conecte-se conosco


Mato Grosso

CGE apresenta metodologia de atuação ao controle interno do Ceará

Publicado

Auditores da Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) detalharam, na sexta-feira (14.11), por videoconferência, a auditores da Controladoria Geral do Ceará (CGE-CE), a metodologia dos trabalhos de controle preventivo e auditoria na aplicação dos recursos públicos no âmbito do Governo de Mato Grosso.

O material sobre o planejamento e a execução dos trabalhos da CGE-MT já haviam sido repassados por meio eletrônico no mês de setembro. Após a análise, a CGE-CE solicitou à CGE-MT uma reunião por videoconferência para esclarecer dúvidas e obter outras informações sobre a metodologia utilizada para selecionar os objetos de atuação e o Plano Anual de Auditoria e Controle.

O interesse em conhecer a forma de atuação da CGE-MT partiu do próprio órgão de controle interno do Ceará, com base em notícias divulgadas na mídia, na publicação dos produtos no site da Controladoria de Mato Grosso e em trocas de informação no âmbito do Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci).

A coordenadora de Auditoria Interna da CGE-CE, Ana Luiza Felinto Cruz, destacou que a ideia é que as informações e o material compartilhados sirvam de inspiração para o aperfeiçoamento das atividades da CGE-CE, ressalvadas as devidas necessidades e particularidades da Controladoria nordestina.

“Estamos pesquisando metodologias de planejamento de auditoria para servir de modelo para a CGE-CE, tendo em vista a reestruturação administrativa pela qual o órgão passou recentemente. Nessa pesquisa, a metodologia usada pela CGE-MT se destacou pelo grau de maturidade do trabalho desenvolvido”, comentou Ana Luiza.

O plano de atividades da CGE-MT prioriza a atuação preventiva e orientativa, em atendimento aos padrões internacionais de controle interno e às metas do planejamento estratégico da Controladoria de Mato Grosso.

Mais do que detectar problemas, a ideia é identificar as causas das distorções, apresentar sugestões de melhoria dos controles existentes e monitorar o cumprimento das providências corretivas.

“Nossa diretriz estratégica é minimizar o esforço para detectar os problemas e priorizar a identificação de causas e riscos, bem como priorizar a busca por soluções para a melhoria da gestão pública”, destacou o secretário adjunto de Controle Preventivo e Auditoria da CGE-MT, José Alves Pereira Filho.

A seleção dos órgãos e das atividades objetos de avaliações de controle interno e de auditoria leva em conta o índice de significância estabelecido com base na conjugação dos critérios de relevância social, valor financeiro, risco e oportunidade.

“Como os recursos públicos são limitados, precisamos direcionar o trabalho de auditoria e controle aos alvos certos”, salientou o superintendente de Controle em Gestão Sistêmica da CGE-MT, Paulo Farias.

Para o secretário-controlador geral de Mato Grosso, Emerson Hideki Hayashida, a cooperação entre os órgãos de controle é essencial à maximização dos resultados, principalmente para evitar desperdícios, desvios e má gestão de recursos públicos.

“Cada órgão de controle tem sua potencialidade. Se juntarmos todas elas, formaremos um todo muito mais forte contra o erro, a falha e a fraude no serviço público. Precisamos unir forças para dar um melhor resultado à população, ou seja, contribuir de forma mais efetiva para a melhoria da prestação dos serviços públicos”, disse Hideki.

O secretário Executivo da Controladoria e Ouvidoria Geral da CGE-CE, Marconi Lemos, finalizou a reunião agradecendo a disponibilidade da CGE-MT em compartilhar a metodologia de atuação. “Passamos por uma reestruturação recente, estamos com áreas novas, equipes novas, com disposição de encarar os novos desafios. Essa troca de informação foi importante para nós, pois estamos com perspectivas de que podemos realizar bons trabalhos”, encerrou.

Além da CGE-CE, a CGE-MT já compartilhou sua metodologia de atuação com os órgãos de controle interno dos Estados de Minas Gerais e do Espírito Santo e dos municípios de Niterói (RJ) e Rio Branco (AC).

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

PM liberta reféns e prende quadrilha por roubo a loja de eletrodoméstico no CPA

Publicado


Policiais do Batalhão Rotam libertaram a funcionária de uma loja de eletrodoméstico e os familiares mantidos refém por uma quadrilha, na manhã deste sábado (15), na Capital. Três pessoas vestidas com uniformes do estabelecimento comercial foram presas em flagrante por roubo, sequestro e cárcere privado, dentre outros crimes. 

Por volta das 6h, os policiais foram acionados via 190, para atender uma ocorrência de furto em andamento em uma loja de eletrodoméstico, no bairro CPA I. De imediato, a Rotam foi até o local e visualizou dois homens vestidos com uniformes da loja correndo com sacos e mochilas cheias em direção a um carro.  

Os policiais abordaram a motorista do veículo e os dois suspeitos. Em continuidade, a Polícia Militar apreendeu um revólver calibre 38 carregado e verificou que nas bolsas e mochila havia 45 aparelhos celulares roubados da loja. Eletrodomésticos e computadores também foram recuperados na ação policial. 

No interior da loja, a Rotam encontrou uma funcionária extremamente confusa e abalada emocionalmente, ela relatou que familiares foram rendidos juntos, entre eles crianças, idosos, em sua residência, no bairro Tropical Ville, desde das 19h do dia anterior. E que os criminosos lhe obrigaram a vir até a referida loja onde trabalha no amanhecer do dia.

Os policiais foram até a residência da vítima e encontraram os familiares dela que relataram que o suspeito realmente manteve todos reféns, e que havia fugido há pelo menos 30 minutos do local. Diligências e varreduras na região foram realizadas no bairro, mas o suspeito não foi localizado.

Na loja, a PM apreendeu ferramentas como pé de cabra, alavancas utilizadas pelos suspeitos para arrombar o cofre onde os celulares estavam guardados. No veículo, os policiais apreenderam placas de veículos, a suspeita confessou que havia alterado a identificação veicular; foi verificado que o carro também era roubado. Os suspeitos foram conduzidos para a Central de Flagrantes.  

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Polícia Civil apreende carga com 102 tabletes de cocaína no interior de MT

Publicado


Uma ação conjunta entre a Delegacia de Pontes e Lacerda e a Delegacia Especializada de Entorpecentes resultou na apreensão de 102 tabletes de cocaína, na manhã deste sábado (15.01), cujo destino seria o Estado do Maranhão. A apreensão representa um prejuízo estimado em R$ 2,2 milhões contra o tráfico de entorpecentes. 

O entorpecente estava acondicionado em um compartimento secreto, no assoalho de um caminhão Mercedes Benz, que foi abordado pelos policiais civis de Pontes e Lacerda, quando chegava ao município de Campo Novo do Parecis. O motorista do veículo foi preso em flagrante.

De acordo com a delegada Bruna Caroline Laet, a investigação começou há 30 dias, quando a equipe de Pontes e Lacerda iniciou diligências para identificação do veículo utilizado pelo grupo criminoso e realizou o acompanhamento até este sábado (15), quando foi possível realizar a apreensão da carga de cocaína que possivelmente teria como destino o Maranhão.

Conforme a apuração da Polícia Civil, o motorista preso tem ligação com pessoas investigadas e presas preventivamente por tráfico de drogas que resultou na apreensão, em maio do ano passado, de uma carga de 153 quilos de entorpecentes. O grupo criminoso também é investigado em inquérito na Delegacia de Pontes e Lacerda pelo crime de lavagem de dinheiro.

A delegada Juliana Palhares explica que a investigação sobre a carga de entorpecentes apreendida neste sábado seguirá pela DRE, para chegar aos proprietários da droga.  

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana