conecte-se conosco


Política MT

Casa Civil prevê déficit de R$ 30 bilhões em 10 anos se reforma da Previdência Estadual não for aprovada

Publicado


O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, revelou que o Governo do Estado prevê um déficit de R$ 30 bilhões na Previdência Estadual nos próximos dez anos, caso a proposta de reforma apresentada na manhã desta quarta-feira (13) ao Conselho da Previdência de Mato Grosso não seja aprovada.

A proposta de reforma estadual prevê mudanças que seguem o molde da reforma da Previdência Nacional, recém promulgada pelo Congresso Nacional. “Nós temos hoje no Estado mais de dois mil servidores aposentados com 45 anos. Temos um déficit que vai acontecer na previdência, se não houver a reforma, de R$ 30 bilhões em 10 anos”, afirmou.

Carvalho destacou que são retirados mensalmente do caixa do Estado, cerca de R$ 115 milhões para pagar aposentados e pensionistas e que o resultado do uso desses recursos no pagamento de previdenciários são sentidos pela sociedade, que recebe menos investimentos em áreas como saúde e infraestrutura.

“Significa menos investimento na saúde, menos investimos na infraestrutura, menos investimento na segurança, menos investimentos na educação. Todo mundo paga essa conta. Agora, será que a sociedade está disposta a realmente pagar esse déficit com o aumento de impostos? Porque a única alternativa que temos para continuar com a Previdência da forma que está é aumentando os impostos”.

Leia Também:  Deputados estaduais conhecem nova estrutura da Santa Casa

publicidade
2 Comentários

2
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] 13/11/2019 Casa Civil prevê déficit de R$ 30 bilhões em 10 anos se reforma da Previdência Estadu… […]

trackback

[…] 13/11/2019 Casa Civil prevê déficit de R$ 30 bilhões em 10 anos se reforma da Previdência Estadu… […]

Política MT

Denúncia aponta pai de vereador de Cuiabá como funcionário fantasma em gabinete de deputado estadual

Publicado

O vereador Diego Guimarães com o pai, Vandir Guimarães [F-Reprodução]

Uma denúncia encaminhada para as redações da imprensa cuiabana e para os órgãos de controle, como o Ministério Público Estadual (MPMT), aponta o pai do vereador Diego Guimarães (PP), Vandir Osmar Vaz Guimarães, como funcionário fantasma lotado no gabinete do deputado estadual Faissal Calil (PV), na Assembleia Legislativa do Estado.

O servidor, conforme matrícula 33759, foi lotado no gabinete da primeira secretaria, e estaria à disposição do gabinete do deputado verde. O documento mostra que Vandir Guimarães começou a trabalhar na Assembleia Legislativa em 12 de abril deste ano, mas ligações feitas diretamente no gabinete do deputado Faissal Calil, que foram gravadas e anexadas à denúncia, deixam claro que ele não vai ao local de trabalho há pelo menos dois meses.

Outro detalhe da denúncia está na página do Facebook do pai do vereador Diego Guimarães. Na página inicial do ‘Face’, Vandir Guimarães deixa cravado que trabalha na empresa Torres Materiais para Construção, que está em nome de sua esposa. No documento da Assembleia, consta que Vandir Guimarães recebe um salário mensal de R$ 3.849,59.

Leia Também:  Deputados estaduais conhecem nova estrutura da Santa Casa

Trecho da conversa entre o denunciante e a atendente do gabinete de Faissal Calil.

Denunciante: “Bom dia, por favor, o senhor Vandir”

Atendente: “Olha, o senhor Vandir não está mais lotado em nosso gabinete”.

Denunciante: “Ah não”

Atendente: “Não. Eu posso passar o telefone do filho dele. Tem um tempinho que ele não está mais aqui. Tem uns dois meses”.

Ainda conforme a denúncia, essa não é a primeira vez que Vandir Guimarães trabalha no gabinete de Faissal Calil. Quando o deputado foi vereador em Cuiabá, também teria empregado Vandir em seu gabinete. Inclusive, o pai do vereador foi exonerado do gabinete da Câmara em dezembro de 2016, quando o Legislativo, por determinação do Ministério Público, exonerou 389 servidores.

Continue lendo

Política MT

Elizeu Nascimento destina mais de R$ 3 milhões das suas emendas livres para PM e Corpo de Bombeiros

Publicado

Foto: Marcos Lopes

Com direito a R$ 6 milhões, através de emendas apresentadas ao Projeto de Lei Orçamentária Anual, para 2020, o deputado estadual Elizeu Nascimento (DC) priorizou a destinação de suas emendas parlamentares livres para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiro Militar do Estado de Mato Grosso. Das emendas do parlamentar, mais de R$ 3 milhões serão destinadas para as duas corporações.

O deputado Elizeu Nascimento destinou R$ 2,5 milhões para a PMMT. “Essa verba será destina para minha honrosa Polícia Militar onde servi durante 18 anos. Tenho um diálogo muito aberto com meus irmãos de farda, sei das necessidades que a polícia tem, também sei que esse recurso não é o suficiente para resolver todos os problemas da Corporação, mas é um ponta pé inicial”, destacou Elizeu.

O parlamenta também destinou R$ 540 mil para o Corpo de Bombeiros Militar. “O Corpo de Bombeiros é sempre citado pela população como motivo de orgulho, nada mais justo que respaldar o trabalho desses heróis”, justificou.

O  valor  de R$ 540 mil será  para aquisição de 7 mil pares de coturnos. Ainda foram destinados recursos para a aquisição de quatro Jet-skys para rondas aquáticas de prevenção a  afogamentoe em rios; 75 pistolas; uma caminhonete (VTR) para o Corpo de Bombeiro, para facilitar o trajeto em locais de difícil acesso; EPI (equipamento de proteção individual) e equipamentos para Rotam e uma contribuição para o fardamento para PM.   “Nosso objetivo é viabilizar o fortalecimento da corporação e, com isso, proporcionar mais segurança à população mato-grossense”, afirma Nascimento.

Leia Também:  Delegado Claudinei recebe título de cidadão cuiabano

Elizeu Nascimento é o presidente da comissão de Segurança Pública na Assembleia Legislativo e, no período de 2019, realizou várias ações parlamentares que dizem respeito à Polícia e Bombeiro Militar de Mato Grosso. Diversas indicações foram feitas, pedidos de reformas, de batalhões e unidades, pedidos de viaturas, móveis e equipamentos, bem como projetos de lei e projetos de lei complementar, além das moções de aplausos que todos policiais e bombeiros militares receberam.

O deputado realizou ainda audiências públicas que discutiram o fechamento de delegacias em Mato Grosso e a alteração do Código de Processo Penal e audiência pública para debater a violência no centro histórico de Cuiabá.

O presidente da comissão esteve também em Brasília (DF), em busca de emendas federais para atender à área de segurança. Inclusive, nessa semana recebeu a informação do líder da bancada, deputado federal Neri Geller (PP). 

O parlamentar tem se reunido com representantes de diferentes categorias da segurança no estado para discutir a proposta de reforma da previdência. Conforme lizeu, a principal solicitação é para que todos os servidores da segurança pública tenham regras especiais, assim como as do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar que já estão garantidas.

Leia Também:  Governador diz que não tem como conceder reajuste aos professores e não teme que greve atinja outras categorias

Destinação – A emenda parlamentar é um instrumento utilizado pelo Poder Legislativo com o fim de acrescentar, alterar ou suprimir recursos do orçamento estadual. Por meio das emendas, os parlamentares podem inferir na proposta orçamentária apresentada pelo governo do estado, no intuito de melhorar a destinação das verbas públicas. As emendas são direcionadas conforme as necessidades.

Fonte: ALMT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana