conecte-se conosco


Política MT

Câmara aprova empréstimo de R$ 125 milhões para construção de avenida de 17 km em Cuiabá

Publicado

No total, 17 vereadores votaram a favor da proposta e cinco contra

A Avenida Contorno Lesta está próximo de se tornar realidade. Com extensão de 17,35 km a implantação da nova via pública visa atender as três regiões mais populosas da Capital: Leste, Sul e Norte, beneficiando aproximadamente 421 mil habitantes de 39 bairros diferentes da Capital.

Para tanto, a Câmara Municipal de Cuiabá aprovou, durante sessão plenária desta terça-feira (4), um projeto de lei que autoriza o Executivo Municipal a contrair um empréstimo de até R$ 125 milhões para execução das obras de implantação, pavimentação e drenagem de águas pluviais da Avenida Contorno Leste.

A operação de crédito será feita junto a Caixa Econômica Federal por meio do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), na modalidade apoio financeiro destinado à aplicação em despesa de Capital.

No total, 17 vereadores votaram a favor da proposta e cinco contra. Os parlamentares que se posicionaram a favor destacaram a importância desta nova Avenida para o desenvolvimento da Capital, e garantiram que irão fiscalizar de perto a execução da obra.

“Vamos, por meio da Comissão de Transporte desta Casa, acompanhar cada real depositado nessa obra que vai ajudar e muito no desenvolvimento da região Leste, beneficiando a população e desafogando o trânsito”, disse o vereador Vinicius Hunguney (Progressista).

Já o vereador Dilemário Alencar (Pros) destacou o papel da Câmara no processo. “Temos que destacar a importância deste Parlamento na execução de diversas ações em prol da nossa cidade. Todos os projetos que vem sendo desenvolvidos pelo Executivo passaram pela aprovação desta Casa de Leis. Então, é importar a Câmara aprovar o empréstimo para essa grande obra de implantação dessa via que será a ‘nova Avenida das Torres’. Agora, vamos ficar na fiscalização”, pontuou.

O vereador Adevair Cabral (PSDB) ressaltou a importância da obra para a Mobilidade Urbana da Capital. “Esta será mais uma alternativa para a Capital, que irá desafogar o trânsito dando melhor trafegabilidade à região”, acrescentou.

A operação de crédito será contraída com uma taxa de juros de 4,9% ao ano, somado a correção monetária CDI. Conforme a proposta, o pagamento deverá ser concluído em 10 anos, sendo que os primeiros dois anos, contados a partir da assinatura do contrato, são de carência. Desta forma, o desembolso ocorrerá em oito anos em parcelas trimestrais.

O financiamento para execução do projeto se deu através de duas cartas consultas após estudo de viabilidade por parte da Caixa Econômica, a qual avaliou a capacidade fiscal do município.

Isso se fez necessário, tendo em vista a tramitação de um empréstimo de U$ 115 milhões junto à instituição de crédito estrangeira para financiar projetos do Programa Cuiabá 300 anos.

TRAJETO – O Contorno, em linhas gerais, segue as torres de alta tensão que tem início na Sub Estação Termo Elétrica governador Mario Covas, passando pela Sub Estação Coxipó e Sub Estação bairro Ouro Fino.

Partindo da Avenida Fernando Correa da Costa, a via projetada será implantada onde atualmente está em pista simples a Avenida Antônio Pinheiro da silva, no residencial Recanto do Sol.

Na proximidade do início do Residencial Lagoa Azul, seguindo a ilha de transmissãi LT, a via a ser implantada tem destino a Avenida Profe. Edna Albuquerque Affi, conhecida popularmente como Avenida das Torres, próximo a Sub Estação Eletronorte.

Entre os bairros Recanto do Sol e Lagoa Azul, está previsto a implantação de rotatória, bem como onde a via projetada cruza com a Av. das Torres.

A medida visa apresentar soluções de viabilidade técnica aos problemas decorrente das águas das chuvas, de forma a evitar que volumes excessivos se escoem pelas vias públicas ocasionando problemas de trânsito de veículos e pedestres.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Primeira-dama Virginia Mendes é homenageada com ‘Comenda Senador Filinto Muller’ da ALMT

Publicado

A condecoração foi proposta pelo presidente da ALMT, Max Russi, e é considerada a mais alta honraria concedida pelo Poder Legislativo Estadual

A primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, recebeu do presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado estadual Max Russi, a ‘Comenda Senador Filinto Muller’. A solenidade ocorreu nesta segunda-feira (6), no Plenário das Deliberações Deputado Renê Barbour, na Casa de Leis.

A Comenda Senador Filinto Muller é considerada a mais alta honraria concedida pelo Poder Legislativo Estadual a uma pessoa, considerada membro da Ordem do Mérito Legislativo. A homenagem é concedida a pessoas que se destacam por ações na área de direitos humanos, democracia e cidadania mato-grossense.

“É uma grande alegria receber a mais alta honraria do Poder Legislativo de Mato Grosso! Fiquei emocionada e muito honrada com essa homenagem! Continuarei fazendo o meu melhor como primeira-dama do Estado para levar cada vez mais os nossos projetos aos mato-grossenses, principalmente aos mais vulneráveis. Quero agradecer de coração ao presidente da ALMT, meu querido amigo Max Russi, por esse reconhecimento tão importante”, agradeceu Virginia Mendes.

Segundo o deputado Max Russi, a condecoração demostra todo o reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao Estado pela primeira-dama Virginia Mendes. “A primeira-dama Virginia presta um belo trabalho aos mato-grossenses com seus projetos e ações sociais. Então, nada mais justo que a Assembleia Legislativa, através da ‘Comenda Senador Filinto Muller’, prestar essa homenagem como forma de reconhecimento e gratidão por tudo o que ela tem feito para o Estado de Mato Grosso”, ponderou o presidente da Casa de Leis, Max Russi.

 

.

Continue lendo

Política MT

ALMT realiza audiência para discutir mobilização dos homens pelo fim da violência contra mulher

Publicado


Foto: Helder Faria

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) promove nesta quinta-feira (9), em sua sede, uma audiência pública em alusão ao “Dia do Laço Branco”, marco da Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres. Proposta pelo deputado estadual Valdir Barranco (PT), o movimento integra o calendário da campanha dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres.

O parlamentar diz que a realização do debate se faz necessário visto que os casos de violência contra as mulheres aumentaram abruptamente nesta pandemia. “O combate à violência contra a mulher em todos os espaços ganha ainda mais urgência nestes tempos sombrios. Precisamos quebrar o ciclo da violência e de desrespeito a que estamos submetidas; precisamos construir políticas públicas efetivas, que garantam a autonomia econômica das mulheres e que elevem sua autoestima até para que possam libertar-se do parceiro opressor”, afirma o parlamentar.

A audiência terá a participação confirmada da deputada federal Rosa Neide (PT); do Juiz da 1ª Vara Especializada de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, Dr. Jamilson Haddad Campos; do Procurador Geral de Justiça (PGJ), José Antônio Borges; da Desembargadora do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso (TJMT), Maria Helena Póvoas, entre outros convidados.

16 Dias de Ativismo – A Campanha 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres é uma mobilização anual, praticada simultaneamente por diversos atores da sociedade civil e poder público engajados nesse enfrentamento. Desde sua primeira edição, em 1991, já conquistou a adesão de cerca de 160 países. Mundialmente, a campanha se inicia em 25 de novembro, Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, e vai até 10 de dezembro, o Dia Internacional dos Direitos Humanos, passando pelo 6 de dezembro, que é o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres.

No Brasil, a campanha é realizada desde 2003 e, para destacar a dupla discriminação vivida pelas mulheres negras, as atividades aqui começam em 20 de novembro, Dia da Consciência Negra.

Campanha Laço Branco – O Dia do Laço Branco é em homenagem as 14 vítimas de um massacre ocorrido dentro de uma sala de aula da Escola Politécnica, na cidade de Montreal, no Canadá. Um homem invadiu o local, ordenou que os homens se retirassem e assassinou as mulheres. O crime aconteceu por que as mulheres estavam “ocupando um espaço” que não lhes cabia, a justificativa foi deixada pelo assassino por meio de uma carta.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana