conecte-se conosco


Mato Grosso

Chapada dos Guimarães comemora aniversário beneficiada com investimentos superiores a R$ 100 milhões

Publicado


Um dos principais destinos turísticos mato-grossense, Chapada dos Guimarães, distante 65 quilômetros da capital Cuiabá, comemora neste sábado, 31 de julho, 68 anos como município (a fundação de seu núcleo original foi em 1751) com investimentos, do Governo do Estado, superiores a R$ 100 milhões em obras rodoviárias e de saneamento básico em benefício do município, atualmente com 19.453 habitantes.

Entre pavimentação e revitalização de rodovias, são mais de 250 quilômetros entregues, em execução ou com edital publicado para início das obras e três pontes de concreto, além da ampliação da Estação de Tratamento de Água e Esgoto e entrega de maquinário para manutenção de estradas de terra. Houve também ações nas áreas de agricultura familiar e assistência social.

Infraestrutura

Na atual gestão, foi concluída a revitalização de 61 quilômetros da MT 251, no trecho entre Chapada dos Guimarães e entroncamento da MT 140, em Gardes, e a pavimentação de 23 quilômetros da MT 020 entre entroncamento da MT 251 e Água Fria/Lago do Manso. Os investimentos foram, respectivamente, de R$ 11,441 milhões e R$ 18,145 milhões.

Quatro outras obras estão em andamento, entre restauração e pavimentação. No primeiro caso, estão 44 quilômetros da MT-251, entre Trevo do Manso e Chapada dos Guimarães, cujos investimentos somam R$ 27,147 milhões, e 78,2 km da MT 351, entre entroncamento da MT 251 (trevo do Manso) e Lago do Manso.                                                                                             

Restauração da MT 251 de 44 quilômetros da MT-251, entre Trevo do Manso e Chapada dos Guimarães – Foto Tchelo Figueiredo

No segundo, um trecho de 28 quilômetros da MT 140, entre o município ao entroncamento Campo Verde/Nova Brasilândia, com investimentos de R$ 26,96 milhões.                                                                                   

Seis projetos beneficiando Chapada dos Guimarães estão em elaboração na Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística(Sinfra-MT) – três de pavimentação e três de construção de pontes de concreto.

São 22,54 quilômetros da MT 246, entre Água Fria e divisa de Chapada dos Guimarães com Cuiabá; 7,63 quilômetros, entre o condomínio Paraíso e divisa Chapada dos Guimarães/Rosário Oeste; e 6,82 quilômetros da MT 241, entre as divisas de Nova Brasilândia/Chapada dos Guimarães e Chapada dos Guimarães/Rosário Oeste. 

Entre as pontes de concreto a serem construídas, duas serão sobre o Rio da Casca, com 24 metros de extensão cada, e uma sobre o Rio Manso, com 118 metros de comprimento.

Aguarda liberação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o projeto de reforma e revitalização da Praça Dom Wunibaldo e entorno, no centro da cidade, elaborado em conjunto por Sinfra/MT e Sedec (Secretaria de Desenvolvimento Econômico).  

Após a autorização, será aberta licitação para execução das obras – espaços multiuso, com área de alimentação e artesanato, pintura das fachadas dos prédios, bancos de madeira e concreto, com encaixe para estacionar bicicletas e faixas elevadas para pedestres, entre outras melhorias.

Projeto de reforma e revitalização da Praça Dom Wunibaldo foi elaborado em conjunto por Sinfra/MT e Sedec – Divulgação

Para auxiliar na manutenção de rodovias não pavimentadas, a Prefeitura de Chapada dos Guimarães recebeu do Governo do Estado uma motoniveladora, complementando o maquinário municipal.  

Abastecimento de água

Foi concluída em 2020, a ampliação da Estação de Tratamento de Água e Esgoto, que atenderá outros municípios além de Chapada dos Guimarães, expandindo sua capacidade de fornecimento de 30 para 100 litros por segundo. Investimentos de R$ 15 milhões.

Foi concluída em 2020, a ampliação da Estação de Tratamento de Água e Esgoto – Foto Christiano Antonucci

Assistência Social

Por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setasc), além da entrega de 1.256 cartões do Ser Família Emergencial, foram doados a famílias carentes do município 1.300 cestas básicas entre 2020 e 2021 pelo programa Vem Ser Mais Solidário e 1.625 cobertores, pelo Aconchego.

Agricultura familiar

Para atendimento a agricultores familiares, o município recebeu, no início deste ano, uma patrulha mecanizada composta por um trator agrícola 4×4 com potência de 110 CV, uma carreta basculante com capacidade para seis toneladas e uma grade aradora com 18 discos de 28 polegadas. 

Por meio da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Empaer-MT), estão em teste, por agricultores familiares de Chapada dos Guimarães, quatro cultivares de grão-de-bico. Iniciado em maio de 2020, o estudo têm como meta identificar quais se adaptam melhor às condições de cultivo na região.

Empaer/MT mantém cultivares de grão de bico com agricultores familiares no município – Foto Empaer/MT   

Saúde e repasses

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) repassou ao município 1.675 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para combatê-lo, num total de 72.292 comprimidos, entre azitromicina (8.888), ivermectina (7.111) e dipirona (56.293), também distribuído em gotas, com 1.383 frascos.              

Entre 2020 e 2021, o Governo do Estado repassou R$ 24,9 milhões aos cofres municipais em ICMS, IPVA e Fethab; R$ 2,5 milhões em assistência social, transporte escolar e emendas parlamentares entre 2019 e 2020; e R$ 1,113 milhão em fundos de saúde entre 2019, 2020 e 2021.

Economia

Liderado pela produção de algodão, milho e soja, o setor agropecuário, com R$ 269,7 milhões, responde por mais de um terço do Produto Interno Bruto (PIB) Municipal avaliado em R$ 742,8 milhões em 2018, segundo o IBGE.

Serviços (R$ 168,8 milhões), indústria (R$ 146,9 milhões), administração pública (R$ 121,9 milhões) e impostos (R$ 35,3 milhões) fecham a soma. O PIB per capita é R$ 37.922,51.

Em 2019, R$ 74,222 milhões, entre salários e outras remunerações, foram pagos por 462 empresas ou organizações ativas a 2.781 pessoas ocupadas (14,1% da população), das quais 2.308 assalariadas, com média mensal de 2,4 salários mínimos.

Além das commodities, Chapada dos Guimarães produz ainda abacaxi, banana, limão, mamão, manga, melancia, tangerina, tomate, cana-de-açúcar e mandioca.

Na pecuária, detém um rebanho bovino com 139,227 cabeças, das quais 1.379 vacas ordenhadas, com 1.360 milhão de litros de leite; rebanho galináceo, com  173,734 cabeças, das quais 11.096 galinhas com 110 mil dúzias de ovos; além de 7.407 suínos (186 matrizes), 4.491 equinos, 2.938 ovinos, 391 caprinos e uma produção de 56,5 toneladas de peixes em cativeiro e 450 quilos de mel de abelha.

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Mato Grosso recebe 79.170 doses de vacinas contra a Covid-19 nesta terça-feira (28)

Publicado


O Ministério da Saúde informou ao Estado o envio de 79.170 doses de vacinas para a imunização dos grupos prioritários da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19. Uma remessa chegará em Mato Grosso às 10h25 e outra às 15h35 desta terça-feira (28.09) no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande.   

Às 10h25 chegarão, por um voo da Azul, 19.500 doses da AstraZeneca. Para às 15h35 está prevista a chegada de 59.670 doses da Pfizer por um voo da Latam.  

Os públicos para os quais serão destinadas essas doses ainda estão sendo definidos e serão divulgados por meio da resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que será disponibilizada neste link.

Imediatamente após a chegada do imunizante, as equipes da Vigilância Estadual trabalharão no recebimento das doses, na conferência da quantidade, na catalogação dos imunizantes, no encaixotamento para distribuição e retirada dos municípios.

Simultaneamente à operação logística, as equipes administrativas trabalham na resolução da Comissão Intergetores Bipartite (CIB), colegiado que oficializa o quantitativo de doses a ser destinado para os 141 municípios.

Até o momento, Mato Grosso já recebeu 4.476.796 doses de imunizantes contra a Covid-19 e aguarda a chegada da nova remessa.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Movimento Pró-Logística de MT destaca benefícios à população e aos setores produtivos com a 1ª Ferrovia Estadual

Publicado


“A 1ª Ferrovia Estadual trará benefícios à indústria, ao comércio e à população”. A afirmação é do diretor-executivo do Movimento Pró-Logística de Mato Grosso, Edeon Vaz Ferreira, que defende a redução do custo do frete como principal benefício para todos os setores e, principalmente, para a população do Estado.

“Benefício à indústria, benefício ao comércio, benefício à população em geral. Porque no caso de Cuiabá e também no interior, tanto Campo Verde, Santa Rita do Trivelato, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, haverá uma redução do custo do frete de produtos, que a gente chama de carga geral. De higiene, limpeza, todos os produtos industrializados, inclusive máquinas, geladeiras, produtos eletrônicos… Tudo isso reduz o custo, porque ao invés de vir São Paulo para Cuiabá e para o interior de caminhão, carga virá por via ferroviária”, destacou o diretor.

Em entrevista para o site MidiaNews, ele acredita que o transporte rodoviário sofrerá impacto positivo com a implantação da ferrovia, uma vez que caminhoneiros e donos de caminhões terão a possibilidade de aumentar o número de viagens de curta distância, o que tornará o frete mais rentável para a categoria.

“De forma alguma, vai ser mais lucrativo. Porque o frete de longa distância acaba sendo ruim para os donos do caminhão e ruim para nós que acabamos pagando mais caro e eles acabam ganhando o mesmo. No frete a curta à distância, você tem que aprimorar algumas coisas, como a agilidade no carregamento, no descarregamento, mas é muito mais vantajoso, porque o valor do frete é mais alto”, pontuou Edeon.

A construção da 1ª Ferrovia Estadual prevê 730 quilômetros de linha férrea que vão interligar os municípios de Rondonópolis a Cuiabá, além de Rondonópolis com Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, e que vão se conectar à malha nacional, em direção ao Porto de Santos (SP).

Confira a íntegra da entrevista AQUI.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana