conecte-se conosco


Casos de covid-19 e de gripe diminuem doações de sangue no DF

Publicado


A Fundação Hemocentro de Brasília registrou queda no movimento de doadores de sangue devido ao aumento nos casos de infecções por covid-19 e por gripe influenza. Segundo o Hemocentro, a queda de doadores foi de 23% na primeira semana de janeiro. 

De acordo com a fundação, a queda não era esperada, mesmo levando em conta o período de férias escolares, quando o número de doadores costuma cair. No ano passado, a media foi de 163 bolsas coletadas por dia. Nos primeiros dias deste mês, foram coletadas cerca de 126. Nos dias 3 e 4, houve 94 doações. 

A queda nas doações está impactando os estoques de sangue. As reservas de todos os grupos sanguíneos estão em níveis baixos ou críticos e a falta de sangue pode afetar a realização de cirurgias eletivas e atendimentos de emergência nos hospitais. 

Como doar 

Durante a pandemia, o agendamento para doação de sangue é obrigatório e deve ser feito pelo serviço eletrônico de agendamentos do governo do Distrito Federal (GDF).

Entre os requisitos para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 51 kg e estar saudável. Quem esteve gripado deve esperar 15 dias após o desaparecimento dos sintomas para fazer a doação. No caso de suspeita de infecção por covid-19 ou contato com pessoa infectada é preciso esperar 14 dias. 

Quem tomou vacinas contra a gripe e contra a covid-19 também deve aguardar alguns dias para doar. O doador que tomou a Coronavac ou o imunizante contra a influenza deve esperar dois dias após tomar a dose. O prazo para quem tomou vacina da Pfizer, Astrazeneca e Janssen é de sete dias. 

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Saúde

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Covid-19: Brasil registra 23 milhões de casos e 621 mil mortes

Publicado


O número de mortes por covid-19 no Brasil subiu para 621.045. Em 24 horas, foram registradas 74 mortes.

Já o total de pessoas infectadas pelo novo coronavírus desde o início da pandemia chegou a 23.000.657. Em 24 horas, foram confirmados pelas autoridades sanitárias 24.934 novos casos.

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite deste domingo (16). O balanço é produzido a partir de informações fornecidas pelas secretarias estaduais de saúde.

Há, ao todo, 710.670 pessoas com casos ativos da doença em acompanhamento por profissionais de saúde e 21.668.942 pacientes já se recuperaram.

Estados

Na lista de estados com mais mortes estão São Paulo (155.729), Rio de Janeiro (69.585), Minas Gerais (56.810) e Paraná (40.933). As unidades da Federação com menos óbitos são Acre (1.854), Amapá (2.030), Roraima (2.078) e Tocantins (3.967).

Em número de casos, São Paulo também lidera (4.500.516), seguido por Minas Gerais (2.349.381), Paraná (1.699.378) e Rio Grande do Sul (1.581.887).

covid_16.01 covid_16.01

covid_16.01 – 16/01/2022/Divulgação/ Ministério da Saúde

Edição: Paula Laboissière

Fonte: EBC Saúde

Continue lendo

Nacional

Guru de Bolsonaro, Olavo de Carvalho testa positivo para Covid-19

Publicado


source
Olavo de Carvalho cancelou aulas de seu curso de filosofia on-line após diagnóstico
Reprodução/Youtube

Olavo de Carvalho cancelou aulas de seu curso de filosofia on-line após diagnóstico

Ideólogo e principal guru do presidente Jair Bolsonaro (PL), Olavo de Carvalho testou positivo para a Covid-19. A informação foi divulgada em seu grupo de Telegram.

Segundo a publicação, o ideológico já se recupera, mas não já informações sobre sintomas ou internação.

“O professor foi diagnosticado com covid e já se recupera. Esperamos que tudo se normalize em breve”, diz a mensagem.

Após o diagnóstico, Carvalho cancelou as aulas que ministrava em um curso de filosofia on-line.

Leia Também

Olavo de Carvalho é um dos aliados de Bolsonaro que não acredita na gravidade da pandemia. O Ideólogo teve sua conta no Twitter restringida após propagação de informações falsas sobre a Covid-19.

Em vídeos no YouTube, Carvalho minimizou os efeitos da pandemia e disse acreditar em “vasta manipulação da opinião pública”.

O Ideólogo é investigado pela Polícia Federal por suposta participação em milícias digitais para disseminação de fake news. Após ser intimado, ele foi para os Estados Unidos, mas prestou depoimento por videoconferência em novembro do ano passado.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana