conecte-se conosco


Tribunal de Justiça MT

ClickJud facilita acesso aos serviços do Poder Judiciário

Publicado


A possibilidade de acessar vários serviços do Poder Judiciário de Mato Grosso sem sair de casa é garantida por meio do aplicativo ClickJud. A ferramenta reúne diversas funcionalidades de utilidade pública, facilita o atendimento e permite maior segurança e celeridade aos operadores e operadoras do Direito e público externo em geral a qualquer hora, de qualquer lugar, pelo celular, tablet ou computador.
 
Serviços oferecidos com poucos cliques:
 
– Consulta processual;
– Adicionar processos como favoritos e visualizá-los rapidamente no próximo acesso;
– Busca de julgamentos e audiências;
– Receber aviso quando houver qualquer movimentação processual, através do sistema Push;
– Busca de mandados no PJe;
– Cadastro de Pessoa Jurídica;
– Emissão de certidão negativa gratuita;
– PJe Monitor;
– Emitir gratuitamente guias de arrecadação;
– Ouvidoria da Mulher;
– Ouvidoria;
– Emissão de certificado de indisponibilidade do PJe;
– Fazer acompanhamento de pedido de adoção;
– Busca dos ramais telefônicos de todas as unidades do Tribunal de Justiça e comarcas;
– Portal Coronavírus;
– Abertura de chamados via SDM.
 
Também estão disponíveis no aplicativo:
 
– Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) para reclamações pré-processuais;
– Balcão Virtual – canal de acesso que permite o acesso imediato às secretarias das unidades, sem necessidade de agendamento prévio, da mesma forma como ocorreria em um balcão físico.
 
Acesse AQUI o ClickJud:
 
Dani Cunha
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
 
 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tribunal de Justiça MT

Representantes do Judiciário do Amapá fazem visita técnica ao Fórum de Cuiabá

Publicado


 No segundo dia de visita institucional e técnica do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), um dos locais visitados foi a Central de Arrecadação e Arquivamento (CAA) que funciona no Fórum de Cuiabá. Ativa desde 2018 ela tem mostrado ótimos resultados, um deles é que muitas vezes, antes da cobrança ir para protesto em cartório, o contribuinte já resolve a sua pendência fiscal, reflexo disso foi a melhora na arrecadação.
 
“Não temos um setor exclusivo para cuidar das arrecadações” declarou o juiz auxiliar da Presidência do TJPA Nilton Bianquini Filho. Ele está acompanhado do juiz auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça André Gonçalves de Menezes e técnicos do TJAP. Os juízes auxiliares da Corregedoria de Mato Grosso, João Thiago de França Guerra e Emerson Luis Pereira Cajango, acompanham a comitiva visitante.
 
Em seguida o grupo foi à Fazenda Pública Unificada, onde constataram a agilidade no processo de digitalização. Faltam 1.140 processos a serem inseridos no sistema do Processo Judicial Eletrônico. Fato que acarreta agilidade e facilidade nos trâmites. O grupo ainda visitou a 3ª e 4ª Varas Cíveis e a 4ª Vara Criminal. Eles foram acompanhados pelo juiz Agamenon Alcântara Moreno Júnior e o juiz-diretor do Fórum de Cuiabá, Lídio Modesto da Silva Filho.
 
O corregedor-geral da Justiça, desembargador José Zuquim Nogueira, salientou a importância de o TJMT ter sido escolhido para a visita técnica pelo TJAP. “Isto demonstra que estamos no caminho certo e estamos sendo observados por outros Tribunais”, ponderou.
 
 
Abaixo você confere outra matéria sobre a visita técnica ao Judiciário de MT
 
 
Ranniery Queiroz
Assessor de imprensa CGJ/TJMT
 

Continue lendo

Tribunal de Justiça MT

Poder Judiciário de Mato Grosso

Publicado


As comarcas de Sinop (distante 500 km ao norte de Cuiabá), Rondonópolis (212 km ao sul da Capital) e Cáceres (225 km a oeste) passam a integrar a Pauta Concentrada, que já ocorre desde maio nos Juizados de Cuiabá e Várzea Grande. A ação nas comarcas do interior começou hoje (21/10) e vai até a próxima quarta-feira (27/10). A Pauta Concentrada é uma iniciativa na busca pelo Juizado de Excelência da Corregedoria-Geral da Justiça do Poder Judiciário de Mato Grosso (CGJ). Até o final do ano o projeto funcionará como piloto. “A nova sistemática já nos mostrou ótimos índices de acordos alcançados e nosso grande objetivo é a agilidade na prestação de serviços à sociedade”, destacou o corregedor-geral, desembargador José Zuquim Nogueira.
 
A Corregedoria, por meio do Departamento de Apoio aos Juizados Especiais (Daje), o Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), o Conselho de Supervisão dos Juizados Especiais são parceiros na ação. A estratégia está sendo desenvolvida pela juíza Viviane Brito Rebello Isemhagen do Juizado Especial do Jardim Glória, na Comarca de Várzea Grande. “Detectamos que em mais de 90% dos processos, se quer havia propostas de acordo apresentadas. Os responsáveis diziam que não havia tempo hábil para fazerem esta oferta. Mudamos a estratégia. Na Pauta Concentrada as partes têm mais tempo para conversarem, permitindo assim tanto que a parte autora, quanto a parte reclamada tenham chances maiores de se ajustarem. Na mesma oportunidade já estimulamos que as empresas identifiquem os problemas geradores do litígio e invistam em treinamento de pessoal, por exemplo, para evitarmos o surgimento de novos processos”, considerou a magistrada.
 
As audiências nos oito Juizados de Cuiabá, e nos dois Juizados de Várzea Grande, tiveram neste mês o acréscimo dessas três comarcas, envolvendo processos distribuídos no período entre 01/09/2021 e 30/09/2021, em que figuram como grandes demandadas as empresas Vivo e Telefônica Brasil. “A pauta concentrada da forma que está sendo gerida tem se apresentado como uma estratégia importante para a política estadual de resolução autocompositiva e por isso a ampliação permitirá que a sociedade mato-grossense tenha mais acesso à conciliação como meio adequado de solução de conflitos”, ressaltou a juíza Cristiane Padim da Silva, coordenadora do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec).
 
Projeto Piloto Pauta Concentrada atingiu o índice de 18,60% de acordos, enquanto nas pautas comuns a média é de 4,59%. Um trabalho desenvolvido em conjunto. Na Corregedoria o trabalho é conduzido pelo juiz auxiliar, Emerson Luis Pereira Cajango e a diretora do Daje. “Quero agradecer todo empenho dos estagiários que fazem parte do Grupo de Apoio aos Juizados Especiais (Gaje), ligados ao Departamento de Apoio aos Juizados Especiais (Daje), na supervisão direta do servidor Marcos Girão, que não mediram esforços para promover todos os atos necessários para realização da Pauta Concentrada. Agradecer também o apoio dos servidores e estagiários do Daje que trabalharam o tempo todo em parceria. Os conciliadores e os prepostos das empresas receberam a devida capacitação pelo Nupemec com apoio da Escola dos Servidores”, agradeceu a diretora do Daje, Karine Márcia Lozich Dias.
 
Abaixo você encontra outras notícias sobre esse tema:
 
 
 
 
 
 
Ranniery Queiroz
Assessor de imprensa CGJ/TJMT
 
 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana