conecte-se conosco


Política MT

Carlos Fávaro espera pelo apoio do DEM, mas não cogita abrir mão de ter o PP na primeira suplência

Publicado

Senador interino quer repetir aliança de 2018 para a eleição suplementar, sem abrir mão do apoio do PP

O senador Carlos Fávaro (PSD), admitiu ao Portal O Documento que busca garantir o apoio do DEM para a disputa da eleição do Senado, que acontece em novembro próximo em Mato Grosso. Mais ainda, o senador interino, que ocupa a vaga da ex-senadora Selma Arruda (Podemos), cassada pela prática de caixa 2 e abuso do poder econômico, e que ficou em terceiro colocado nas urnas em 2018, acha justo disputar com o apoio do mesmo arco de aliança que elegeu o governador Mauro Mendes (DEM).

“O grupo do governador elegeu Mauro Mendes e o vice, elegeu o senador Jaime Campos e eu cheguei em terceiro colocado numa eleição com 11 candidatos. Acho justo disputar a eleição com apoio desse grupo”, disse, argumentando que busca a unidade desse grupo.

“É um momento de muito diálogo, muitas tratativas, natural da política. E é óbvio, o Democrata, um partido que esteve na nossa base em 2018, onde elegeu o governador Mauro Mendes, o senador Jaime Campos e eu fui o terceiro colocado, gostaria muito de ter o partido no meu arco de aliança. Conversei com o Jaime, com o Júlio, com o Botelho e o governador”, declarou.

Conforme Fávaro, a primeira suplência continua com o PP, que indicou a empresária Margareth Buzetti.  “A suplência eu já venho numa composição com o PP, com a Margareth Buzetti, uma grande companheira. Esse tema de suplência não está sendo tratado. O que estamos tratando é a vinda do Democrata para compor o arco de aliança”, disse.

Fávaro disse que não perde a esperança. “Aguardo a resposta do DEM até o dia da convenção. Até lá vamos dialogando e tenho certeza que teremos sucesso. É muito importante o DEM, é o nosso arco de aliança, é a base do governo e buscar essa unidade é muito importante pela capilaridade, pela força política, força vencedora do nosso grupo”, argumentou.

Sobre a definição da primeira suplência, disse que “a Margareth Buzetti é muito relevante, é uma grande companheira. O PP é um grande partido, histórico, tem o ministro Blairo Maggi, o Neri Geller, o Paulo Araújo. O PP será bastante valorizado conosco”, completou.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Juarez costa fecha apoio de dez partidos e nega ter interferido para prefeita ter desistido da reeleição

Publicado

O deputado busca seu terceiro mandato à frente da prefeitura de Sinop

O deputado federal Juarez Costa (MDB), candidato a prefeito de Sinop, afirmou à imprensa nesta segunda-feira (28), durante solenidade no Palácio Paiaguás, com a presença do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, que vai para a disputa por conta de seu nome estar liderando as pesquisas de consumo interno realizadas na cidade.

A desistência de disputa por parte da prefeita de Sinop, Rosana Martinelli (PL), Juarez Costa vê como uma decisão pessoal. “É uma decisão pessoal dela de não ir para a disputa. Nós fizemos uma articulação com o partido, e o meu nome estava aparecendo em primeiro na disputa. A gente respeita a decisão da sociedade”, disse o parlamentar.

“Nós conseguimos fechar com dez partidos importantes. O arco de aliança, denominado nosso nome mais forte, estamos preparados para a campanha e, em vencendo, fazer uma retomada em Sinop, que precisa, vai ter um crescimento muito forte, ano que vem deve publicar o edital da Ferrogrão”, disse, comemorando o fato de que os trilhos vão chegar ao Nortão do Estado.

“Teremos um crescimento muito grande e a prefeitura precisa acompanhar esse crescimento. Essa coisa que a cidade cresce sem acompanhamento da prefeitura é para inglês ver. Precisa é o poder público acompanhar com tudo, é com creche, com saúde, com trânsito, com investimentos em todas as áreas. Então Sinop entrará nos trilhos da Ferrogrão a partir do ano que vem, se Deus quiser”.

Juarez Costa, que já foi prefeito por duas vezes de Sinop, disse que pretende tocar obras. “Vamos dar a nossa tocada, que é de obras, estou preparado para isso. Na política eu tenho que me preparar psicologicamente, já começaram os ataques. Antes mesmo do processo eleitoral. Mas eu estou preocupado é com propostas. O povo de Sinop é politizado. Quer propostas e a gente tem propostas na palma da mão, coisas que são realizáveis. É isso que vamos trabalhar, e é o que o povo está pedindo em Sinop”, declarou.

Continue lendo

Política MT

Deputados acatam emenda para garantir contratação de defensores públicos

Publicado


Deputados aprovaram emenda que garante orçamento para contratação de defensores

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

A Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) apreciou 18 emendas apresentadas ao Projeto de Lei das Diretrizes Orçamentárias 2021 (PLDO 503/2020), acatando 11 delas e rejeitando outras sete. Entre elas, três deputados votaram contra o relator e conseguiram aprovar a emenda 99, que garante orçamento para contratação de defensores públicos.

De autoria do deputado Valdir Barranco (PT), a emenda 99 busca assegurar que os 12 defensores públicos aprovados e que aguardam convocação sejam chamados. De acordo com o autor, “… é de fundamental importância a convocação desses defensores para o atendimento da população mais vulnerável no interior do estado de Mato Grosso, principalmente em época de pandemia”.

Votaram para que a emenda fosse acatada os deputados membros da CCJR Lúdio Cabral (PT), Sílvio Fávero (PSL) e Sebastião Rezende (PSC). O deputado Dr. Eugênio relatou pela rejeição da emenda e o presidente da comissão, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), acompanhou o relator.

O deputado Lúdio Cabral disse que, além da emenda 99, os deputados deverão trabalhar para derrubar a emenda 93, que propõe limitar os gastos com pessoal pela Defensoria. Esta emenda, porém, já passou pela CCJR e agora será discutida em plenário.

Sebastião Rezende destacou a importância da defensoria pública para garantir que população pobre tenha direito ao acesso a um advogado. “Temos atualmente 31 comarcas sem desembargador e isso não pode acontecer. As pessoas menos favorecidas precisam da defensoria pública”.

Para o deputado Sílvio Fávero, a falta de infraestrutura e orçamento adequado reforça o estigma que de só pobre fica preso no Brasil. Para ele, além do chamamento dos concursados, é preciso cobrar da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) o pagamento da emenda no valor de R$ 15 milhões e que até agora não foram depositados. O líder do governo e presidente da CCJR, Dilmar Dal Bosco, afirmou que irá procurar Sefaz.

“Esta emenda é de minha autoria. Acredito que a Sefaz poderá nos esclarecer o motivo do não pagamento e providenciar o pagamento da emenda”, afirmou Dilmar Dal Bosco.

Balanço – Das emendas apreciadas durante a 58ª reunião extraordinária da CCJR, foram acatadas: 95, 98, 99, 100, 101, 102, 104, 105, 106, 108 e 111. Elas incluem na previsão de orçamento, entre outras coisas, aporte para agricultura familiar, exigem prestação de contas sobre os gastos no combate à Covid-19 e ainda dispõem sobre suporte financeiro aos municípios.

As emendas 94, 96, 97, 99, 103, 107, 109, 110 e 112 foram rejeitadas.

PEC 17/2020 – Foi aprovada na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 17/2020, de autoria das lideranças partidárias, que autoriza a recondução do presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e faz adequações ao Ministério Público de Contas com relação à sua indivisibilidade e independência funcional.

De acordo com o relator da proposta, deputado Lúdio Cabral, o texto permite a reeleição no órgão e adequa a Constituição ao entendimento do Supremo Tribunal Federal quanto à autonomia administrativa do Ministério Público de Contas.

Confira os encaminhamentos e pareceres da 58ª reunião extraordinária da CCJR:

Contrário

Projeto de Lei 266/2019 – Autor: Deputado Sebastião Rezende

Projeto de Lei 436/2019 – Autor: Deputado Sílvio Fávero

Projeto de Lei 420/2019 – Autor: Deputado Paulo Araújo

Projeto de Lei 968/2019 – Autor: Deputado Sílvio Fávero

Projeto de Lei 377/2015 (Apenso PL 586/2019) – Autor: Deputado Wilson Santos

Proposta de Emenda Constitucional 7/2020 – Autor: Deputado Paulo Araújo

Favorável

Projeto de Lei 775/2019 – Autor: Deputado Max Russi

Projeto de Lei 843/2019 – Autor: Dilmar Dal Bosco

Projeto de Lei 503/2020 – Autor: Poder Executivo (acatando as emendas n.ºs 95, 98, 100, 101, 102, 104, 105, 106, 108 e 111, e rejeitando as emendas n.ºs 94, 96, 97, 99, 103, 107, 109, 110 e 112)

Proposta de Emenda Constitucional 16/2020 – Autor: Deputado Eduardo Botelho

Projeto de Lei 170/2019 – Autor: Deputado Wilson Santos

Projeto de Lei 219/2019 – Autor: Deputado Paulo Araújo

Projeto de Lei 285/2019m – Autor: Deputado Sebastião Rezende

Projeto de Lei 500/2019 – Autor: Deputado Dr. João

Projeto de Lei 37/2019 – Autor: Deputado Ulysses Moraes

Proposta – de Emenda Constitucional 17/2019 (Nos termos do substitutivo 02) – Autor: Lideranças Partidárias

Pedido de vista

Projeto de Lei 252/2019 – Autor: Sebastião Rezende

Projeto de Lei 509/2020 – Autor: Deputado Valdir Barranco

Veto Total 66/2020 – MSG nº 107/2020 – Ao Projeto de Lei Complementar 91/2019

Projeto de Emenda Constitucional 15/2020 – Autor: Lideranças Partidárias

Aguardando voto de desempate

Projeto de Lei 482/2015 – Autor: Deputado Wilson Santos

Projeto de Lei 828/2019 – Autor: Deputado Thiago Silva

Veto Total 65/2020 – Mensagem nº 106/2020 – Ao Projeto de Lei Complementar 32/2020

A tramitação e o conteúdo dos projetos em tramitação podem ser acessados aqui.

 

 

Fonte: ALMT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana