conecte-se conosco


Carros e Motos

Chery Tiggo 2 e Arrizo 5 chegam com novas cores e ficam mais caro

Publicado

Chery arrow-options
Divulgação

Chery Tiggo 2 e Arrizo 5 são atualizados na linha 2020, com o objetivo de reajustar preços e manter a competitividade

Logo após renovar o Tiggo 7, a Chery atualiza mais dois modelos, estes que concentram maior volume de vendas. São eles o SUV Chery Tiggo 2 e o sedã Arrizo 5. Os destaques para as novidades ficam por conta das duas novas opções de cor, que segundo a marca, levam em conta as preferências dos consumidores:  branco perolizado e o cinza metálico.

LEIA MAIS: Caoa Chery confirma novos Tiggo 5X e Tiggo 7 para 2020

As cores se somam às outras quatro anteriores: branco e preto (sólidas) e marrom e prata (metálicas) para o SUV Chery Tiggo 2 , e branco e preto (sólidas) e azul e prata (metálicas) para o Arrizo. A pintura metálica tem preço sugerido de R$ 1.300, enquanto a perolizada sai por R$ 1.500. Há ainda opção do teto preto, oferecido por R$ 1.500.

LEIA MAIS: Chery Tiggo 2 chega surpreender se comparado aos principais rivais

Ficam mais caro

Chery arrow-options
Divulgação

Sedã Arrizo 5 foi quem mais teve aumento de preços: R$ 2.500 ante os R$ 1.500 do SUV

Além de chegar para atender a demanda dos clientes, as novas cores também vieram para justificar o aumento nos preços dos carros chineses . O Tiggo 2 agora parte de R$ 63.490 — contra os R$ 61.990 na tabela da linha 2019. A sua oferta segue composta pelas versões Look e ACT, sempre com motor 1.5 de 115 cv e opção de câmbio manual ou automático de 4 marchas. O Chery Arrizo 5 , por sua vez, é oferecido nas versões RX e RXT, sempre com motor 1.5 turbo flex de 150 cv e câmbio automático CVT com 7 marchas virtuais. Neste caso, os preços começam em R$ 73.590, ante os R$ 69.990 cobrados anteriormente.

LEIA MAIS: Chery QQ, o carro mais barato do mercado, sai de linha no Brasil

O Chery Tiggo 2 vem de série com ar-condicionado, vidros e travas elétricas nas quatro portas, computador de bordo, direção hidráulica e espelhos laterais com ajuste elétrico. Já versão topo de linha Act adiciona bancos de couro e tecido, central multimídia Chery I-Connect com tela de 7 polegadas sensível ao toque com conectividade Apple CarPlay e Android Auto, que pode fazer o pareamento do Waze.

Na versão topo de linha Act, adiciona teto solar, câmera de ré, volante multifuncional revestido de couro, controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, roda de liga leve de 16 polegadas e ancoragem Isofix para cadeirinhas infantis.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carros e Motos

Nissan volta a oferecer Kicks para público PcD a partir de R$ 84.021

Publicado


source
Nissan Kicks 2022; SUV compacto passa a ser oferecido para PcD em todas as versões
Divulgação

Nissan Kicks 2022; SUV compacto passa a ser oferecido para PcD em todas as versões

Depois que entrou em vigor a nova lei que permite a isenção de IPI para carros PcD (Pessoas com Deficiência) com limite de preço de R$ 140 mil algumas fabricantes voltaram a oferecer modelos para esse tipo de público. Agora, é a vez da Nissan oferecer o SUV compacto Kicks, em todas as versões e com desconto adicional de 5%, conforme o site Mundo do Automóvel PCD .

Além disso, o Nissan Kicks volta a ser vendido na versão Active CVT, que chegou a ser vendida apenas para o público PcD . Teve linha 2022, lançada em fevereiro, mas acabou deixando de ser vendida por causa das mudanças estabelecidas pela MP 1034 passou a ter apenas um bônus da fabricante, sem a isenção.

O Nissan Kicks Active CVT tem preço sugerido de R$ 92.990, mas para o público PcD passa para R$ 84.021,11, o que representa um abatimento de R$ 8.968,89. Há também a Sense CVT , que passa de R$ 104.040 para R$ 94.005.34 com a isenção de IPI, ou R$ 10.035,66 a menos. No caso da Advance CVT, o carro deixa de custar R$ 112.490 para sair por R$ 101.640,34 para PcD.

Se o cliente quiser a versão topo de linha poderá optar pela Exclusive , que para o púbico PcD tem preço sugerido de R$ 110.675,84, com desconto de R$ 11.814,16, já com o desconto adicional de 5%. Mais fabricantes também deverão passar a oferecer modelos com isenção de IPI.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Assinatura de veículos: Um novo nicho de mercado

Publicado


source
Para aqueles que precisam de um carro, mas não tem fácil aprovação, o carro por assinatura pode ser uma boa alternativa
Divulgação

Para aqueles que precisam de um carro, mas não tem fácil aprovação, o carro por assinatura pode ser uma boa alternativa

Ultimamente se tem falado muito em “assinatura de veículos”. Esse novo sistema não deixa de ser uma modalidade de aluguel. O locatário dirige o modelo escolhido por um período pré-estabelecido (em geral entre 12 e 36 meses), podendo ser alterado, ou ainda comprado pelo cliente ao final do contrato. No valor da assinatura mensal está embutido IPVA, licenciamento e taxas, seguro e manutenção do automóvel.

Essa tendência deve ficar, pois tem se mostrado uma alternativa interessante em termos financeiros e operacionais frente às opções existentes de aluguel avulso, carro compartilhado ou aplicativos de transporte, mas é preciso ficar atento aos contras.

As vantagens mudam conforme a necessidade do consumidor. Para aqueles que não se importam em não serem donos do carro , a assinatura apresenta dois diferenciais em relação às opções para quem não faz questão do bem: a disponibilidade total do carro para quando precisar usá-lo (benefício em relação a serviços de carro compartilhado ) e o custo, quando comparado aos serviços de aplicativo.

Para aqueles que fazem questão de serem proprietários, mas têm baixa probabilidade de receberem a aprovação de uma linha de crédito , pode ser uma vantagem. Isso porque o consumidor pode acabar pagando mais na compra financiada do carro do que pagaria com a assinatura.

Você viu?

Já se você tem dinheiro para a compra à vista ou uma boa linha de crédito , ou gosta de ter um carro para chamar de seu e pretende ficar com ele por mais de três anos, a compra direta é a melhor escolha.

A disputa por esse mercado está acirrada. Além de locadoras e startups , as montadoras estão investindo nesse modelo. Isso significa que ele é promissor, seja para diversificação de produto, seja para diminuição do potencial de crescimento dos competidores.

As montadoras devem sair ganhando em relação às locadoras e empresas de carros compartilhados , uma vez que são mais financiadas e mais confiáveis aos olhos do público, além de parecerem estar dispostas a se adaptarem às novas demandas do mercado. Vamos observar a movimentação.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana