conecte-se conosco


Carros e Motos

Chevrolet Onix Plus é o carro que menos perde valor, aponta estudo

Publicado


source
Onix
Divulgação

Chevrolet Onix Plus: em um anos, perde apenas 7,6% do valor de tabela conforme o estudo da Agência Autoinforme

O Chevrolet Onix Plus foi eleito o modelo que menos perde valor depois de um ano na 7ª edição do Selo Maior Valor de Revenda, com apenas 7,6% de depreciação entre agosto de 2019 e o preço do mesmo carro (portanto com um ano de uso) doze meses depois. Foram consideradas 15 categorias, ante 19 do ano passado.

Segundo o idealizador da certificação, Joel Leite, “este ano, decidimos extinguir Hatch Médio, Hatch Premium, Perua e Sedã Grande porque esses segmentos apresentaram apenas um modelo em comercialização, ou significaram vendas abaixo de mil unidades no período de 12 meses”, disse ele. “Além disso, veículos elétricos e híbridos foram separados porque, mesmo sem altos volumes, conquistaram representatividade no mercado brasileiro”, completou.

A pesquisa considerou os 102 modelos novos mais vendidos, de 20 marcas. Foram analisados modelos das marcas BMW, Caoa Chery, Citroën, Ford, Kia Motors, Land Rover, Lexus, Mitsubishi, Nissan, Peugeot e Suzuki. Segundo os organizadores, “seis modelos vencedores desta edição pioraram suas posições em relação à sexta edição do estudo, com índices de depreciação maiores. São os casos dos modelos VW Up!, VW Saveiro, VW Tiguan, Fiat Toro, Jeep Compass e Toyota SW4.

Apenas dois modelos – Toyota Corolla e Toyota Hilux – conseguiram melhorar ainda mais os seus índices de depreciação. Essas variações refletem o comportamento do mercado – oferta e demanda – e o trabalho da indústria e sua rede de distribuição no quesito pós-vendas”.

Na avaliação de Luiz Cipolli Junior, do Departamento de Pesquisa da Agência Autoinforme, “a depreciação depende de vários fatores: do tamanho do carro, da marca, da rede de revendedores, do cuidado que a marca tem em relação ao pós-vendas, ao segmento, a origem, ao fato de ter grande volume de venda, à sua aceitação no mercado. Daí a importância do selo”.

Confira abaixo os vencedores de cada uma das 15 categorias com a porcentagem que mostra quanto cada um desvaloriza em um ano.

  • Entrada: VW Up! (8,1%)
  • Elétrico: Renault Zoe (9,9%)
  • Hatch compacto: Hyundai HB20 (9,2%)
  • Híbrido: Volvo XC60 Hybrid (9,8%)
  • Monovolume: Honda Fit (9,4%)
  • Picape pequena: VW Saveiro (15,1%)
  • Picape Compacta: Fiat Toro (13,7%)
  • Picape média: Toyota Hilux (9%)
  • Sedã de entrada: Hyundai HB20S (12,9%)
  • Sedã Compacto: Chevrolet Onix Plus (7,6%)
  • Sedã Médio: Toyota Corolla (8,9%)
  • SUV de entrada: Honda HR-V (9,2%)
  • SUV Compacto: Jeep Compass (11,7%)
  • SUV Médio: VW Tiguan (10,9%)
  • SUV Grande: Toyota SW4 (10,1%)
Fonte: IG CARROS

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Picape Peugeot Landtrek é revelada e chega ao Brasil em 2022

Publicado


source
peugeot
Divulgação

Peugeot Landtrek: picape média deverá ser fabricada no Uruguai antes de chegar ao Brasil , como rival de Hilux e companhia

A Peugeot revelou oficialmente a picape média Landtrek. O modelo desembarca inicialmente em onze países das Américas do Norte, Central e do Sul, numa lista que inclui o México, onde o utilitário chega com preços a partir de 504.900 pesos (cerca de R$ 134 mil). Mas a sua chegada ao Brasil, Argentina e Colômbia está prevista apenas para 2022.


A Peugeot Landtrek vai marcar no Brasil o retorno da marca francesa ao segmento de picapes, no qual a marca esteve presente pela última vez nos anos 1990, com o modelo 504. A nova picape média é uma variação do chinês Changan Hunter . Mas a Peugeot destaca que a Landtrek passou por um programa de testes de mais de 2 milhões de quilômetros, em países como Argentina, Brasil e México, antes de receber o logo da empresa.

Com 5,33 m de comprimento e 1,84 m de largura, a Peugeot Landtrek tem medidas próximas da Toyota Hilux e da Chevrolet S10 , modelos que lideram atualmente o mercado de picapes médias no Brasil. Mas troca o motor turbodiesel das concorrentes por um 2.4 turbo a gasolina, de 210 cv e 32,6 kgfm, que pode ser combinado a um câmbio manual ou automático, ambos de seis marchas. 


As versão manual 4×2 leva até 1.150 kg de carga, capacidade que baixa para 1.120 kg na automática 4×2. Já a 4×4 automática pode levar até 1.050 kg.

Ainda não está definida como será a configuração da Landtrek que será vendida no Brasil. Mas no México, a picape traz como itens de série em sua versão de topo o sistema multimídia com tela de 10″ e compatível com Android Auto e Apple CarPlay, ar-condicionado automático, seis airbags, controles eletrônicos de tração e estabilidade, assistentes de subida e descida de rampas, alerta de mudança involuntária de faixa e um sistema de câmeras 360°.

A explicação para esse “atraso” no lançamento da Peugeot Landtrek no Brasil está na origem do produto. Os primeiros mercados a receberem a picape vão comercializar unidades produzidas na China, único país onde o modelo da Peugeot é produzido atualmente.

Já por aqui, o início das vendas da Peugeot Landtrek vai depender do início da montagem na fábrica da Nordex (Uruguai), prevista para começar em 2021. Vindo de lá, o modelo chegaria ao nosso mercado como um produto do Mercosul, sem ser tributado como um automóvel importado.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Nissan Note 2021 estreia no Japão com motor híbrido do futuro Kicks nacional

Publicado


source
Nissan Note
Divulgação

Nissan Note é fabricado no Japão, onde abastece toda a Ásia e passa a ter a nova linguagem de design global da marca japonesa

A Nissan revela a nova geração do hatchback Note , que deverá chegar às concessionárias japonesas no próximo dia 23 de dezembro. Além de estrear novo design, o modelo traz com o conjunto mecânico renovado que estará no Kicks brasileiro em no futuro, provavelmente, entre o fim de 2022 e o início de 2023.

Leia também

A dianteira da nova geração do Note mantém a chamada “grade frontal V-motion” presente em todos os modelos da Nissan. Os faróis ficam maiores, agora contando com tecnologia full-LED. A traseira mais elevada lembra um “crossover”, com lanternas ligadas por um filete preto que leva o nome da fabricante. O Note é o primeiro veículo a adotar esta disposição. 

O que mais chama atenção no interior do novo Note são as duas grandes telas para central multimídia e cluster. O console central também fica mais sofisticado, ganhando acabamento vazado que forma um compartimento extra – escondendo as entradas USB – e carregamento de celular por indução . O volante multifuncional tem base levemente achatada, em um padrão inédito para a Nissan.

No pacote de conforto, o Note traz câmera 360° para facilitar manobras – recurso presente nos carros do Brasil – e controle adaptativo de cruzeiro. O modelo também pode ajustar a velocidade automaticamente, detectando os limites de velocidade pelo GPS.

Mecânica

Eis o tópico que nos diz respeito. A Nissan revelou que a partir da linha 2021, todas as versões do Note contarão com o conjunto e-Power eletrificado. Neste arranjo, a energia distribuída nas rodas parte apenas de um motor elétrico, enquanto a unidade a combustão interna é utilizada para carregar a bateria.

O modelo funciona com motor 1.2 a gasolina, em conjunto com baterias de 1,57 kWh. A potência combinada é de 129 cv, enquanto o torque fica na faixa de 26,5 kgfm. Segundo a Nissan, o novo Note tem  6% mais potência e 10% mais torque na comparação com o modelo antigo.

Kicks e-Power nacional

Nissan Kicks 2021
Divulgação

Nissan Kicks já foi lançado na Ásia, antecipando as mudanças do modelo brasileiro que chega no início do ano que vem

Por conta da crise causada pelo novo coronavírus e a alta das moedas internacionais, a Nissan confirmou que os planos para os próximos cinco anos foram afetados. Segundo Marco Silva, presidente da marca no Brasil, nenhum projeto foi cancelado, mas alguns investimentos em tecnologia precisaram ser postergados.

Este é o caso do Kicks e-Power , que deverá estrear no Brasil apenas em uma nova geração. Em 2021, a Nissan irá renovar seu best-seller fabricado em Resende (RJ), mas ficará devendo uma nova versão eletrificada inédita. O mais provável é que o SUV mantenha o atuall motor 1.6 flex, de 116 cv de potência.

O Nissan Kicks é o carro mais vendido da fabricante no Brasil, acumulando 29 mil emplacamentos neste ano. Apesar de ficar atrás de VW T-Cross, Jeep Renegade, Chevrolet Tracker e Hyundai Creta no ranking de vendas da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos), o modelo supera rivais de peso, como Honda HR-V, Renault Duster e Ford EcoSport. 

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana