conecte-se conosco


Nacional

Carlos Bolsonaro nega ter tomado vacina e promove remédio sem comprovação

Publicado


source
Carlos Bolsonaro nega ter tomado vacina e promove remédio sem comprovação
Reprodução

Carlos Bolsonaro nega ter tomado vacina e promove remédio sem comprovação

O vereador e filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), se irritou, nesta sexta-feira (22), com um boato sobre ele ter tomado a vacina contra a Covid-19. Ele negou que tenha tomado o imunizante e aproveitou para promover a invermectina, um remédio sem eficácia comprovada contra a doença.

“A única coisa que devo ter furado deve ter sido a mãe de quem divulga mais uma fakenews de nível global e diária! A escória não vive sem mentir e manipular! Não tomei vacina alguma! Invermectina quando e se um dia necessário para o tratamento adequado! Bom dia a todos!”, afirmou Carlos em seu Twitter.

O boato foi divulgado por um perfil que não existe mais, chamado “Jornalista Mauro Cerullo”. Ele escreveu que Carlos “furou a fila” e se vacinou contra Covid-19 no Rio de Janeiro.

Isso começou a impulsionar a hashtag #CarluxoFuraFila, que apareceu entre os trending topics do Twitter na manhã desta sexta (22).

A família Bolsonaro tem afirmado constantemente que não vai se vacinar e, inclusive, já criou dúvidas sobre os imunizantes. Eles também costumam incentivar o uso de ivermectina, cloroquina e outros remédios sem eficácia comprovada para tratar a doença, o chamado ‘tratamento precoce’. 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Advogado entra com ação no STF para legalizar cocaína no tratamento da Covid-19

Publicado


source
Advogado entrou com ação no STF para defender maconha e cocaína no tratamento da Covid-19
Reprodução

Advogado entrou com ação no STF para defender maconha e cocaína no tratamento da Covid-19

O advogado Alcio Luis Pessoa acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) para legalizar o uso de maconha e cocaína no Brasil. Segundo ele, as substâncias podem ser utilizadas no tratamento da Covid-19.

O advogado pede, ainda, que todas as condenações por tráfico dessas drogas sejam anuladas, e que a cocaína seja “transformada em gás natural”.

Registrado na seccional do Acre da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-AC), Alcio Luis Pessoa representa, na petição, a Escola de Humanismo Científico, com sede em Manaus (AM). A petição foi protocolada na Suprema Corte nessa segunda-feira (1º/3).

Para embasar sua tese, o advogado explica que plantar, colher e consumir as duas drogas são costumes de um povo. “E como todos sabem, os consumos são direitos civis”, alega.

“A maconha e a cocaína são vegetais que pertencem à nossa biodiversidade e que não produzem drogas”, afirma. “Essas culturas que dizem ser drogas não tem [sic] correspondência científica com a química inorgânica dos laboratórios.”

O advogado diz que a pedra da cocaína deve ser transformada em gás natural para que seja injetada nos corpos dos infectados com a Covid-19, pois “neutralizará os núcleos dos gases nocivos presentes neles, onde encontram-se os nêutrons e prótons, para os nêutrons anestesiar os prótons onde está o vírus”.

“Os vírus ficarão anestesiados para eles mesmos morrerem”, finaliza o advogado, ao concluir que, “diante dessa explicação que é científica das leis naturais da física e da química espacial, a pandemia não é uma crise sanitária epidemiológica. Ela é uma crise ambiental ecológica”.

Continue lendo

Nacional

Arthur Lira apresenta cronograma de vacinação contra Covid-19 para governadores

Publicado


source
Arthur Lira e governadores se reúnem para discutir medidas em combate ao novo coronavírus
Reprodução: iG Minas Gerais

Arthur Lira e governadores se reúnem para discutir medidas em combate ao novo coronavírus

Governadores se reuniram na tarde desta terça-feira (02) com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira , para tratar de pautas em combate ao novo coronavírus . Uma aceleração no Programa Nacional de Imunização ( PNI ) e o custeio de leitos hospitalares pelo Governo Federal foram as principais pautas da reunião.

José Renato Casagrande (PSB), governador do Espírito Santo , explicou o intuito é unir um grupo em conjunto com o Congresso Federal , o ministério da Saúde , e um governador de cada região para que o acompanhamento das pautas em combate ao Covid-19 .

De acordo com Casagrande, foi prometido um cronograma de vacinação com 140 milhões de doses disponíveis até abril e abriu-se a possibilidade para que

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana