conecte-se conosco


Policial

Casal é preso com porções de entorpecentes e mais de R$ 2 mil em Rondonópolis

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Mais de 30 porções de entorpecentes, entre pasta base de cocaína e maconha e cerca de R$ 2 mil em dinheiro oriundo da venda de drogas, foram apreendidos pela Polícia Civil nesta quarta-feira (23.06), em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá).

Um casal foi preso na ação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município. Os suspeitos, de 20 anos, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Durante investigação os policiais civis identificaram que os envolvidos vinham comercializando as substâncias ilícitas no bairro Jardim Ipanema. O casal passou a ser monitorado, ficando constatado que além da venda na residência, eles utilizavam uma motocicleta Honda Fan para fazer a entrega de drogas no sistema delivery.

No decorrer do trabalho de vigilância a equipe recebeu informações que havia grande quantidade de dinheiro na casa, proveniente da venda ocorrida na noite anterior.

Com base nos fatos, os policiais civis se aproximaram do local, momento em que avistaram o investigado saindo em uma motocicleta Honda Fan. Diante das fundadas suspeitas, foi realizado o acompanhamento e na sequência a abordagem do rapaz.

Na busca pessoal, foi apreendido no bolso da bermuda do suspeito duas porções de maconha e várias notas de dinheiro trocado. Diante do flagrante, os policiais civis retornaram à residência do casal, onde a suspeita ao perceber a presença da equipe quebrou o aparelho celular.

Dentro do imóvel foram localizadas mais porções de maconha, e no quarto do casal apreendido outra quantia em dinheiro. Após o flagrante ambos foram levados até a Derf, onde uma policial feminina procedeu com a busca pessoal da suspeita e localizou 28 porções de pasta base de cocaína, escondidas na roupa íntima da conduzida.

Ao todo foram apreendidas 35 porções de entorpecentes, R$ 2 mil em dinheiro, aparelhos celulares, entre outros materiais. O casal foi interrogado e autuado em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Após a confecção dos autos, eles foram colocados à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Polícia Civil inaugura Sala da Mulher na Delegacia de Comodoro

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil inaugurou na tarde de quarta-feira (04.08), no município de Comodoro (644 km a oeste de Cuiabá), a “Sala da Mulher” que atenderá e acolherá de forma adequada vítimas de violências doméstica e familiar da região.

O novo ambiente foi adaptado nas dependências da Delegacia de Polícia de Comodoro para proporcionar um trabalho exclusivo de atendimento humanizado.

Em parceria com o Conselho Comunitário de Segurança Pública (Conseg) da cidade, a reforma da “Sala da Mulher” faz parte do projeto denominado “Sala da Mulher – CISC Comodoro”, que foi contemplado com o valor de R$ 20 mil, vindo do Fundo Social e financiado pelo Banco Sicredi.

Conforme o delegado de Comodoro, Ricardo Marques Sarto, a proposta surgiu da necessidade de uma sala na unidade policial, que pudesse receber e amparar de forma ideal, mulheres, crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica.

“A finalidade desta sala é proporcionar um atendimento adequado, acolhedor e humanizado a esse grupo de pessoas. Portanto, a solicitação foi atendida, o projeto foi colocado em prática e a obra concluída”, destacou o delegado.

O delegado também ressaltou a importância do apoio do engenheiro Igor, da empresa Projetta, que fez a doação do projeto arquitetônico da sala, e dos membros do Conseg que não mediram esforços para ajudar na elaboração e inscrição do planejamento.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Polícia Civil impede vítima de cair em golpe pela internet relacionado a venda de caminhonete Hilux

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes de Cuiabá, conseguiu evitar que uma vítima caísse em um golpe envolvendo a venda de uma caminhonete Toyota Hilux, em ação realizada na quarta-feira (04.08).

A vítima de 38 anos procurou a Polícia Civil, informando que havia anunciado na internet, através do site OLX, a venda do seu veículo, quando recebeu proposta de um comprador, que se identificou como um advogado de Primavera do Leste (231 km ao sul de Cuiabá).

Durante as tratativas do negócio de compra e venda, o suposto comprador enviou a foto dos documentos pessoais. A vítima realizou a pesquisa na OAB Nacional e constatou que o nome apresentado pelo suspeito era de advogado do Estado de São Paulo (SP).Em pesquisa sobre o profissional, a vítima descobriu que ele possui um site em que informava que o nome dele estava sendo utilizado para a prática de golpes.

Após orientação recebida pela equipe da Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes, o comunicante marcou um encontro com a pessoa supostamente interessada na compra da caminhonete, no estacionamento de um shopping center, no bairro Santa Rosa, em Cuiabá.

Os policiais da Delegacia de Estelionato foram com a vítima até o local combinado, e por volta das 10h30 , flagraram o momento em que dois homens, de 58 e 47 anos, que se identificaram como corretor e garagista respectivamente.

Os suspeitos informaram a equipe que viram o anúncio da venda do veículo pela rede social (Facebook) e logo entrou em contato com o número de celular do suposto advogado, o qual disse que era sócio do proprietário da Hillux (vítima), bem como possuía um escritório de advocacia em Cuiabá, porém tinha desfeito a sociedade e pego a camionete no negócio.

Os dois homens se prontificaram em acompanhar os policiais civis para prestarem mais esclarecimentos. Enquanto eles estavam sendo ouvidos na Delegacia de Estelionato, o golpista que se passava por advogado entrou em contato com um dos senhores, dizendo que “havia gostado do veículo”

Em seguida o suspeito enviou os dados bancários para o depósito do valor, sendo a conta no nome de uma terceira pessoa, bem como pediu para que o senhor não comentasse com o dono do veículo a respeito de valores, pois estava vendendo a Hillux com preço abaixo do mercado.

Evidenciado que o fato se tratava de um golpe, o pagamento não foi efetuado, sendo instaurado inquérito policial para continuidade das investigações e providências que o caso requer.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana