conecte-se conosco


Economia

Campo Tupi chega a 2 bilhões de barris de óleo equivalente em julho

Publicado


.

A produção acumulada do campo Tupi, na área do pré-sal da Bacia de Santos, a aproximadamente 230 km da costa do estado do Rio de Janeiro, atingiu 2 bilhões de barris de óleo equivalente (boe) em julho de 2020. De acordo com a Petrobras, os dados foram divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A petroleira, que divulgou hoje (28) o marco, destacou que ele ocorreu no mesmo ano em que a assinatura do contrato de concessão do bloco BM-S-11, onde se localiza o campo, completa 20 anos. Conforme a companhia, o campo é o maior produtor em águas profundas do mundo, com produção de cerca de 1 milhão de barris por dia (bpd).

A produção acumulada foi registrada dez anos após a entrada do primeiro sistema de produção definitivo da Unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência (em inglês FPSO-Floating Production Storage and Offloading) Cidade Angra dos Reis, e, ainda quatorze anos depois da descoberta, em 2006.

O consórcio formado pela Petrobras, que é operadora com 65% de participação, em parceria com a Shell Brasil Petróleo Ltda (25%) e a Petrogal Brasil S.A. (10%), colocou em operação, entre 2010 e 2019, nove sistemas de produção, o que significa uma média de um por ano.

“A Petrobras precisou vencer uma série de desafios inéditos na indústria, como a distância da costa e a existência de reservatórios com poucos análogos no mundo, em águas ultra-profundas e abaixo de uma espessa camada de sal”, apontou a empresa.

A petroleira acrescentou, que para enfrentar os desafios desenvolveu em parceria com instituições de pesquisa e empresas parceiras e fornecedores, uma série de tecnologias e inovações que permitiram a produção nos campos do pré-sal, de forma segura e rentável, sendo ainda referência quanto à sua performance ambiental. “Em função das tecnologias inéditas desenvolvidas, a Petrobras recebeu em 2015 o principal prêmio da indústria, o Distinguished Achievement Award for Companies, Organizations and Institutions, promovido pela Offshore Technology Conference (OTC)”, contou.

A Petrobras afirmou que para revitalizar o campo ainda antes do início do seu declínio, desenvolve, com os seus parceiros do bloco BM-S-11, diversas iniciativas para buscar o aumento do fator de recuperação de óleo e gás, que pode ser extraído do campo e, assim, maximizar o valor do ativo.

“Para isso, desenvolve projetos para a interligação de novos poços aos sistemas de produção já implantados e o uso da tecnologia de injeção alternada de água e gás (Water Alternating Gas – WAG), para manter a pressão do reservatório. Além desses projetos, a Petrobras, em conjunto com seus parceiros, busca desenvolver outras tecnologias que permitam criar valor através do aumento da eficiência das operações, com baixo custo e alta confiabilidade, e que possam contribuir para o aumento do fator de recuperação e extensão da longevidade da produção no campo de Tupi”, completou em nota.

Edição: Maria Claudia

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Economia

ASL Airlines converte Boeing 737 para voos cargueiros

Publicado


source

Contato Radar

undefined
Guilherme Dotto

ASL Airlines converte Boeing 737 para voos cargueiros

A ASL Airlines, operadora irlandesa de serviços regulares de frete, tem planos de operar seu Boeing 737-800BCF em nome da Amazon Prime Air, a gigante dos serviços de e-commerce. A companhia irlandesa se tornaria a primeira companhia aérea da Europa a operar sua aeronave pintada com as cores da Amazon.

Antes de voar pela ASL, o EI-DAD voava transportando passageiros pela Ryanair, companhia irlandesa de baixo custo. A aeronave voou de 2002 até dezembro de 2019 transportando pessoas, até que em 2020 foi convertido para carga.

Com 18 anos de idade, o Boeing passou a ser o primeiro avião de carga versão -800 da ASL Airlines. Atualmente esta é a única aeronave 737-800BCF em sua frota, e são esperadas mais duas aeronaves em um futuro próximo.

Assim como seu antecessor, os jatos matriculados como EI-DAF e EI-DAC, terão a mesma história de conversão. Ambos voaram para a Ryanair no período de 2002-2019 e 2003-2020 respectivamente, e ao serem modificados, serão transferidos para a ASL Airlines.

Conforme o passar do tempo, a empresa continua a expandir seus negócios, onde junto à Boeing, foi assinado um acordo para o recebimento de 20 aeronaves B737-800BCF.

Com a finalidade de firmar mais sua relação com a Amazon, o acordo incluiu 10 pedidos firmes com 10 direitos de compra da aeronave.

Para ficar por dentro das notícias do mundo da aviação, acesse o Contato Radar ( CLIQUE AQUI ).

O post ASL Airlines converte Boeing 737 para voos cargueiros apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Continue lendo

Economia

“Operação Miopia” identifica R$ 6 milhões sonegados por óticas em Minas Gerais

Publicado


source

Brasil Econômico

Viaturas paradas na rua
Receita Estadual/MG

Operação Miopia inicia investigação para recuperar R$ 6 milhões em sonegação de imposto


A Receita Estadual e o Ministério Público iniciaram, nesta quinta-feira (22), a ” Operação Miopia”  que combate um esquema de sonegação de impostos de empresários de óticas , em Montes Claros, região norte de Minas Gerais. Ao todo, seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos, sendo dois deles em endereços comerciais e quatro em residências.


Segundo os primeiros levantamentos feitos por auditores da Receita Estadual, a empresa, que vende produtos em Minas Gerais e em outros estados, maquiava o balanço contábil, e não recolhia os impostos . Só nos últimos cinco anos, não foram recolhidos R$ 6 milhões em Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

A investigação também revelou que a fraude era sofisticada, incluindo pedido de recuperação judicial da empresa que é alvo da operação e criando outras de fachada, abertas por “laranjas”.

Segundo Saulo Siqueira, superintendente regional da Fazenda em Montes Claros, “nossas equipes identificaram que, para estabelecer concorrência desleal, prejudicar fornecedores e, principalmente, deixar de recolher o ICMS , a empresa montou uma verdadeira teia de irregularidades com o propósito de enganar a Receita Estadual”. 

O superintendente também explicou que todo o material apreendido será analisado pelos auditores fiscais e que há possibilidade de o valor sonegado ser ainda maior.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana