec, a área “Serviços Essenciais” segue na liderança do ranking com 1.244 registros. Dentro dessa área, o assunto mais reclamado pelos consumidores ainda é “Energia Elétrica”, que fechou maio com 633 registros. Em relação à energia, o problema mais frequente é “cobrança indevida/abusiva”, com 528 reclamações.

Na sequência de assuntos, aparece a área “Água/Esgoto”, com 339 registros, seguido de “Telefonia Celular”, com 181 reclamações. Nesses dois assuntos, a cobrança indevida também se mantém como problema mais frequente apresentado pelos consumidores, sendo “Água/esgoto” com 286 e “Telefonia Celular” com 102 reclamações de cobrança indevida.

O segundo lugar é ocupado pela área “Assuntos Financeiros”, que apresentou em maio 358 reclamações, sendo: 111 registros para o assunto “Financeira”, 96 para “Cartão de Crédito” e 67 para “Banco Comercial”.

A área “Serviços Privados” ficou na terceira posição, com 258 registros. No assunto “Agências e Operadoras de viagens (pacotes turísticos)” foram registradas 61 reclamações; “TV Por Assinatura” teve 39 e “Informática (Provedor de Acesso a Internet)” 21 registros.

Na quarta posição está a área “Produtos”, com 246 registros. Para o assunto “Acessório Para Vestuário” foram 23 reclamações; “Telefone (Convencional, Celular, Interfone)” 22; e  “Vestuário” 16.

A área “alimentos” ocupa o quinto lugar do ranking com 118 reclamações. Em seguida aparece a área “saúde” com 42 registros. A sétima e última posição do ranking de maio é ocupada pela área “Habitação”, com 18 registros.

Atendimento Online

Na plataforma www.consumidor.gov.br o Procon-MT registrou 1.268 reclamações. A área ”Telecomunicações” lidera o ranking com 497 reclamações. Em segundo lugar estão ”Serviços Financeiros”, com 362 reclamações; e em terceiro, “Transportes”, com 123. Confira a lista:

Posição Área Nº de reclamações
‘Telecomunicações’ 497
Serviços Financeiros 362
Transportes 123
Produtos de Telefonia e Informática 108
Demais serviços 54
Demais produtos 49
Produtos eletroeletronicos e eletrodomesticos 45
Turismo/Viagens 15
Saúde 13
10º Alimentos 02

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Geral

Sua sorte: Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 27 milhões neste sábado

Publicado

 

 

source
bilhete mega-sena
Agência Brasil

Prêmio deste sábado na Mega-Sena é de R$ 27 milhões

A Mega-Sena sorteia neste sábado (4) um prêmio estimado em R$ 27 milhões. As seis dezenas do concurso 2.276 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário do Tietê, na cidade de São Paulo.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país, e também pela internet, sem sair de casa. O bilhete simples da  Mega-Sena , com seis dezenas, custa R$ 4,50.

No concurso 2.275, realizado na última quarta-feira (1º), as dezenas sorteadas foram: 02-04-25-36-50-53, e ninguém acertou as seis dezenas. Por isso, a estimativa de prêmio passou de R$ 23 milhões para R$ 27 milhões.

Como apostar online

Para concorrer ao prêmio sem sair de casa, não é possível optar pela aposta mínima, de R$ 4,50. No site da Caixa, o valor mínimo para apostar na Mega-Sena é de R$ 30, seja com uma única aposta ou mais de uma.

Uma aposta com 7 números, e não 6, que te dá mais chance de ganhar, custa R$ 31,50. Outra opção para atingir o preço mínimo é fazer sete apostas simples, que juntas têm o mesmo valor, R$ 31,50. Além disso, os bolões, disponíveis online, são uma boa opção.

Como funciona a Mega-Sena

O concurso é realizado pela Caixa Econômica Federal e pode pagar milhões ao sortudo que acertar as seis dezenas. Os sorteios ocorrem ao menos duas vezes por semana – normalmente, às quartas-feiras e aos sábados. O apostador também pode ganhar prêmios com valor mais baixo caso acerte quatro ou cinco números, as chamadas Quadra e Quina, respectivamente.

Na hora de jogar, o apostador pode escolher os números ou tentar a sorte com a Surpresinha – nesse modelo, o sistema escolhe automaticamente as dezenas que serão jogadas. Outra opção é manter a mesma aposta por dois, quatro ou até oito sorteios consecutivos, a chamada Teimosinha.

Premiação

Os prêmios iniciais costumam ser de aproximadamente R$ 3 milhões para quem acerta as seis dezenas. O valor vai acumulando a cada concurso sem vencedor. Também é possível ganhar prêmios ao acertar quatro ou cinco números dentre os 60 disponíveis no volante de apostas. Para isso, é preciso marcar de seis a 15 números do volante.

O prêmio bruto da Mega-Sena corresponde a 43,35% da arrecadação. Deste valor:

  • 35% são distribuídos entre os acertadores dos seis números sorteados;
  • 19% entre os acertadores de cinco números (Quina);
  • 19% entre os acertadores de quatro números (Quadra);
  • 22% ficam acumulados e distribuídos aos acertadores dos seis números nos concursos terminados em zero ou cinco; e
  • 5% ficam acumulado para a primeira faixa (Sena) do último concurso do ano de final zero ou cinco.

Continue lendo

Geral

MT registra 35 mortes e 1.188 casos de Covid em 24hs; são 741 óbitos e 19.540 infectados desde o início da pandemia

Publicado


Há 228 internações em UTI e 317 em enfermaria; taxa de ocupação está em 95% para UTIs está e em 46,5% para enfermarias

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta sexta-feira (3), 19.540 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 741 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. As 35 mortes mais recentes envolveram residentes de Nova Mutum, Rondonópolis, Água Boa, Pontes e Lacerda, Várzea Grande, Cuiabá, Vila Bela da Santíssima Trindade, Feliz Natal, Sorriso, Sinop, Tangará da Serra, Barra do Bugres e Santo Antônio do Leste.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (4.564), Várzea Grande (1.483), Rondonópolis (1.375), Sorriso (837), Lucas do Rio Verde (812), Primavera do Leste (735), Tangará da Serra (721), Sinop (523), Nova Mutum (502), Pontes e Lacerda (470), Campo Verde (395), Cáceres (337), Confresa (331), Colíder (252), Barra do Garças  (249), Campo Novo do Parecis (248), Querência (227), Matupá (223), Sapezal (209) e Peixoto de Azevedo (207).

Nas últimas 24 horas, surgiram 1.188 novas confirmações no Estado. A área técnica ainda esclareceu que foram corrigidas quatro ocorrências de duplicidade no sistema. Além disso, um caso anteriormente notificado em Poconé foi reposicionado para Nossa Senhora do Livramento; e outro de Várzea Grande foi corrigido para Cuiabá. As mudanças consideraram o município de residência dos pacientes.

Dos 19.540 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 10.393 estão em isolamento domiciliar e 7.684 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 228 internações em UTI e 317 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 95% para UTIs e em 46,5% para enfermarias.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 51,1% dos diagnosticados são do sexo feminino e 48,9% masculino; além disso, 5.251 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 21.987 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.530 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Nesta sexta-feira (3), o Governo Federal confirmou 1.539.081 casos da Covid-19 no Brasil e 63.174 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 61.884 óbitos e 1.496.858 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana