conecte-se conosco


Política MT

Botelho destina emenda e escolas de Itanhangá receberão tablets

Publicado


Foto: MAURICIO BARBANT / ALMT

A rede de ensino municipal de Itanhangá vai receber investimentos na ordem de R$ 270 mil com a compra de tablets para alunos e professores das escolas municipais. O convênio 0986-2021 foi firmado na semana passada, com a Secretaria Estadual de Educação – Seduc, que entrará com R$ 250 mil, por meio de emenda do deputado Eduardo Botelho (DEM), primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, e mais 20 mil da contrapartida da Prefeitura Municipal de Itanhangá.

A emenda de Botelho visa proporcionar tecnologia e melhorar as condições do ensino que avança cada vez mais com o uso de computadores.  

“Vivemos numa nova era, com nova forma de aprendizado através da tecnologia. Ela é importante para os alunos, que vivem nos smartphones e daqui uns dias não vai ter mais quadro nas salas de aulas, vai ser o aprendizado digital. Então, o estado dar condições para os alunos acompanharem isso é muito importante. Essa emenda, não resta dúvidas, vai colocar Itanhangá em nível de primeiro mundo, pois podem ter o tablet para estudar, pesquisar. Isso é a modernidade e nós estamos levando esse investimento para os moradores de Itanhangá, que realmente merecem tecnologia de primeiro mundo”, afirmou Botelho.

Durante a assinatura do convênio, o secretário de Educação, Allan Porto reconheceu o trabalho do deputado em defesa da educação. “Essa emenda de R$ 250 mil do deputado Botelho veio num momento importante para Itanhangá, onde vai beneficiar os profissionais da Educação. É a soma de esforços por mais um benefício que vai chegar para todos os professores, numa parceria do governo do estado, juntamente com o município. Estamos muito felizes em assinar esse convênio, um dos primeiros das emendas parlamentares. Próximo passo é liberar o recurso, que está em conta, e o município fazer a licitação para a compra desses tablets”, explicou o secretário.  

O prefeito Edu Pascoski agradeceu o benefício. “Tivemos que inovar na pandemia, trabalhando com equipamentos eletrônicos, isso vai contribuir para que possamos trabalhar no aprendizado das nossas crianças. A emenda vem num momento muito bom, nossos agradecimentos a todos. Vamos atender 100% nossos profissionais da rede municipal de educação. Também vamos começar a implementar essas ferramentas para os nossos alunos, num processo gradativo, mas necessário para o futuro”, reconheceu o prefeito.  

De acordo com o secretário, há entendimento para que o governo invista na estrutura física, na tecnológica e, principalmente, na parte pedagógica das escolas mato-grossenses. Tanto que já investe em notebooks para professores da rede estadual e, agora, em fase de licitação a compra de chromebooks para estudantes.  

“São muitos avanços, reformas de escolas, climatização, construção de escola nova e ano que vem o foco será recuperar aprendizagem dos nossos estudantes. Vai vir material complementar, educação financeira, inglês, formação continuada dos professores, trabalho de gestão, cada escola terá uma meta de aprendizagem para atingir seus objetivos”, concluiu Alan Porto.

Fonte: ALMT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Risco de Covid-19 e pontos não claros nos editais de concurso para segurança pública devem ser revistos

Publicado

Algumas cláusulas dos editais do Concurso Público Unificado para Segurança Pública deverão ser revistas. O encaminhamento é resultado de uma reunião realizada com representantes do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, da Comissão Unificada do Concurso Público e Governo do Estado.

De acordo com a promotora de Justiça Valnice Silva dos Santos, em razão do recebimento de várias reclamações junto à Ouvidoria do MPMT, foi instaurado na 6ª Promotoria Cível da Capital procedimento para acompanhamento da organização e realização do certame.

Ela explica que na reunião realizada com os responsáveis pelo concurso foram discutidas questões relacionadas às medidas que serão adotadas para prevenção à Covid-19, já que as provas ocorrerão em uma única data, as condições incapacitantes previstas nos editais e a instabilidade do sistema da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) no período de pedido de isenção das inscrições.

Também participaram da reunião, o subprocurador-geral de Justiça Jurídico e Institucional, promotor de Justiça Deosdete da Cruz Júnior; o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho Júnior; o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante dos Santos e o secretário de Estado de Planejamento, Basílio Bezerra Guimarães dos Santos.

Continue lendo

Política MT

Eleições 2022 – TRE cancela 371 mil títulos em MT, mas amplia prazo para regularização até maio

Publicado

Os eleitores que precisam regularizar o título eleitoral, solicitar transferência de endereço ou mesmo aqueles que desejam tirar a primeira via do documento, precisam se atentar ao prazo final. Esses procedimentos e qualquer outra alteração no cadastro eleitoral precisam ser feitos até o dia 04 de maio de 2022. A data, que corresponde a 151 dias antes do pleito deste ano, é estipulada para que a Justiça Eleitoral consiga organizar o pleito.

Qualquer uma destas solicitações pode ser feita pelo sistema TítuloNet. Basta preencher o requerimento online e aguardar o retorno da Justiça Eleitoral. O atendimento virtual é orientado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), no intuito de evitar aglomerações nos Cartórios Eleitorais, como medida de prevenção à Covid-19.

Clique aqui e confira o passo a passo do atendimento virtual. Os interessados também podem tirar dúvidas entrando em contato com os Cartórios Eleitorais, por telefone, e-mail ou WhatsApp, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. Há ainda o Disque Eleitor (0800 647-8191), cujo atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, entre 7h30 e 18h.

Títulos cancelados

Atualmente, cerca de 2,2 milhões de mato-grossenses estão em situação regular e poderão votar nas Eleições de 2022. Em contrapartida, 371.676 eleitores estão com os títulos cancelados por motivos que podem ser regularizados até a data final de 04 de maio. Deste total, 101.503 cancelamentos são decorrentes de ausência às urnas nos três últimos pleitos, e 270.173 por não comparecimento à revisão do eleitorado (isto é, não fizeram a biometria).

É importante ressaltar que a coleta biométrica continua suspensa pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em função da pandemia de Covid-19, mas isso não impede a regularização da situação. Portanto, é fundamental que as pessoas procurem o atendimento virtual o quanto antes para poderem participar do processo eleitoral.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana