conecte-se conosco


Saúde

Cigarro eletrônico pode aumentar colesterol e causar doenças cardíacas

Publicado

Os cigarros eletrônicos têm conquistado cada vez mais adeptos pelo mundo, mas nos últimos meses viraram motivo de preocupação após 40 mortes serem confirmadas nos Estados Unidos pelo uso excessivo dos “vapes”.

Leia também: Narguilé, vape ou cigarro de palha? Qual é o menos nocivo a saúde?

cigarro eletronico arrow-options
shutterstock

Muito popular entre os jovens, o cigarro eletrônico pode ser tão ou mais nocivo que os tipos tradicionais de tabagismo

Muito se discute se o cigarro eletrônico realmente faz mal à saúde ou se ele é uma alternativa mais simples para quem quer parar com o cigarro comum. Porém, uma pesquisa realizada pela Universidade de Boston mostrou que os vapes podem causar doenças cardíacas da mesma forma que o tabaco tradicional.

O estudo foi realizado com 476 pessoas, entre 21 e 45 anos, que não tinham histórico de problema cardíaco. Dentro desse grupo, 94 eram não fumantes, 45 usuários de cigarros eletrônicos, 52 pessoas usavam vape e tabaco, e 285 eram fumantes.

Leia Também:  10 alimentos com vitamina B12 para incrementar sua alimentação e sua saúde

Nos resultados, os cientistas de Boston descobriram que o colesterol ruim (LDL) tinha maior incidência no grupo que usava vape em comparação aos não fumantes. Quem possui uma taxa alta de LDL está mais propenso a sofrer derrame ou ataque cardíaco .

“Embora os pacientes pensem que o uso de cigarros eletrônicos por fumantes faz sentido para a saúde do coração, nosso estudo mostra que o uso também está relacionado a diferenças nos níveis de colesterol”, alerta Sana Majid, autora principal da pesquisa.

Um resultado parecido foi obtido pela equipe do Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles, que realizou pesquisa com um grupo de 19 pessoas fumantes, entre 24 e 32 anos, e descobriu que o vape é pior para o fluxo sanguíneo cardíaco do que os cigarros tradicionais.

“Os profissionais que aconselham os pacientes sobre o uso de produtos de nicotina deveriam considerar a possibilidade dos ‘ e-cigs ‘ conferirem mais dano aos usuários e, especialmente, aos pacientes em risco de doença vascular”, disse Susan Cheng, diretora de saúde pública e co-autora do estudo em LA, ao Daily Mail .

Leia também: Uso de vape deixa pulmão de jovem com aspecto de 70 anos

Leia Também:  Mandetta elogia MP que cria programa Médicos pelo Brasil

A Associação Americana do Coração (AHA), que promove uma sessão científica na Filadélfia durante essa semana, onde esses estudos serão apresentados, recomenda que, se um usuário quer parar de fumar cigarro, ele deve recorrer a adesivos, inaladores e chicletes “aprovados pela FDA e comprovadamente seguros e eficazes” e não utilizar o cigarro eletrônico . Eles podem ser mais prejudiciais do que o tabaco.

Fonte: IG Saúde
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Saúde

Guia Alimentar Brasileiro poderá ser adaptado para outros países

Publicado

O Guia Alimentar para Crianças Brasileiras Menores de 2 Anos, publicação feita pelo Ministério da Saúde com o intuito de combater a obesidade infantil, poderá ser adaptado e usado por outros países que têm o português como língua oficial. A sugestão foi apresentada hoje (13) pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante a V Reunião de Ministros da Saúde – encontro que reúne autoridades da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Lisboa, Portugal.

Lançado este ano, o guia apresenta recomendações e informações sobre alimentação de crianças nos dois primeiros anos de vida.

Além de promover saúde, crescimento e desenvolvimento a esse público, o guia subsidia família e profissionais de saúde em ações de educação alimentar e nutricional. Ao mesmo tempo, é um instrumento que ajuda na orientação de políticas públicas que visam a apoiar, proteger e promover a saúde das crianças.

No encontro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Mandetta compartilhou a experiência brasileira e ofereceu ajuda aos demais países integrantes do grupo, no sentido de elaborar e adaptar guias alimentares às realidades locais de cada um deles.

Leia Também:  10 alimentos com vitamina B12 para incrementar sua alimentação e sua saúde

A ideia é promover, já no primeiro trimestre de 2020, oficinas técnicas para apresentar a metodologia adotada pelo Brasil na elaboração do guia.

Instituída em julho de 1996, a CPLP reúne nove Estados membros: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné-Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Juntos, esses países têm 230 milhões de habitantes distribuídos por quatro continentes.

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Saúde
Continue lendo

Saúde

Doença faz jovem de 15 anos aparentar ser mais velha: “Tratada como aberração”

Publicado

Women's Health

Já imaginou ser jovem, mas ter a aparência de uma idosa? É o que acontece com a adolescente chinesa de 15 anos, Xiao Feng, que possui a “doença do envelhecimento”, condição rara conhecida como síndrome de Hutchinson-Gilford ou progéria, que faz a pele do corpo inteiro ficar enrugada. 

Leia também: Mulher morre após recusar tratamento médico por não querer ‘ficar velha e gorda’

doença rara arrow-options
Reprodução

Xiao Feng, de 15 anos, tem uma doença rara que a faz aparentar ser bem mais velha que a sua idade real

Por causa da doença , Xiao Feng abandonou a escola por conta da vergonha de sair em público. “Eu sou tão diferente dos meus colegas de sala que parei de ir à escola. Eu não tinha mesmo muitos amigos na escola. Sentada ao lado dos colegas, eu parecia avó deles”, desabafou a jovem, de acordo com o Daily Star .

“As pessoas me chamam de tia na rua e na escola sou tratada como aberração”, completa. “Quero ter uma vida normal e me tornar médica. Sonho com isso”, afirma.

Leia Também:  Hemorroidas: saiba quais os sintomas, as causas e os tratamentos disponíveis

Leia também: Peter Pan da vida real: conheça o jovem que não envelhece

A “doença do envelhecimento”

doença rara arrow-options
Reprodução

Por conta da doença, a chinesa diz que, ao lado dos colegas da escola onde estudava, pareceria ser “avó deles”

A condição é hereditária. A mãe de Xiao também luta contra a doença. “Não fomos à escola, não sabíamos nada sobre desordens genéticas. Quando ela nasceu já era tarde demais para nos arrependermos”, comenta o pai da jovem. A chinesa lançou campanha na web para arrecadar o equivalente a R$ 300 mil a fim de custear o tratamento.

Leia também: “Não sabemos até quando se desenvolverá”, diz mãe de menina com Síndrome de Rett

Quais são os sintomas?

Com quadro de progéria, a criança ou o adolescente passa a apresentar todos os sinais típicos da velhice , como pele seca e enrugada, calvície e costas curvadas. Com baixa estatura, os portadores de doença também não apresentam períodos menstruais ao crescer e são estéreis. Outros males típicos da velhice como cardíacas, renais e pulmonares também podem aparecer.

Leia Também:  Prefeito Bruno Covas inicia quimioterapia para combater câncer

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana