conecte-se conosco


Nacional

Carnaval de São Paulo: Duas pessoas são baleadas em Pinheiros

Publicado

source

Duas pessoas foram baleadas em um bloco de carnaval em Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo, na tarde desta terça-feira (25). O Dj Diplo esva se apresentanto, quando uma briga generalizada tomou conta da Rua Henrique Schaumann .

Leia também: Apostando no valor do saber, Águia de Ouro é campeã do carnaval de São Paulo

Briga generalizada toma conta da Henrique Schaumann arrow-options
Reprodução/Twitter

Briga generalizada toma conta da Henrique Schaumann


Leia também: Polícia paulista prende 351 pessoas no domingo de carnaval

A Polícia Militar (PM) recebeu um chamado para atender a ocorrência na altura do número 867 da via, nas imediações do Cemitério São Paulo. Os feridos, um homem e uma mulher, foram levados ao Pronto-Socorro Saboya, na Zona Sul.

Leia também: Galo da Madrugada, Pabllo Vittar e mais: São Paulo tem diversos blocos hoje

A confusão aconteceu durante a passagem do Bloco da Latinha Mix , da Rádio Mix FM , que começou às 14h. Na programação, estavam confirmada a participação de Diplo, que é DJ e produtor norte-americano e está à frente diferentes projetos, como “Major Lazer”, “Jack Ü”, “LSD” , e “Silk City”. Nos últimos anos, o artista internacional se aproximou do Brasil, trabalhando junto com Kevinho , Pabllo Vittar e Anitta .

Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Sábado quente e seco em São Paulo

Publicado

source
Previsão do tempo são paulo sábado arrow-options
Reprodução Redes Sociais/msonohara

Previsão do tempo é de dia seco e quente

A capital paulista terá neste sábado (28) um dia extremamente seco, como é comum no outono. A taxa de umidade no ar irá variar entre 31% e 90%, segundo a previsão do tempo do Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas ( CGE ). O índice mínimo estará abaixo do ideal sinalizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 50%. 

Leia também: Coronavírus no Brasil: acompanhe a situação no País em tempo real

A temperatura neste sábado em São Paulo terá grande amplitude térmica, ou seja, há uma grande diferença entre a mínima, que é de 17ºC, e máxima, que é de 29ºC. O dia será ensolarado, com poucas nuvens no céu. Apesar disso, a recomendação da OMS é que saídas sejam evitadas devido à pandemia do coronavírus. 

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Nacional

Sem teste para coronavírus, mortes em SP são citadas como “causa indeterminada”

Publicado

source

Agência Pública

Serviço-de-Verificação-de-Óbitos-SVO-da-Cidade-de-Sao-Paulo

Há uma semana sem realizar autópsias, o Serviço de Verificação de Óbitos da cidade de São Paulo (SVOC) segue recebendo corpos de mortes por causas naturais, confirmou à Agência Pública um funcionário do órgão. De acordo com ele, o serviço tem recebido corpos de pessoas que faleceram em suas residências, mas também em algumas Unidades de Pronto Atendimento (UPA). Nesses casos, ele relata que é assinado o óbito sem realização de mais testes que possam comprovar ou descartar morte pelo novo coronavírus.

Leia também: Estudo prevê 1 milhão de mortes no Brasil com fim de isolamento social

“Não vai ter laudo. Os casos que estão vindo de [mortes na] residência, o médico já está assinando o óbito. Não está fazendo autópsia”, afirmou à reportagem. Ele não soube precisar quantos corpos passaram pelo serviço nesta semana.

Segundo o funcionário, toda a equipe da secretaria de laudos e administração está sem trabalhar. A situação é reflexo da decisão do Governo Estadual do último dia 20 de março. Na data, uma portaria definiu que corpos envolvendo mortes suspeitas por Covid-19 ficam sob responsabilidade do serviços de verificação. Contudo, para proteção dos profissionais, eles podem evitar exames invasivos e registrar as mortes como “causa indeterminada neste momento”.

“Se o exame interno do cadáver não for necessário, a necropsia pode ser feita de forma indireta e com uso de outros elementos baseando-se em: exames externos, radiografia, tomografia computadorizada, descrição da cena, entre outros, para devida emissão da Declaração de Óbito , e do laudo necroscópico, devendo nessa situação no campo ‘a’ do item 49, Causas da Morte, Declaração de Óbito, o termo ‘causas indeterminadas neste momento’”, determina o texto.

No dia 17 de março, a Folha de S. Paulo anunciou que seriam empregadas técnicas de autópsia de modo minimamente invasivo para confirmação de mortes por coronavírus no Hospital das Clínicas em São Paulo. Segundo o funcionário ouvido pela Pública , a coleta de material chegou a ser feita no início da crise, porém não está sendo realizada no momento.

“Estávamos fazendo no início [autópsia] de suspeitas de Covid, colhendo material para mandar para o [instituto] Adolfo Lutz. O resultado final [dessas autópsias] a gente nem ficou sabendo”, acrescentou o funcionário. Segundo ele, atualmente, os corpos “ficam o menor tempo possível por aqui”, disse.

O médico Paulo Saldiva, professor de Patologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), considera acertada a decisão do governo de São Paulo. “Essas medidas protegem a equipe. Para você fazer uma autópsia de Covid-19, precisa ter uma sala de proteção nível 3, no mínimo, contra infecção. Não tem como fazer essas autópsias e garantir [a segurança de] todo o ciclo, desde o transporte do cadáver até a entrega à família, porque o corpo é aberto, fluidos orgânicos ficam mais acessíveis às superfícies externas. Esse é um risco tanto para quem faz a autópsia, como para a família”, afirma. Saldiva é o coordenador do projeto que desenvolveu, nos últimos seis anos, as técnicas de autópsia minimamente invasivas que estão sendo utilizadas no HC.

A Pública questionou a Secretaria Municipal de Saúde , responsável pelo serviço de óbitos da capital, sobre uma possível subnotificação de casos de mortes por coronavírus , mas não obteve resposta até a publicação da reportagem.

A reportagem confirmou com a Secretaria Estadual de Saúde que a determinação é não realizar autópsias em pessoas falecidas por causas naturais para proteção dos trabalhadores, já que, segundo o governo, não há condições de realizá-las em massa sem risco de infecção. O órgão informou que apenas futuramente será possível informar quantas mortes ocorreram nessa situação ou estimar possíveis relações com o coronavírus.

A secretaria reforçou que resolução do governo estadual cita que “as determinações internacionais desaconselham a realização da necropsia em casos de suspeita de Covid-19” e acrescenta que “exames necroscópicos não têm sido realizados em casos de rotina nos países mais afetados pela Covid-19, como se verifica na China, Itália e Espanha”, descreve.

Leia também: Governo vai recorrer de decisão que excluiu igrejas de atividades essenciais

O Serviço de Verificação de Óbitos recebe apenas corpos de mortes por causas naturais para as quais não foi definida a doença ou situação que levou à morte. Não chegam no órgão mortes violentas, por exemplo, envolvendo acidentes ou assassinato — essas são direcionadas a unidades do Instituto Médico Legal ( IML ).

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana