conecte-se conosco


Internacional

Canadá é primeiro país a ratificar adesão de Finlândia e Suécia à Otan

Publicado

Líderes da Otan se reunidos em Bruxelas
Reprodução/Ansa – 24.03.2022

Líderes da Otan se reunidos em Bruxelas

O Canadá se tornou o primeiro país da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) a ratificar a adesão de Finlândia e Suécia, que decidiram se juntar à aliança militar para se proteger de eventuais agressões da Rússia.

“O Canadá tem plena confiança na capacidade de Finlândia e Suécia de se integrar efetiva e rapidamente à Otan e contribuir para a defesa coletiva da aliança”, disse o premiê Justin Trudeau em um comunicado divulgado na última terça-feira (5).

O Parlamento canadense já havia aprovado a entrada dos dois países escandinavos no início de junho, de forma que bastou um ato administrativo da ministra das Relações Exteriores, Mélanie Joly, para ratificar a adesão.

“Queríamos ser o primeiro país a ratificar”, disse um porta-voz da chanceler.

O protocolo de adesão de Finlândia e Suécia foi assinado pelos países-membros da Otan na manhã da última terça, mas o ingresso ainda precisa ser ratificado pelos parlamentos dos outros 29 integrantes da aliança, em um processo que pode levar até um ano.

Helsinque e Estocolmo mantinham uma histórica política de neutralidade militar entre o Ocidente e a Rússia, porém abandonaram essa estratégia depois da invasão à Ucrânia.

Moscou, por sua vez, já disse que o ingresso das nações escandinavas na Otan não representa por si só uma ameaça, mas deixou claro que sua reação vai depender da presença militar da organização, especialmente na Finlândia, que compartilha 1,3 mil quilômetros de fronteira com a Rússia.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Internacional

Guerra: Zelensky diz que confronto terá fim com libertação da Crimeia

Publicado

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky
Ansa

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky , afirmou que a guerra iniciada pela Rússia só terminará com a “libertação” da Crimeia, anexada unilateralmente por Moscou em 2014.

“Essa guerra russa contra a Ucrânia, contra toda a Europa livre, começou com a Crimeia e deverá terminar com a Crimeia, com a sua libertação. Hoje é impossível dizer quando isso acontecerá, mas sei que voltaremos a ter a Crimeia ucraniana”, disse em seu discurso diário.

O mandatário ainda afirmou que o “mundo errou em não responder com toda a força os primeiros passos agressivos da Rússia em 2014”.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Justiça dos EUA determina que Trump deve declarar imposto de renda

Publicado

Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos
Reprodução Documentário ‘Unprecedented’

Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos

A Corte de Apelação do Distrito de Columbia impôs uma nova derrota contra o  ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump nesta terça-feira (9) e determinou que ele deve entregar as declarações de imposto de renda para o Comitê sobre Uso de Fundos da Câmara dos Representantes.

A decisão rejeitou o pedido da defesa de que o ex-mandatário tinha que apresentar os documentos por “perseguição política” e determinou que ele faça o envio imediatamente dos seus registros pessoais e de suas empresas.

“Embora seja possível que o Congresso tente ameaçar o presidente em exercício com um pedido invasivo enquanto ele está no cargo, todo presidente assume sabendo que estará sujeito às mesmas leis que todos os outros cidadãos ao deixar o cargo. Isso é uma característica da nossa república democrática, não uma falha”, diz o juiz na fase final do texto.

Trump poderá recorrer à Suprema Corte sobre a decisão, mas é difícil que o plenário aceite a apelação por já ter analisado pedidos semelhantes. No ano passado, o Supremo determinou que ele entregasse as declarações para a Procuradoria de Nova York.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana