conecte-se conosco


Tecnologia

Celulares da Xiaomi podem ficar mais caros em 2021; entenda o porquê

Publicado


source

Olhar Digital

Xiaomi
Divulgação/Xiaomi

Imagem do Xiaomi Mi 10


Todos os anos, os smartphones ficam mais caros. Seja por conta de componentes melhores ou tecnologias avançadas. Esse movimento ocorre em menor escala com os celulares chineses, no entanto, isso parece estar prestes a mudar.


De acordo com uma fonte anônima do site GizChina, o processador que será utilizado na próxima geração de aparelhos da Xiaomi , o Snapdragon 875 , custa cerca de US$ 250 – o modelo utilizado anteriormente, o Snapdragon 865, custa entre US$ 150 e US$ 160.

Isso pode fazer com que os aparelhos, que devem chegar com conexão 5G , possam sofrer ajustes em relação aos preços praticados em todo o mundo. Com a alteração, pode ser que os próximos aparelhos topo de linha sejam cerca de US$ 100 mais caros do que os deste ano – isso considerando o preço original, em outros mercados, como o Brasil, o valor pode ser maior. Obviamente, existem diversos outros fatores que podem influenciar no preço de um smartphone .

O Snapdragon 875 terá um sistema Super-Core Cortex-X1 que oferece 30% mais desempenho que o antecessor, o Cortex-A78. Serão oito núcleos de processamento, divididos em três grupos. Eles estarão dispostos em um arranjo 1 + 3 + 4. Em teoria, é uma melhoria significativa em relação ao aparelho anterior. Resta saber se isso se confirma na prática – e se o preço mais alto se justifica.

Embora os aparelhos topo de linha da Xiaomi  tenham seus valores reajustados a cada ano – mesmo que em escala menor -, a empresa ainda oferece alguns dispositivos mais baratos, como os da linha Redmi .

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tecnologia

Quanto ganha um influenciador no TikTok? Forbes revela números que surpreendem

Publicado


source
TikTok
Unsplash/Kon Karampelas

Veja os salários dos principais nomes do TikTok


Além de ser a rede social do momento, o TikTok também se tornou fonte de renda para muita gente. Nesta quinta-feira (6), a revista Forbes divulgou uma listas dos influenciadores mais ricos da plataforma, e os números impressionam. 

Em primeiro lugar, está a TikToker Addison Rae, de 19 anos. A jovem acumulou US$5 milhões em um ano – cerca de R$27 milhões. Os vídeos de dança publicados por ela abriram porta para contratos publicitários e ela chegou, inclusive, a lançar sua própria linha de maquiagem.

Em segundo lugar está a jovem de 16 anos Charli D’amelio, a pessoa com mais seguidores dentro do TikTok (mais de 77 milhões). A também dançarina lucrou US$4 milhões em um ano – em torno de R$22 milhões.

Confira os influenciadores mais ricos do TikTok e seus grandiosos salários anuais:

  1. Addison Rae – US$5 milhões
  2. Charli D’amelio – US$4 milhões
  3. Dixie D’amelio (sim, são irmãs) – US$2,9 milhões
  4. Loren Gray – US$2,6 milhões
  5. Josh Richards – US$1,5 milhão
  6. Michael Le e Spencer X – US$1,2 milhão

Continue lendo

Tecnologia

O Face ID não te reconhece? Veja o truque para desbloquear o iPhone de máscara

Publicado


source
Face ID
Unsplash/engin akyurt

Veja como desbloquear o celular usando máscara


Uma das principais medidas para evitar o contágio pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) é o uso de máscaras de proteção. Mas para quem está acostumado a desbloquear o iPhone com o reconhecimento facial do Face ID , esse pode ser um problema. 

Depois de muitos usuários reclamarem, pesquisadores de segurança digital do laboratório Xuanwu Lab, da chinesa Tencent, encontraram uma forma simples de fazer com que o iPhone reconheça as pessoas mesmo de máscara. As informações foram divulgadas pelo jornal Wall Street Journal. 

A dica é bastante simples, bastando dobrar a máscara ao meio para que a tecnologia do iPhone reconheça tanto o seu rosto de máscara quanto sem. Confira o passo a passo:

  1. No seu iPhone, acesse a página “ajustes”
  2. Clique em “Face ID e código”;
  3. Digite sua senha de desbloqueio;
  4. Clique em “configurar um visual alternativo”;
  5. Coloque a máscara em metade do seu rosto (segurando-a apenas na parte esquerda ou direita da face) e clique em “começar”;
  6. Siga as orientações de escaneamento facial que aparecerem na tela. 

Pronto! Agora, seu iPhone deve te reconhecer mesmo sem máscara. Se a dica não funcionar em algum momento, a recomendação é digitar a senha, e não tirar a proteção.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana