conecte-se conosco


Internacional

Chinês é condenado à morte após atear fogo na ex-mulher influencer ao vivo

Publicado


source
Tibetana tinha quase 30 mil seguidores nas redes sociais
Bruno Ignacio

Tibetana tinha quase 30 mil seguidores nas redes sociais

Um homem foi condenado à morte nesta quinta-feira (14) após encharcar de gasolina e atear fogo na ex-mulher enquanto ela fazia uma transmissão ao vivo para seus mais de 30 mil seguidores. 

Amuchu, a influencer tibetana assassinada aos 30 anos postava vídeos do seu dia a dia no país na rede social Douyin, equivalente ao TikTok chinês. Ela havia se divorciado dele três mesas antes do ocorrido.

O crime aconteceu em setembro do ano passado. Ela não resistiu aos graves ferimentos e morreu duas semanas depois.

A morte gerou indignação no país, que só começou a punir casos de violência doméstica em 2016. Uma hashtag de apoio à ela foi criada e chegou a ser censurada pelas autoridades chinesas.

Leia Também

Seu crime “mostrou uma crueldade extrema, e seu impacto na sociedade foi terrivelmente ruim”, disse o tribunal em um comunicado.

Uma em cada quatro mulheres chinesas foi vítima deste tipo de violência pelo menos uma vez na vida, de acordo com um estudo publicado em 2013 pela Federação das Mulheres da China, informa a AFP.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Ômicron: Botsuana diz que maioria dos casos no país é assintomática

Publicado


Uma autoridade sênior de saúde de Botsuana disse que 16 de um total de 19 casos da variante Ômicron do coronavírus detectados no país foram assintomáticos, e afirmou ser “injusto” tratar o país como marco zero da nova variante.

Pamela Smith-Lawrence, diretora de saúde em exercício do Ministério da Saúde e Bem-Estar de Botsuana, disse à agência de notícias Reuters, em entrevista, que 19 pessoas infectadas com a nova variante em sua maioria testaram negativo para a covid-19 – ou seja, estão recuperadas.

Enquanto 16 pessoas foram assintomáticas, as três restantes apresentaram sintomas “muito, muito leves”.

Botsuana anunciou na sexta-feira (26) que o país estava investigando certas mutações do coronavírus que foram encontradas em quatro estrangeiros que estavam no país em missão diplomática. Desde então, o país notificou outros 15 casos da nova linhagem, elevando o total para 19.

Origem da Ômicron

Embora ainda não esteja estabelecido onde a Ômicron surgiu pela primeira vez, em 25 de novembro a África do Sul, seguida por Botsuana um dia depois, anunciou que havia detectado uma nova variante cujas mutações eram diferentes da variante Delta, até então a cepa dominante.

Isso levou vários países europeus e asiáticos a adotarem restrições imediatas a viagens aéreas em países da África Austral, uma decisão criticada tanto pela África do Sul quanto por Botsuana.

“Infelizmente… os dedos agora apontam para Botsuana para dizer que isso (a variante) se originou em Botsuana, ou é uma variante de Botsuana, o que considero bastante injusto e desnecessário neste momento”, disse Pamela, acrescentando que 14 das 19 pessoas até agora detectadas com a variante eram cidadãos estrangeiros. Ela se recusou a dizer as nacionalidades dos cidadãos ou de onde eles haviam chegado.

Continue lendo

Internacional

Barco com 40 alunos nigerianos naufraga e 29 morrem; maioria era menor de idade

Publicado


source
Maioria dos estudantes eram menores de idade
Conor Sexton / Unsplash

Maioria dos estudantes eram menores de idade

Um barco que transportava cerca de 40 alunos nigerianos naufragou no estado de Kano, no norte da Nigéria . O acidente matou ao menos 29 pessoas, segundo autoridades locais disseram à agência de notícias Reuters nesta quarta-feira (1º).

O barco estava na represa Watari e levava alunos de uma escola islâmica, sendo a maioria menor de 18 anos. O transporte virou às 5h30 (horário local, noite dessa terça no Brasil), informou um funcionário do governo.

De acordo com o porta-voz do serviço de bombeiros do estado de Kano, Saminu Yusuf Abdullahi, as equipes de resgate conseguiram recuperar 29 corpos. “O que sabemos é que o barco estava superlotado”, disse Abdullahi.

Segundo a autoridade do governo local, Aminu Bello Gogori, sete estudantes foram resgatados e estavam recebendo atendimento médico.

Dois moradores locais, Umar Shuaibu e Tanko Isa, relataram que, apesar de a maioria ser menor de idade, alguns tinham apenas 6 anos. De acordo com eles, os sete resgatados são crianças.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana