conecte-se conosco


Policial

Casal é preso por assassinato de líder rural em União do Sul

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um homicídio ocorrido na zona rural do município de União do Sul (719 km ao Norte) foi rapidamente elucidado pela Polícia Judiciária Civil, nas diligências realizadas em conjunto com a Polícia Militar. Três pessoas foram presas na sexta-feira (12.04), sendo duas pelo crime contra a vida e uma por tráfico de drogas. 

Dayane da Costa Lima, 29, e João Pedro de Sousa Silva, 20, foram autuados em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil e meio cruel. O terceiro suspeito, João Paulo Martins de Souza, 18, foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

O casal foi descoberto durante diligências para apurar o homicídio acontecido em um assentamento, contra Cleirto Alves Braga, 49, conhecido na região por articular e fomentar movimentos agrários. O corpo da vítima foi encontrado, na sexta-feira (12), as margens da Rodovia MT 423, enrolado em um lençol.

Durante investigações, surgiram suspeitas sobre Dayane da Costa Lima (companheira da vítima). Ao ser entrevistada a cerca dos fatos, a mulher apresentou diversas contradições.

Leia Também:  Lei Seca prende cinco pessoas por embriaguez ao volante

Inicialmente tentou alegar que a motivação do assassinato seria por questões de conflitos agrários. Porém, a apuração descobriu que Dayane mantinha  relacionamento extraconjugal com João Pedro, e, de forma de se livrar de Cleirto, resolveram matá-lo. Eles, premeditadamente, pediram ao vizinho uma faca emprestada e depois foram até o sítio da vítima, onde Cleirto foi golpeado até sua morte. .

O casal foi preso em flagrante por homicídio qualificado. Em depoimento, a suspeita assumiu as acusações.

Com base nos fatos relatados pelos envolvidos, os policiais civis e militares foram até a casa do vizinho, identificado por João Paulo Martins de Souza, que vinha sendo investigado por possível participação com o comércio de drogas na região.  Na casa dele, no bairro Morada do Sol, foram apreendidas três sacolas com maconha (quantidade não pesada), além  58 trouxinhas da mesma substância, 10 porções de pasta base de cocaína, todas embaladas e prontas para venda e uma balança de precisão.

João Paulo foi conduzido à Delegacia de União do Sul, interrogado e autuado por tráfico de drogas. Os três presos foram colocados à disposição da Justiça.

Leia Também:  Rastreamento de celular ajuda PM a identificar casal com vários produtos furtados de transportadora

 

 

Fonte: PJC MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Policiais resgatam criança de 1 ano subtraída e ameaçada pelo pai em Cáceres

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil, em ação conjunta da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher e da Regional, regatou um bebê de 1 ano, que havia sido tomado dos braços da mãe, pelo pai da criança. O fato ocorreu nesta terça-feira (16), na cidade de Cáceres (225 km a Oeste).

O pai, não aceitava a separação matrimonial e decidiu subtrair o bebê da mãe, que tem a guarda legal da criança. Desesperada, a mãe pediu a ajuda da Polícia Civil, que conseguiu encontrar o pai com a criança, um menino, nas proximidades da rodoviária da cidade. Ele pretendia fugir com criança para Cuiabá.

A delegada Juda Maali Pinheiro Marcondes contou que os policiais pediram ao suspeito para que entregasse o menino, mas ele se apossou de uma faca e ameaçou o próprio filho. “Após conversa intensa, o suspeito entregou o menor e empreendeu fuga, mas os investigadores conseguiram prende-lo em flagrante”, disse

O suspeito, R.M.A, 45 anos,  foi autuado nos crimes de ameaça, subtração de incapaz e resistência.

Fonte: PJC MT
Leia Também:  Foragido do Sistema Prisional de Goiás é capturado em Alto da Boa Vista
Continue lendo

Policial

Polícia Civil conclui 154 inquéritos de homicídios e prende 92 criminosos

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) concluiu 154 inquéritos policiais, entre os meses de janeiro a junho deste ano, com o esclarecimento de autoria em 69,64% dos casos. Os inquéritos são referentes a homicídios ocorridos na região metropolitana no primeiro semestre de 2019, e também casos de anos anteriores, que foram finalizados nesse período.

Para responsabilizar os autores, a DHPP realizou 59 operações que totalizaram 92 pessoas presas, sendo 49 prisões temporárias, 27 prisões preventivas, 3 prisões definitivas, 13 flagrantes, além do cumprimento de 55 mandados de busca e apreensão domiciliar.

No primeiro semestre de 2019, a DHPP atendeu 271 ocorrências de morte, 68 delas caracterizadas como homicídio. Destes, 48 crimes contra vida ocorreram em Cuiabá e 20 no município de Várzea Grande. No total, a especializada instaurou 77 inquéritos policiais para apurar homicídios dolosos. Algumas situações, de casos atendidos pelas equipes plantonistas, em que há dúvida na morte, também são feito inquérito na DHPP, como afogamento ou suicídio, para esgotar todas as possibilidades de morte violenta (homicídio). Mas, na maior parte, de naturezas diversas atendidas, sem relação com homicídio, os casos seguem para outras delegacias.

Leia Também:  Polícia Civil prende em Jauru acusado de matar ex-vereador e foragido de tráfico de drogas

Para alcançar os resultados, a Especializada estabeleceu a meta, denominada  “DHPP Mais Forte”, visando esclarecimento, responsabilização e prisão de envolvidos em inquéritos policiais em andamento na unidade.

Segundo o delegado, André Renato Gonçalves, a operação realizada em 120 dias (11 de março a 08 de julho) concentrou esforços dos policiais para a diminuição do acervo cartorário da delegacia, totalizando 140 inquéritos policiais relatados nesse período.

Com a intensificação dos trabalhos, entre os meses de janeiro a junho, foram encaminhados à Justiça 154 inquéritos policiais, sendo 100 deles com autoria definida. “São sem dúvida números muito expressivos, possivelmente, um dos mais altos do país em termos de especializadas em homicídios em Capitais”, destacou André Renato.

Para o delegado, a redução de 35,24% no número de homicídios em Cuiabá e Várzea Grande nos meses de janeiro a junho (68 ocorrências de homicídios contra 105 no mesmo período de 2018) demonstra o bom funcionamento do método de trabalho da Especializada.

“Nos últimos anos os índices de ocorrência vêm diminuindo, fato que demonstra o empenho dos policiais da DHPP, delegados, escrivães e investigadores, que atuam na repressão qualificada desse tipo de crime, sem deixar de valorizar os demais profissionais de Segurança que trabalham na área preventiva”, disse o delegado.

Leia Também:  Lei Seca prende cinco pessoas por embriaguez ao volante

Desaparecidos

O Núcleo de Pessoas Desaparecidas da DHPP também apresenta altos índices de produtividade superando 90% de casos esclarecidos. No primeiro semestre, foram 416 casos de desaparecimentos registrados na unidade com a localização de 379 vítimas, gerando um índice de 91,11% de resolutividade dos casos.

“Nos últimos anos, os índices do Núcleo de Pessoas Desaparecidas têm sempre ultrapassado a casa dos 90%, demonstrando o constante empenho e compromisso dos policiais do setor”, finalizou o delegado.

 

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana