conecte-se conosco


Nacional

Capes abre 3.920 vagas para capacitação de professores de ciência

Publicado

source

Agência Brasil

Capes arrow-options
Tânia Rêgo/Agência Brasil

Para participar do programa da Capes, professores precisam lecionar química, física, biologia ou em áreas afins

Professores de ciências do ensino fundamental, do 6º ao 9º ano, de todo o país, poderão concorrer a vagas em especialização à distância, gratuitas , em 19 instituições de ensino superior públicas federais e estaduais. As vagas são oferecidas pelo programa Ciência é 10, cujo edital será lançado no dia 30 de setembro, pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior ( Capes ).

O início das aulas está previsto para fevereiro de 2020. As inscrições devem ser feitas nos sites das instituições participantes . Ao todo, serão abertas 3.920 vagas para todo o país. A expectativa é que mais de 400 mil alunos sejam beneficiados pela iniciativa.

Leia mais: Prazo de adesão a modelo de escola cívico-militar termina nesta sexta

O curso de especialização será dividido em três módulos, com carga total de 480 horas, ou seja, 18 meses. O programa tem quatro eixos temáticos: vida, ambiente, universo e tecnologia. Além das aulas à distância, os professores se reúnem uma vez por mês, nos polos da Universidade Aberta do Brasil (UAB), em 125 municípios, para atividades presenciais de ensino e aprendizagem.

Para participar, os professores precisam atuar em sala de aula, lecionando ciências da natureza – química, física e biologia e áreas afins. O professor não precisa necessariamente ser formado nessas áreas. A seleção será feita por meio de prova e análise de currículo. As informações detalhadas do programa estão disponíveis na internet.  

“Queremos mostrar a utilidade de toda teoria que a gente aprende na vida”, disse o ministro da Educação, Abraham Weintraub. A intenção, segundo ele, é que os professores sejam capazes de mostrar aos estudantes “como a ciência liberta e é prática e é útil. Eu acho fundamental não ficar só na teoria”.

Leia também: Escola responde mensagens suicidas escritas em banheiro: “você é especial”

O programa Ciência é 10 foi lançado em abril deste ano. Trata-se de um dos cursos da UAB, sistema gerido pela Capes para integrar as universidades públicas com governos estaduais, municipais e federal por meio da modalidade à distância.

As vagas da UAB são voltadas, prioritariamente, a professores da educação básica, que vai desde a educação infantil ao ensino médio.

A Capes investirá nesse curso de especialização R$ 3,5 milhões. As universidades participantes e prefeituras também irão, de acordo com a autarquia, dispor recursos para a ação.

Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Polícia investiga morte de adolescente dentro de shopping no Recife

Publicado

source
fachada de shopping arrow-options
Creative Commons

Shopping Recife negou envolvimento de segurança com morte de adolescente

A Polícia Civil de Pernambuco investiga a morte de um adolescente de 15 anos dentro de um shopping localizado no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, na última terça-feira (25). Segundo boletim de ocorrência, Emanuel Costa Nascimento teria caído no chão após levar um soco de um segurança.

O Shopping Recife, centro de compras do qual o garoto foi socorrido, porém, negou a versão em nota e disse que o adolescente apresentou sinais de mal estar “recebendo rapidamente os primeiros socorros da brigada de bombeiros do centro de compras”. O shopping informou, ainda, que câmeras de segurança do local filmaram toda ação e que as imagens estão à disposição do órgão competente.

Leia também: Adolescente relata sofrer estupro no 1º dia de estágio em clínica veterinária

No boletim de ocorrência, um amigo da vítima também afirmou que Emanuel consumiu drogas pouco antes de entrar no shopping . O caso é investigado pela Delegacia de Boa Viagem e a causa da morte do adolescente ainda não foi confirmada pelo Instituto Médico Legal (IML).

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Nacional

Municípios de SP terão R$ 128 milhões para tratar dependentes e pessoas em risco

Publicado

source
Indivíduos em situação de vulnerabilidade, em São Paulo arrow-options
Agencia Brasil/reprodução

Indivíduos em situação de vulnerabilidade

Diversos municípios do Estado de São Paulo receberão repasse em dinheiro para aplicar em dois segmentos: serviços socioassistenciais e para o Programa Recomeço: Uma Vida Sem Drogas. Para os serviços socioassistenciais, 261 municípios do Estado de São Paulo dividirão o valor de R$ 128,8 milhões. Entre os abonados, estão municípios das regiões de Barretos, Bauru, Central, Franca, Itapeva, Ribeirão Preto, Marília, Sorocaba e Grande São Paulo .

Os serviços atendem pessoas em situação de vulnerabilidade ou risco social, pessoas em situação de rua e violência, pessoas com deficiência, em situação de discriminação em decorrência de orientação sexual/raça/etnia, adolescentes em conflito com a lei e migrantes, entre outros.

Veja também: Funcionário de fazenda “falou duas frases” e depois matou ex-prefeito

Os municípios devem aplicar o dinheiro em uma rede de proteção que reúne 1.578 serviços socioassistenciais em 1.344 equipamentos públicos e privados. “Ao repassarmos o recurso para o município responsável pela gestão e escolha dos serviços socioassistenciais, queremos garantir o fortalecimento da rede de proteção local atendendo as demandas reais de seus moradores”, afirmou a Secretária Célia Parnes.

Já para o Recomeço: Uma Vida Sem Drogas , haverá um repasse da ordem de R$ 25,9 milhões para as 66 comunidades terapêuticas do programa. O montante representa um aumento de 12,36% em relação a 2019. A verba será repassada para comunidades pela Coordenadoria de Políticas sobre Drogas das regiões de Araçatuba, Bauru, Campinas, Central, Franca, Itapeva, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba e Grande São Paulo.

Leia mais: Deputados marcam reunião para dar resposta a vídeo enviado por Bolsonaro

Além disso, haverá aumento de 14% nas vagas para atendimento a mulheres e investimento em tecnologia, para melhorar a avaliação e monitoramento das comunidades. As avaliações são feitas pelo SUS e atendem pacientes com solicitação voluntária, maiores de 18 anos, clinicamente estabilizados e com quadro psiquiátrico não agudo. A duração do tratamento é de seis meses, com a possibilidade de prorrogação por até mais um trimestre.

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana