conecte-se conosco


Agro News

Brasil deve ser reconhecido como exportador de cacau fino pela Organização Internacional do setor

Publicado

O Brasil está na expectativa de ser reconhecido como um país produtor e exportador de cacau fino e de aroma pela Organização Internacional do Cacau (ICCO). A inclusão do Brasil no rol de países certificados no Acordo Internacional do Cacau deve ocorrer entre 09 e 13 de setembro, durante reunião do Conselho Internacional da ICCO, na Costa do Marfim.

A certificação que dá status diferenciado para países que exportam cacau fino e de aroma é feita desde 1972 pela ICCO. A última atualização da lista, que atualmente conta com 23 países, ocorreu em 2015.

A aprovação definitiva do Brasil deve ser homologada pelos membros do Conselho no mês de setembro. O Brasil é um dos 52 membros da ICCO, mas é o único da América do Sul que ainda não integra a lista do cacau fino e de aroma.

O dossiê brasileiro sobre a produção nacional de cacau fino apresentado ao ICCO foi inteiramente elaborado por técnicos da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), órgão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento responsável por impulsionar a cacauicultura no país.

Por meio de videoconferências coordenadas pela ICCO, a equipe brasileira chegou a uma versão definitiva do relatório. A solicitação foi finalmente aceita em abril deste ano, em reunião da organização realizada na cidade de Abidjan, Costa do Marfim.

Leia Também:  ETANOL/CEPEA: Indicadores se mantêm em alta há 8 semanas

“Como a Organização Internacional do Cacau é a instituição que lidera toda essa parte da cadeia mundial do cacau, qualquer informação advinda desta instituição, é um dos melhores sinalizadores. Ter sido selecionado por um grupo de expert em uma peneira muito estreita credencia o país diante dos compradores de cacau de qualidade. As casas que compram matéria prima de qualidade, querem saber onde realmente tem, porque eles confiam muito no resultado desse relatório dos experts.”, comentou Fernando Mendes, pesquisador da Ceplac no Pará e representante do Brasil nas reuniões da ICCO.

Além de Fernando Mendes, os servidores da Ceplac, Manfred Muller, Gisele Gomes da Silva, estiveram à frente de adequar o relatório brasileiro aos requisitos técnicos e expor os argumentos que comprovam as condições do país para produzir e exportar o cacau especial. O grupo da Ceplac foi assessorado por representantes da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Mapa e do Itamaraty.

Expectativas

A expectativa do governo brasileiro é que o reconhecimento possa aumentar o interesse do mercado internacional pelo cacau produzido na Mata Atlântica e na Amazônia.

Leia Também:  Mapa abre consulta pública sobre Análise de Risco de Importação de camarões

“Isso é muito importante para a economia do país, porque além de ser uma possibilidade de oferecer para os produtores uma alternativa de renda a partir da qualidade, você garante para o país um sinalizador de que cuida de um produto tão importante quanto o cacau”, completou Mendes.

Cacau fino

O cacau fino e aromático é identificado por apresentar sabores diferenciados, desde frutados, florais, amadeirado, entre outros. A definição leva em consideração a origem (“terroir”) do cacau, as características genéticas e a qualidade da fermentação das amêndoas.

O comércio mundial de cacau e chocolate fino atende a um mercado de nicho e representa menos de 5% do total comercializado entre os países. Contudo, o produto tem preço elevado no mercado, podendo custar até três vezes mais do que o cacau comum ou a granel, conhecido como “bulk”.

mapa principais produtores cacau fino.png

Mais informações à imprensa:Coordenação-geral de Comunicação Social
Débora Brito
[email protected] 

Fonte: MAPA GOV
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Agro News

Aprosoja parabeniza PJC por desarticulação de quadrilha de roubo de defensivos agrícolas

Publicado

Fortalecimento Institucional

Aprosoja parabeniza PJC por desarticulação de quadrilha de roubo de defensivos agrícolas

Associação solicita identificação de receptadores

13/12/2019

Presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Antonio Galvan, elogia e parabeniza o trabalho do Governo do Estado, que por meio das Polícias Judiciária Civil e Militar, tem desenvolvido importantes ações no combate às ações de criminosos em propriedades rurais.

Conforme Galvan, a operação “Fim da Linha” liderada pela PJC, que desarticulou a principal organização criminosa que atua em roubos de defensivos agrícolas no Estado, trouxe conforto aos produtores rurais.  “Temos que reconhecer o belo trabalho, principalmente de inteligência, das nossas polícias no combate a esse crime organizado. São ações extremamente importante para produção rural mato-grossense, que sofrem com a visita indesejada de quadrilhas com grande número de integrantes, com forte armamento e truculência”, pontuou.

Porém, o presidente da Aprosoja-MT acredita que é preciso localizar e punir os receptadores dos produtos roubados dos produtores rurais. “Se tem roubo é porque tem quem compre esses produtos. Nós acreditamos no trabalho da polícia e nos colocamos à disposição para contribuir na desarticulação da outra vertente dessa quadrilha, que são os receptadores. Produtores de soja e milho acreditam veementemente no trabalho da nossa polícia e queremos contribuir no que for possível”, afirmou Galvan.

Leia Também:  Mapa abre consulta pública sobre Análise de Risco de Importação de camarões

Operação Fim da Linha – A Polícia Judiciária Civil, por meio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), deflagrou na última quinta-feira (12.12), a operação “Fim da Linha”, com 16 ordens judiciais contra a principal organização criminosa especializada em roubos de defensivos agrícolas no Estado.

Os mandados foram cumpridos em 06 municípios de Mato Grosso: Cuiabá, Primavera do Leste, Poxoréu, Sinop, Sorriso e Lucas do Rio Verde. Cerca de seis pessoas alvos de mandados de prisão foram presas.

 

Fonte: Ascom Aprosoja

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA
Continue lendo

Agro News

Aprosoja se reúnem em assembleia geral e aprova orçamento para 2020

Publicado

Fortalecimento Institucional

Aprosoja se reúnem em assembleia geral e aprova orçamento para 2020

Previsão orçamentária foi apresentada e aprovada comissão a comissão

13/12/2019

Em assembleia ordinária realizada na manhã desta sexta-feira (13.12) foi aprovado, por unanimidade, o orçamento para as ações de fortalecimento institucional, sustentabilidade, defesa agrícola, política agrícola e logística e manutenção dos núcleos da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja). A reunião contou com a participação cerca de 100 produtores associados, delegados e diretores.

A previsão orçamentária para o próximo ano foi apresentada e aprovada comissão a comissão. Por unanimidade, os membros da assembleia aprovaram orçamento para Fortalecimento Institucional, que abrange os trabalhos administrativa, de manutenção, projetos especiais como o Agrosolidário e ações de de marketing e comunicação.

Também para a continuidade das ações da Comissão de Sustentabilidade, foram garantidos os valores para a permanência de projetos como Soja Plus, Guardião das Águas, Futuro em Campo, Agrocientista, dentre outros. Bem como para Comissão de Defesa Agrícola, que contempla dos projetos Classificador Lega, Semente Forte, Aproclima, etc.

Leia Também:  Ministério debate princípio da inovação e desafios para ampliar uso de novas tecnologias na agropecuária

Para Política Agrícola e Logística o orçamento contemplará a manutenção de projetos como o Estradeiro e ações junto aos ministérios, governos, Congresso Nacional, Assembleia Legislativa, e ademais.

Ainda na assembleia ordinária, os produtores aprovaram os valores para manutenção dos 24 núcleos da entidade e para realização do tradicional Circuito Aprosoja.

A prestação de contas do orçamento de 2019 será realizada na próxima assembleia ordinária, prevista para abril de 2020.

 

Fonte: Ascom Aprosoja

Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215 Email: [email protected]

Fonte: APROSOJA
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana