conecte-se conosco


Curiosidades

Canguru foge de escola e está a solta em cidade no interior do EUA; assista

Publicado

Canguru
Thinkstock Photos

Canguru fugiu de escola no interior do Mississipi

A pequena cidade de Gulfport, no estado no Mississipi, virou notícia internacional após a Pass Road Elementary School, uma escola primaria da região, informar que um canguru que estava sendo apresentado às crianças fugiu do local e estava solto no município.

Leia também: Monstro do Lago Ness “pode ser real”, revela estudo internacional

A visita do marsupial foi uma iniciativa do Mobile Petting Zoo, uma empresa que resgata animais filhotes e os leva para ter contato com crianças. De acordo com Cody Breland, dono da  empresa, o canguru , que se chama JoJo, se assustou e acabou fugindo da escola.

O Departamento de Polícia de Gulfport emitiu o primeiro alerta de sua história de que um canguru era procurado na cidade. JoJo é um canguru castanho de aproximadamente um ano de idade. Esses animais são encontrados apenas na Austrália e, por não ser selvagem, o marsupial tem pouca chance de sobrivivência se não for localizado rapidamente.

Leia Também:  Monstro do Lago Ness “pode ser real”, revela estudo internacional

Breland iniciou uma campanha pelas redes sociais para tentar encontrar o animal. “Se alguém o vir, por favor entre em contato e com o Departamento de Polícia e, se puder, fique de olho nele até eles chegarem”, escreveu o dono do animal.

Leia também: Mulher aciona polícia de Nova York para ‘salvar’ guarda-sol de suicídio

Um morador local, no entanto, não seguiu as orientações da campanha e, ao invés de contatar as autoridades, apenas filmou o canguru e postou em suas redes sociais. A cena foi capturada de dentro de um carro e, após o vídeo viralizar, a polícia e os responsáveis foram até a área para procurar pelo marsupial, mas não tiveram sucesso.


Fonte: IG Curiosidades
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Curiosidades

Duplo sentido? Escola católica destrói estátua que tinha ‘pão no lugar errado’

Publicado

Estátua
Reprodução

Apesar de nova, estátua acabou sendo substituída

Imagine aguardar a construção de uma nova estátua, que irá embelezar a entrada de uma escola, e decobrir que ela tem um ‘detalhe’ infeliz quando ela fica pronta? Foi exatamente o que aconteceu em um colégio católico na Austrália, onde uma obra teve que ser destruída após reclamações sobre um elemento da obra, que deixava margem para um duplo sentido de cunho sexual.

Localizada no subúrbio de Adelaide, a Blackfriars Priory School inaugurou uma estátua em homenagem ao santo peruano São Martinho de Porres que causou muita polêmica. Tudo porque o santo foi retratado segurando um pedaço de pão na altura da cintura, de frente para uma criança.

Com isso, muitas pessoas começaram a notar um ‘ duplo sentido ‘ na imagem e a criticar a escola por expôr a obra em um local de grande movimentação.

Leia também: Canguru foge de escola e está a solta em cidade no interior do EUA; assista

Assim, o único jeito encontrado pela direção do local foi cobrir e depois remover a estátua. No local, foi construído um local de recreação para os alunos, com diversas estátuas de animais silvestres e um ‘banco da amizade’, local em que as crianças são incentivadas a sentar e criar novos laços com os amigos, como informa o jornal Daily Mails. 

Leia Também:  Macaco é morto por outros do próprio bando após ficar impotente em zoológico

Em comunicado, a  Blackfriars se desculpou pelo constrangimento e má publicidade que o episódio causou: “A estátua foi esculpida por um artista vietnamita, o mesmo que criou outra das obras que se encontram em nosso jardim. O projeto foi avaliado e aprovado pela direção. Infelizmente, a imagem em papel não dava a real dimensão de como ela ficaria ao ser finalizada”.

“Ficamos felizes em informar que as crianças gostaram muito da nova área. Acreditamos que conseguimos transformar um episódio infeliz em algo mágico para nossos alunos e que honrará melhor a memória de São Martinho de Porrres . Ele dedicou sua vida a cuidar tantos das crianças quanto dos animais, e isso agora está registrado para sempre”, afirmou o diretor da escola, Simon Cobiac.

Banco da Amizade
Reprodução

Banco da amizade faz parte do novo cenário criado pela escola no local em que a estátua ficada


Fonte: IG Curiosidades
Continue lendo

Curiosidades

Monstro do Lago Ness “pode ser real”, revela estudo internacional

Publicado


Monstro do Lago Ness
Reprodução

Nessie, ou o Monstro do Lago Ness é a mais famosa criatura mitológica da Escócia

Um grande estudo científico sobre a biodiversidade no famoso lago Ness, que fica nas planícies da Escócia, reascendeu a polêmica sobre a existência da mítica criatura conhecida como Nessie, ou Monstro do Lago Ness, que é considerada a mais famosa história da mitologia local.

Leia também: Google ajuda busca por suposto monstro com imagens de Lago Ness

 A pesquisa, que foi liderada por um grupo de cientistas neozelandeses, também envolveu profissionais da Austrália, da França e da Dinamarca. O grupo reuniu amostras de pele, escamas, penas e fezes do fundo do lago. Segundo o professor Neil Gemmell, da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, as descobertas sobre o suposto Monstro do Lago Ness são surpreendentes.

De acordo com Gemmell, as amostras foram testadas e comparadas com as mais famosas teorias sobre a criatura mitológica. As duas principais possibilidades daqueles que acreditam no monstro são de que ele seria um Plesiosauro que, de alguma forma, sobreveveu à extinção dos dinassauros, ou um peixe gigante.

Leia Também:  Boate na Espanha é denunciada por oferecer serviço de “aluguel de anões”

O professor, no entanto, não adiantou qual das possibilidades poderia estar certa sobre a existência da criatura e lembrou que o objetivo do estudo na Escócia era outro. “Estamos muito felizes em dizer que temos um catálogo completo da biodiversidade do lago Ness “, explicou.

Leia também: Monstro do Lago Ness tem maior número de “aparições oficiais” do século em 2017

No entanto, ele voltou a dizer que o estudo, que deve ser publicado no próximo mês, ajudará a elucidar o mito do Monstro do Lago Ness . “Nós testamos todas as principais possibilidades do que a criatura poderia ser e posso dizer que três delas já foram descartadas, mas uma pode estar correta”, disse o cientista.

Fonte: IG Curiosidades
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana