conecte-se conosco


Nacional

Bolsonaro parabeniza ação policial que deixou 22 mortos no Rio

Publicado

source
Material apreendido durante operação na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro
Reprodução – 24.05.2022

Material apreendido durante operação na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro

O presidente Jair Bolsonaro exaltou nas redes sociais na noite desta terça-feira a operação conjunta do Batalhão de Operações Policiais (Bope), da Polícia Militar, e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Vila Cruzeiro , Complexo da Penha, Zona Norte do Rio, que resultou em 22 mortes, entre elas uma moradora.

Na publicação, Bolsonaro deu “parabéns aos guerreiros do BOPE e da Polícia Militar do Rio de Janeiro”, dizendo que eles “neutralizaram pelo menos 20 marginais ligados ao narcotráfico em confronto, após serem atacados a tiros durante operação contra líderes de facção criminosa”.

“A operação vinha sendo planejada há meses e os agentes de segurança monitoravam os passos de chefões do tráfico com objetivo de prendê-los fora da comunidade, o que não foi possível devido ao ataque da facção, fazendo-se necessário o uso da força para conter as ações”, escreveu Bolsonaro.

O presidente afirmou que parte dos alvos da operação foi responsável pelo assassinato de 13 agentes de segurança pública somente em 2022 .

‘”Especialistas” omitem essas informações com o intuito de demonizar aqueles que arriscam suas vidas por nós’, criticou Bolsonaro, listando os números da operação. “A ação integrada resultou ainda na apreensão de grande quantidade de drogas; 13 fuzis, 4 pistolas e 12 granadas; além de recuperar 30 veículos roubados.”

Por fim, Bolsonaro disse lamentar pela morte da moradora e fez crítica à cobertura da imprensa.

“Lamentamos pela vítima inocente, bem como pela inversão de valores de parte da mídia, que isenta o bandido de qualquer responsabilidade, seja pela escravidão da droga, seja por aterrorizar famílias, seja por seus crimes cruéis.”

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) instaurou um procedimento investigatório criminal para apurar as circunstâncias das mortes ocorridas durante a operação. O Ministério Público Federal (MPF) também investigará a participação dos agentes da PRF na ação.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nacional

SP: Secretaria de Saúde Municipal faz ação para doação de agasalhos

Publicado

Agasalhos e cobertores arrecadados em ação que contou com apoio da Polícia Civil de SP
Governo de SP

Agasalhos e cobertores arrecadados em ação que contou com apoio da Polícia Civil de SP

Com o objetivo de reduzir os riscos e impactos da estação mais fria do ano, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) realiza uma campanha para receber roupas, calçados e cobertores para doação em todas as suas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBSs Integradas.

Para colaborar, basta o cidadão levar os itens a serem doados aos pontos de coleta. As peças arrecadadas serão encaminhadas às comunidades do entorno das unidades, como igrejas, centros comunitários e associações de bairro, além dos Centros de Atenção Psicossociais (Caps), Unidades de Referência à Saúde do Idoso (Ursis) e do programa Consultório na Rua (CnR).

A iniciativa contempla e intensifica as ações da Operação Baixas Temperaturas (OBT), plano de contingência intersecretarial que garante a proteção de milhares de pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade na capital paulista.

De acordo com a secretária-executiva de Atenção Básica, Especialidades e Vigilância em Saúde da SMS, Sandra Sabino Fonseca, a iniciativa faz parte do cuidado integral da SMS para com com a população. “Portas de entrada no SUS na capital, as UBSs estão em todas as regiões da cidade e podem ser pontos estratégicos de arrecadações de agasalhos para distribuirmos às pessoas mais carentes. Pedimos que quem tiver roupas, cobertores e calçados em boas condições e puder doar, leve à UBS mais próxima. Precisamos somar esforços para acolher e aquecer quem mais precisa”, afirma.

Os endereços dos pontos de doação podem ser encontrados nos links:

UBSs

https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/2022_06_24_Lista_UBS_Vacinacao_COVID19.pdf

AMAs/UBSs Integradas

https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/2022_06_24

Agasalhos para pets

A SMS, por meio da Coordenadoria de Saúde e Proteção ao Animal Doméstico (Cosap), também promove uma campanha de arrecadação de agasalhos para cães e gatos da população de rua.

As doações podem ser levadas à Cosap, das 6h às 22h, na portaria 1, localizada na rua Santa Eulália, 86, e na portaria 2, que fica na avenida Santos Dumont, altura do número 637.

“É uma ação conjunta que visa atender à população que tanto precisa e seus grandes companheiros. O frio castiga também os animais. Daí a importância dessa campanha”, afirma Analy Xavier, coordenadora da Cosap.

A distribuição dos agasalhos dos pets é feita durante a OBT. Além disso, a Cosap faz aplicação de vacina e vermífugo nos animais, atendimentos clínicos, e em casos mais graves há encaminhamento para um dos hospitais veterinários públicos.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Continue lendo

Nacional

SP: número de adolescentes grávidas cai 52% nos últimos cinco anos

Publicado

Número de adolescentes grávidas cai 52% nos últimos cinco anos em São Paulo
freestocks / Unsplash

Número de adolescentes grávidas cai 52% nos últimos cinco anos em São Paulo

De acordo com levantamento realizado pela Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo (SMS) , o número de meninas grávidas entre 10 e 14 anos de idade na cidade caiu 52% entre 2016 e 2021. No mesmo período, também houve queda de 42% na gestação entre adolescentes de 15 a 19 anos.

Em 2016, 691 meninas com menos de 15 anos ficaram grávidas. Esse número chegou a 335 no ano passado, na mesma faixa etária. Entre as adolescentes de 15 e 19 anos, a redução foi de 19.684 para 11.287 gestantes, na comparação dos últimos cinco anos.

Algumas ações voltadas à população contribuíram para essa redução, como a disponibilização de contraceptivos tradicionais nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e a compra de 12.400 implantes subdérmicos, principalmente para as adolescentes. Além da implantação de dispositivo intrauterino (DIU) de cobre ou hormonal (Mirena) e ações de educação em saúde voltadas para saúde sexual e reprodutiva no Programa Saúde na Escola.

As iniciativas também incluem o treinamento do quadro de profissionais de saúde. Ao todo, 300 médicos da Estratégia Saúde da Família (ESF), de 179 UBSs, foram preparados com a capacitação para inserção do implante subdérmico, assim como profissionais do Consultório na Rua. Cabe destacar ainda o protocolo integrado da primeira infância voltado para a gravidez na adolescência.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana