conecte-se conosco


Política MT

Botelho diz que DEM deve escolher Fábio Garcia para disputar em Cuiabá e admite divisão por apoio ao Senado

Publicado

Eduardo Botelho, Júlio Campos e Fábio Garcia: partido se reunirá esta semana para definir sobre as eleições [Foto – Ednilson Aguiar/O Livre]

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM), afirmou nesta segunda-feira (10), que o ex-deputado federal Fábio Garcia deverá ser o candidato do partido para a prefeitura de Cuiabá que acontecerá em 15 de novembro.  De acordo com Botelho, o DEM vai se reunir esta semana para definir esse assunto e também a eleição suplementar ao Senado.

“Ainda nessa semana, na quinta ou sexta, o DEM vai se reunir para definir os candidatos. O nome do Fabio é o mais forte e o que tem mais apoio partidário. Deve ser ele mesmo o candidato da sigla”, disse Botelho, que chegou a ser cotado para a disputa pelo Palácio Alencastro.

De acordo com Botelho, nessa reunião o DEM também deverá discutir sobre a situação do DEM para o Senado, já que o deputado estadual Dilceu Dal Bosco e senador Jaime Campos já manifestarem que irão apoiar o ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB), tendo o ex-governador Júlio Campos como primeiro suplente, mesmo com o governador Mauro Mendes apoiando o senador interino Carlos Fávaro (PSD)

“A questão ao Senado vai ser definido também. Existe a ala – liderada pelo Jaime, Julio e pelo deputado Dilmar Dal’Bosco – que tem preferência pelo Leitão. A nossa reunião nesse caso do Senado é para saber se vamos liberar para eles poderem apoiar o Nilson ou se vamos tomar outro rumo. Se apoia Nilson e libera parte. Se não libera ninguém. Enfim, será discutido na reunião”, afirmou.

Várzea Grande

Em relação a candidatura democrata em Várzea Grande, Botelho confirmou que será definido através de pesquisa, sendo que há três nomes colocados e um deles deve ser candidato, sendo eles o emedebista Kalil Baracat, o vice-prefeito José Hazama (DEM) ou o empresário Júlio Pacheco (DEM).

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Estão abertas as inscrições para o 5º Simpósio sobre Dislexia realizado pela ALMT

Publicado


.

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso realiza, nos dias 5 e 6 de outubro, o 5º Simpósio sobre Dislexia. Com o tema “Dislexia em tempo de Ensino Remoto”, o evento reúne especialistas, educadores e pais para discutir experiências e práticas clínicas e pedagógicas sobre o transtorno, caracterizado pela dificuldade de aprendizagem na área da leitura, escrita e soletração. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas na página da ALMT, na qual foi inserido um banner sobre o simpósio. Os participantes credenciados recebem certificação.

A edição deste ano, em virtude da pandeia do coronavírus (Covid-19) e as necessidades de distanciamento social, será totalmente on-line, sendo transmitido pela TV Assembleia (30.1) e pela página do Facebook .

Para o deputado Wilson Santos (PSDB), idealizador do projeto, a principal preocupação é propiciar atendimento pedagógico especializado para gerar melhores resultados acadêmicos. “O objetivo é conscientizar e mostrar que é possível viver e conviver com disléxicos, principalmente nas escolas, mas também dentro dessas novas perspectivas de ensino a distância”, declarou o parlamentar.

A abertura acontece no dia 5, às 18h30, e contara com a participação de autoridades.  As palestras do primeiro dia são com o publicitário Felipe Ponce (Pippo), diagnosticado com dislexia e que mantém um blog que ajuda disléxicos e suas famílias que estão em busca de apoio. O tema da palestra será “Efitos da quarentena na vida de um disléxico”. A segunda apresentação será com o neuropediatra infantil Dr. Clay Brites, que vai falar sobre “Dislexia do Desenvolvimento e seus aspectos neurológicos em tempos de ensino remoto”.

No segundo dia de evento, serão oferecidos minicursos no período das 8h às 9h. A programação retoma no período das 19h às 19h30 com outras duas palestras. A primeira será a respeito de dislexia, com Juliana Amorina, do Instituto ABCD. A segunda está programada com o professor universitário Dr. Rauni Roama Alves, com o tema “Sinais de alertas comportamentais e emocionais da dislexia no cotidiano do ensino remoto”.

Realizado em parceira com a Associação Mato-grossense de Dislexia, o simpósio conta com o apoio da Secretaria de Estado de Educação (Seduc).  A programação completa e o acesso à inscrição estão disponíveis aqui.

Dislexia

A dislexia se origina da dificuldade no desenvolvimento cognitivo e no aprendizado das crianças relacionadas à leitura e à escrita. Consiste na perturbação na aprendizagem da leitura pela dificuldade no reconhecimento da correspondência entre os símbolos gráficos e os fonemas, bem como na transformação de signos escritos em signos verbais.

Abertura do 4º Simpósio sobre Dislexia, realizado em 2019.

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

12° Comando Regional de Pontes e Lacerda desenvolve importantes projetos sociais

Publicado


.

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

Foto: SAMANTHA DOS ANJOS FARIAS

As instalações do 12° Comando Regional e 18° Batalhão da Polícia Militar de Mato Grosso (PMMT) foram apresentadas ao deputado estadual e presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Delegado Claudinei (PSL), nesta última quinta-feira (24), pelo tenente-coronel Christian Procópio que é gerente sistêmico da unidade regional. O militar representou o comandante-geral e coronel Edgar Maurício e apresentou um panorama dos trabalhos da corporação e projetos sociais desenvolvidos.                                                        

Primeiramente, Procópio levou o parlamentar para conhecer a sala de videomonitoramento que conta com 26 câmeras espalhadas pela cidade, adquiridas por meio do Conselho de Segurança Comunitária (Conseg) do município. Em seguida, apresentou cada parte da estrutura física e dos militares presentes na unidade.

O gerente sistêmico organizou uma apresentação com um comparativo criminal entre os anos de 2018 e 2020 que apontou a redução de ocorrências, sendo especificada por grupos criminais de patrimônio (furto e roubo), trânsito (acidente, dirigir alcoolizado, lesão corporal e homicídio culposo), crimes de desordem (ameaça, dano, lesão corporal, injúria, difamação e calúnia) e outros.

Projetos sociais 

O Regional desenvolve importantes projetos sociais que foram suspensos devido ao período da pandemia da Covid-19. Um deles é o “Guarda Mirim” que ocorre em um auditório dentro da instituição que precisa de reforma e troca dos aparelhos de ar condicionado, que são muito antigos, segundo o tenente-coronel. Ele comenta que além de Pontes e Lacerda, essa iniciativa se estende para Nova Lacerda, Vila Bela, Comodoro, Jauru, Conquista d´Oeste e Campos de Júlio, que totalizam 310 jovens atendidos. “É um projeto preventivo, tirar o jovem da ociosidade e das más companhias. Dá uma estrutura moral e disciplina de valores. Para entrar no projeto tem que estar estudando e ter boas notas”, ressalva.

O “Jiu Jitsu Mirim” é outro projeto que ocorre em um barracão dentro da unidade que precisa de reforma e é executado somente em Pontes e Lacerda, com 108 jovens. Em seguida, Christian abordou sobre outra iniciativa, conhecida por Rede de Proteção Familiar que é a Patrulha Maria da Penha, envolvendo a parceira com o Poder Judiciário e Assistência Social de Pontes e Lacerda.

“Acontece em quase todo o estado, a Patrulha Maria da Penha, em que a gente atende o flagrante e dá encaminhamentos. Depois, ao final do processo das medidas protetivas, a gente fiscaliza para ver se está sendo cumprida e conversa com as vítimas e agressores”, pontua.

Para finalizar, o tenente-coronel apresentou o projeto “Trânsito e Vida e Polícia nas Escolas (Civismo)” – que está em fase de desenvolvimento. “Este projeto ia começar, mas veio a pandemia. A gente tem a intenção de dar palestras educativas para os alunos sobre o trânsito para crescerem com consciência e, também, serem multiplicadores para os pais. A intenção é colocar o nome do projeto de Civismo”, esclarece Procópio, que se preocupa com a falta de efetivo para a execução desse projeto para não sobrecarregar o militar.                                                  

Falta de efetivo – Na oportunidade, Christian comentou que todas as instituições ligadas ao Comando Regional necessitam de aumento de efetivo, principalmente devido aos servidores afastados por doença ou outros motivos. “Nós fizemos um documento solicitando efetivo para cá e foi respondido que só quando tivesse outro concurso ou apresentar um estudo de impacto interno para remanejar militar daqui, mas não tem como, devido a situação da região”, salienta o gerente sistêmico.

Ele destaca que há 22 anos, havia mais de 7 mil policiais no estado de Mato Grosso com menos unidades militares e, hoje, há aproximadamente 6,5 mil servidores e o aumento de instituições a serem atendidas. “Não aumentou efetivo, aumentou unidades e serviços. E não há previsão de concurso e nem CFO (Curso de Formação de Oficiais) que não acontece há três anos”, expõe.

Diante das necessidades apontadas no encontro, o deputado Claudinei se comprometeu em levar todas as reivindicações para os integrantes da Comissão de Segurança Pública para que possam avaliar e intervirem para soluções junto ao governo estadual.

Instituição – Anteriormente, o 12° Comando Regional era um Batalhão subordinado à unidade regional do município de Cárceres. Esta instituição se tornou efetivamente um Comando em 2013. Além de Pontes e Lacerda, são atendidos os municípios de Comodoro, Rondolândia, Vila Bela da Santíssima Trindade, Conquista d´Oeste, Nova Lacerda, Figueirópolis d´Oeste, Jauru, Vale de São Domingos e Campos de Júlio.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana