conecte-se conosco


Policial

Casal é indiciado por golpes de estelionato que vitimaram 84 pessoas em seis cidades

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), por meio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), concluiu o inquérito decorrente da Operação Fidere e indiciou um casal por crime de estelionato e falsificação de documento particular praticado contra dezenas de vítimas identificadas em vários municípios do estado. A Polícia Civil estima que o crime tenha movimentado aproximadamente R$ 1 milhão em dois anos.

Um dos indiciados está preso preventivamente desde o dia 25 de junho, quando a Derf deflagrou a operação para cumprir mandados judiciais de prisão e de buscas contra o homem, suspeito de praticar estelionato nas cidades de Rondonópolis, Paranatinga, Novo São Joaquim, Itiquira, Jaciara e Guiratinga.

O inquérito policial, com mais de 600 páginas, foi concluído com farto elemento probatório de autoria e materialidade sobre os crimes praticados pelo investigado de 34 anos e sua companheira, que o teria auxiliado nos delitos.

A equipe da Derf identificou até o momento 84 vítimas da dupla, sendo que uma delas é mãe da mulher indiciada. Além das vítimas que registraram boletins de ocorrência nas cidades mencionadas e que deram oriegem ao inquérito, após a Operação Fidere surgiram mais 65 vítimas dos golpes de estelionato.

Golpes e investigação

As investigações começaram em 2019, após diversos pessoas procurarem a Polícia Civil nas cidades de Rondonópolis, Paranatinga, Novo São Joaquim, Itiquira, Jaciara e Guiratinga. As vítimas informaram à Polícia Civil que tiveram seus nomes negativados pelos serviços de proteção ao crédito (SPC e Serasa) por inadimplência em contratos de empréstimos bancários, em que figuraram como avalistas, sendo que nunca contrataram ou deram anuência para as operações.

Diante da gravidade dos fatos, número de vítimas e pelo indiciado já responder a outros inquéritos policiais pelo crime de estelionato e risco de reiteração da atividade criminosa, a Polícia Civil representou pela prisão preventiva e os mandados de busca e apreensão em endereços do suspeito, de 34 anos. Os pedidos foram deferidos pelo juízo da 3ª Vara Criminal de Rondonópolis e cumpridos no dia 25 de junho.

Nos locais das buscas foram apreendidos diversos documentos, R$ 3 mil reais em dinheiro, computadores e outros materiais que reforçam a linha investigatória que já vinha sendo desenvolvida pela Derf de Rondonópolis.

Conforme apuração, entre os anos de 2018 e 2019, o investigado de 34 anos se passando por representante de uma empresa de assistência médica, “Economy Brasil”, negociou planos de assistência em saúde para diversas pessoas em cidades de Mato Grosso, oportunidade em que recolhia assinaturas eletrônicas e cópias dos documentos pessoais das vítimas para a formalização dos contratos.

Em posse dos documentos e assinaturas eletrônicas digitalizadas, o indiciado contratava empréstimos bancários em seu nome e de pessoas jurídicas de sua propriedade utilizando os dados dos clientes com quem havia negociado planos de assistência médica, que ficavam como avalistas dos empréstimos, sem o conhecimento ou anuência das vítimas. Após a inadimplência dos pagamentos, a instituições bancárias começavam a cobrança e negativação dos avalistas/vítimas, oportunidade em que descobriram que foram vítimas do crime de estelionato.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Dois foragidos da Justiça acusados de estupro são presos em Chapada dos Guimarães e em Cuiabá

Publicado

As prisões foram efetuadas por agentes da Polinter

A Polícia Civil, por meio da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol) prendeu nas últimas 24 horas mais duas pessoas procuradas pela justiça, que respondem a crimes sexuais.

Na região do lago do Manso, zona rural de Chapada dos Guimarães, a equipe da Polinter localizou um homem de 63 anos que estava com mandado de prisão preventiva decretado pela 14ª Vara Criminal de Cuiabá pelo crime de estupro.

A prisão contou com a colaboração dos policiais civis da Delegacia de Polícia de Chapada dos Guimarães, que auxiliaram com informações para a localização do foragido.

Na manhã desta sexta-feira (14), outro procurado foi localizado na Capital. As equipes da Polinter realizaram a prisão de um homem de 44 anos, nas imediações do bairro São João Del Rey. Ele estava com a prisão decretada pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Sinop, onde responde a processo pelo crime de estupro de vulnerável, praticado de maneira reiterada.

Os dois foram encaminhados à sede da Polinter para a formalização dos mandados de prisão e comunicação do cumprimento à Justiça. Depois, os presos foram submetidos a exame de corpo de delito e posteriormente encaminhados a unidade do Sistema Penitenciário, onde deverão permanecer custodiados à disposição do Poder Judiciário.

 

 

Continue lendo

Policial

Operação de combate ao tráfico prende três pessoas com drogas, armas e R$ 11 mil em dinheiro

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Em mais uma ação de combate ao tráfico, a Polícia Civil através da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), deteve três pessoas, entre elas um adolescente, que atuavam com o comércio de drogas no bairro Jardim União em Cuiabá. A ação resultou na apreensão de grande quantidade de entorpecentes, arma, munições e mais de R$ 11 mil em dinheiro.

Entre os suspeitos, está um casal que atuava com o comércio de drogas na presença dos filhos menores de idade e um adolescente, de 16 anos, detido em outro endereço. O casal foi autuado em flagrante por tráfico e associação para o tráfico e o menor responderá por ato infracional análogo aos mesmos crimes.

O trabalho operacional foi deflagrado para dar cumprimento a mandado de busca e apreensão domiciliar expedido pela 9ª Vara Criminal de Cuiabá, com base em investigações da Delegacia de entorpecentes.

Em buscas no endereço alvo, os policiais localizaram 30 porções de pasta base de cocaína, 15 munições calibre 38, 13 munições calibre .40, caderno de anotação da movimentação do tráfico de drogas, uma bolsa maternidade onde estava escondido um rádio HT e o valor de R$ 11032 em dinheiro.

Na geladeira da residência também foi localizada uma porção de cocaína. O casal estava com duas crianças sendo uma delas um bebê de colo. Em buscas em outro endereço do mandado, os policiais encontraram outras porções de pasta base de cocaína e o valor de R$ 64, sendo um adolescente apreendido no local.

Diante das evidências todos os suspeitos foram conduzidos à DRE, onde após serem interrogados foi lavrado o flagrante.

 

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana