conecte-se conosco


Economia

Brics pede fim de medidas comerciais unilaterais e protecionistas

Publicado

O respeito à Organização Mundial do Comércio (OMC) e o pedido para o fim das medidas comerciais unilaterais e protecionistas foram destaque na reunião de ministros de Comércio do Brics, grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O encontro foi realizado hoje (11) em Brasília, como evento preparatório para a 11ª reunião de cúpula do grupo, que ocorrerá nesta quarta (13) e quinta-feira (14). 

“Confirmamos nosso compromisso com o comércio internacional transparente, não discriminatório, aberto, livre e inclusivo. Reiteramos nosso total apoio ao sistema de comércio multilateral baseado em regras, com a OMC em seu núcleo. É essencial que todos os membros da OMC evitem medidas unilaterais e protecionistas que são contrárias ao espírito e às regras da OMC”, destacou o comunicado oficial da reunião. 

Desde o ano passado, as tensões comerciais entre Estados Unidos e China se agravaram, com o governo do presidente Donald Trump anunciando a imposição de tarifas sobre diversos produtos chineses e o governo do país asiático retaliando. No próximo mês, os dois países devem fechar um acordo. 

Leia Também:  Juros do rotativo subiram em outubro

Os ministros do Brics se comprometeram a estimular a liberalização do comércio, com um ambiente transparente, aberto e com regras claras. Eles também concordaram em levar a cabo uma reforma na OMC para ampliar o poder de países em desenvolvimento dentro do órgão. Segundo eles, os países do grupo levarão o tema a discussão na 12ª Conferência Ministerial do OMC, em junho de 2020, no Cazaquistão. 

“Nossos países trabalharão com todos os membros da OMC para avançar em um processo de reforma necessária, equilibrada, aberta, transparente e que promova a inclusão e o desenvolvimento. A reforma deve, entre outras coisas, preservar a centralidade, os valores centrais e os princípios fundamentais da OMC e considerar os interesses de todos os membros, incluindo países em desenvolvimento e PMDs [países menos desenvolvidos]”, ressaltou o texto. 

Cooperações 

Com base em estudo apresentado pelo Grupo de Contato sobre Assuntos Econômicos e Comerciais (CGETI) do Brics, os ministros traçaram diretrizes para ampliar a cooperação comercial entre os países do grupo. Os principais segmentos a serem beneficiados serão o comércio eletrônico, a facilitação de investimentos, o comércio entre micro, pequenas e médias empresas, a harmonização de regulamentos técnicos e os direitos de propriedade intelectual.

Leia Também:  Dólar fecha no menor valor em quase 50 dias, abaixo de R$ 3,90

O CGETI concluiu um memorando de entendimento sobre promoção de comércio e investimento entre os países do Brics. O comunicado ajudará a melhorar as oportunidades econômicas entre os membros do grupo e permitirá o compartilhamento de conhecimentos sobre políticas.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Economia
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Economia

Bolsa de valores de São Paulo bate recorde e fecha acima de 110 mil pontos

Publicado

source
painel da bolsa de valores arrow-options
Getty Images

Ibovespa fecha acima de 110 mil pontos pela primeira vez em sua história

Agência Brasil

Depois de quase um mês de turbulências e oscilações, a Bolsa de São Paulo encerrou acima de 110 mil pontos pela primeira vez na história.

O índice Ibovespa, da B3, fechou esta quarta-feira (4) aos 110.063 pontos , com alta de 1,02%. A última vez que o indicador tinha fechado em nível recorde tinha sido em 7 de novembro , quando atingiu 109.581 pontos.

Após denúncia de jornal, IBGE afirma que vai revisar dados do PIB

 Desde o leilão do excedente da cessão onerosa da Petrobras , no qual o governo não conseguiu vender dois campos, o Ibovespa passou a acumular quedas.

Em 19 de novembro , o índice fechou em 105.864 pontos. Na semana passada, o indicador voltou a subir , com alguns dias de pequenas quedas.

Produção industrial avança e cresce 0,8% em outubro, diz IBGE

Dólar

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou o dia vendido a R$ 4,202, com queda de R$ 0,004 (-0,09%) . Esse foi o terceiro dia seguido de queda da moeda norte-americana, que acumula baixas depois de fechar em R$ 4,241 na última sexta -feira (29).

Leia Também:  5 postos de gasolina em São Paulo estão irregulares, diz Procon; veja lista aqui

Fonte: IG Economia
Continue lendo

Economia

iG lança plataforma para comparar planos de celular e internet no mercado

Publicado

source

O ambiente pode ser de recuperação econômica, mas o brasileiro sabe que é preciso estar sempre atento aos gastos e que cortar despesas sempre e onde puder é imperativo. Para tornar esse processo mais orgânico e simples, o iG lança uma plataforma que facilita a pesquisa e comparação de planos para celular, TV por assinatura, internet e combos, esse produto tão comum nos dias de hoje.

iG Compara Planos arrow-options
Reprodução

Interface do iG Compara Planos

O iG Compara Planos  ( www.ig.com.br/compara ) é resultado de uma parceria entre o portal e o site Melhor Plano e não há relação com qualquer operadora ou pacote, tampouco a venda do que quer que seja. O serviço consiste na comparação dos produtos com a finalidade de prover ao consumidor a opção de escolher o plano que melhor se ajusta ao seu perfil.

Leia também: Já está na hora de comprar um celular compatível com o 5G?

A ferramenta é bastante intuitiva e o leitor do iG pode criar seus próprios filtros. Por exemplo, é possível buscar o plano de celular com melhor pacote de internet por até R$ 60 por mês. Há filtros ainda para planos controle e pós-pago, com a capacidade de internet como principal critério e por aí vai. É possível, ainda, orientar a busca dentro dos planos de uma mesma operadora.

Leia Também:  5 postos de gasolina em São Paulo estão irregulares, diz Procon; veja lista aqui

O leitor pode comparar quanto uma empresa está cobrando por um plano de 12 gigas de internet em São Paulo e quanto é cobrado em Salvador, São Luís ou qualquer outra cidade brasileira.

Você no controle

A ideia que move o  iG Compara Planos é aumentar a capacidade de seu leitor de fazer um bom negócio e economizar em decisões imperiosas para sua rotina como o pacote de internet, de celular ou de TV a cabo.

A plataforma mostra os planos em ordem do menor preço. Em alguns casos é possível notar uma grande diferença de custo entre ofertas semelhantes. É possível observar elencados nos comparativos se há a oferta de aplicativos ilimitados e ligações interurbanas. Estes são elementos que podem encarecer a conta para além do plano contratado.

Leia também: 5 dicas para fazer uma decoração vintage na sua casa

Além do celular

A ferramenta também oportuniza a comparação de planos de internet de banda larga em qualquer região do País, bem como pacotes de TV por assinatura, telefonia fixa e combos que agregam todos esses produtos.

Leia Também:  Dólar fecha no menor valor em quase 50 dias, abaixo de R$ 3,90

Comece a usar o iG Compara Planos  para ter a palavra final nos pacotes e planos que fazem a diferença na sua vida.

Fonte: IG Economia
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana