conecte-se conosco


Geral

Cento e quarenta e quatro novos ônibus com ar e internet começam a rodar no início de agosto em Cuiabá

Publicado

Cuiabá realizou novo processo licitatório após mais de vinte anos

Os 144 veículos de transporte coletivo zero quilômetros começarão a rodar em agosto em Cuiabá. Segundo o prefeito, Emanuel Pinheiro, os novos coletivos  estão passando por adaptações operacionais que incluem instalações de câmeras (4 em cada coletivo), sistema de bilhetagem. Os  novos veículos são adaptados com elevadores  para Pessoas com Deficiência – PCDs,  Wi-fi e aparelhos de ar-condicionado.

Os novos carros serão incorporados à atual frota. Hoje, circulam pela capital 382 coletivos que atendem a um total de 260 mil usuários/dia. “Após 20 anos, o povo será contemplado com a frota 100% renovada, com veículos com ar-condicionado, wi-fi e todos adaptados para PCDs. O que fizemos foi empurrado com a barriga por vários outros prefeitos que não tiveram a coragem de melhorar o transporte público.  Foi difícil, mas, não impossível”, comentou  o prefeito.

“Estamos pedindo agilidade para os técnicos para que os itens, câmeras, wi-fi  e bilhetagem sejam instalados o mais rápido possível para que no início de agosto os novos veículos estejam rodando nas ruas da nossa capital”, anunciou durante ato em apoio a ferrovia Vicente Vuolo, na tarde de terça-feira (20).

Cuiabá irá receber coletivos projetados para que a operação seja possível nas vias ou corredores exclusivos, contando com quatro portas, sendo duas no nível da rua ou avenida e duas no nível do corredor, além de elevador e rampa de acesso, tornando os veículos 100% acessíveis. As 140 novas unidades foram produzidas nas fábricas da Caio e da Marcopolo, instaladas nas cidades de Botucatu (SP) e de Caxias do Sul (RS). Até o fim do mês de julho, toda a nova frota de ônibus já terá sido entregue para capital.

As linhas de ônibus foram divididas em quatro lotes, arrematados por quatro empresas distintas. São elas: Integração Transporte LTDA; Caribus Transportes e Serviços LTDA; Rápido Cuiabá Transporte Urbano LTDA e Viação Paraense LTDA.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Mulher que era esperada pelo marido em frente a hospital e cabo da PM morrem por complicações da Covid

Publicado

Jarcedi Hahn com a esposa Cristiane Fagundes

Morreu de Covid na tarde de quarta-feira (4) Cristiane Fagundes Hahn, que estava internada no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande. Ela ficou conhecida em Mato Grosso, após seu marido, o empresário Jarcedi Hahn – conhecido como Didi, acampar em frente a unidade de saúde à sua espera.

Cristiane, que tinha 42 anos, era moradora de Sorriso e foi infectada pelo vírus havia mais de um mês e precisou, inclusive, de intubação. Na semana passada, ela chegou a apresentar melhora e retirou o tubo. Contudo, dias depois, ela apresentou piora no quadro de saúde e foi intubada novamente, vindo a morrer ontem. “Estou sem palavras para descrever o que estou sentindo neste momento. Perdi a pessoa que mais amei, a única que tinha ao meu lado”, declarou Didi. Além do esposo, Cristiane deixa três filhos.

Cabo PM Zeneide José de Oliveira

Outra vítima do novo coronavírus é o cabo da  reserva renumerada da Polícia Militar, Zeneide José de Oliveira, Ele estava internado há 15 dias no Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá, depois de contrair a Covid 19, não resistindo, vindo a falecer na madrugada desta quinta-feira (5).

O policial O militar tinha 64 anos e deixa esposa, quatro filhos, três noras e sete netos. O corpo do cabo será translado para o interior, mas a família segue os ainda nos trâmites da definição da cidade até a chegada de um filho que mora em outro estado.

Continue lendo

Geral

Incêndio florestal já consumiu 114 hectares de reserva indígena; tempo seco atrapalha serviço dos bombeiros

Publicado

Estão sendo lançado 3.100 litros d’água na vegetação para apagar o incêndio o mais rápido possível [Foto – Mayke Toscano]

Uma equipe de 14 soldados do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT) está combatendo, desde terça-feira (38), um incêndio florestal dentro da Reserva Indígena Tadarimana, próximo a Rondonópolis, distante a 218 km de Cuiabá. Pilotos do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA) foram integrados na força-tarefa, com uso de uma aeronave para o lançamento d’água na vegetação.

Com apoio do BEA, 3.100 litros d’água estão sendo jogados em pontos estratégicos, ação que auxilia as tropas terrestres para apagar o incêndio o mais rápido possível. A baixa umidade do ar e a vegetação seca são elementos que dificultam o combate das chamas que tem maior facilidade de propagação. O fogo já consumiu cerca de 114 hectares.

O comandante do 3° Batalhão Bombeiro Militar (3º BBM), tenente coronel Fabrício Gomes, explicou que o trabalho em campo continua. O plano estratégico é isolar pontos dentro da mata para conter as chamas e evitar que avance para outras áreas. Neste trabalho, um trator (pá carregadeira) cedido pela Prefeitura de Rondonópolis está sendo usado para fazer essa barreira. Além disso, sobrevoos estão sendo feitos na área para realizar novas estratégias complementares de combate.

Segundo o relatório de ocorrência do (3º BBM), este é o segundo atendimento de combate ao incêndio na mesma localidade. No dia 31 julho, foi detectado através do monitoramento via satélite, na Sala Descentralizada do CRB-ll, que foi parcialmente contigo, mas retornou novamente nesta semana.

Nesta ação de combate, o CBMMT conta com apoio de equipes de solo de brigadistas da prefeitura municipal e brigadistas indígenas.

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana