conecte-se conosco


Política Nacional

Bolsonaro nega que Moro escolherá próximo procurador da República

Publicado

bolsonaro e sergio moro
José Cruz/Agência Brasil

“Esse cargo, PGR, é um dos mais importantes. Sugestões serão levadas em consideração”, escreveu Bolsonaro no Twitter

Em mensagem no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse hoje (28) que é falsa uma nota publicada pela revista  Veja  às 11h deste domingo, segundo a qual ele teria prometido ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, a prerrogativa de nomear o próximo titular da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Leia também: Bolsonaro recebe Rodrigo Maia no Alvorada: “Conversa excelente”

De acordo com a revista, a promessa foi feita por Bolsonaro antes de Moro ser anunciado como ministro, no ano passado. Por esse motivo, a lista tríplice com nomes indicados para o cargo, feita por meio de eleição organizada pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), seria “peça de ficção”.

O mandato da atual procuradora, Raquel Dodge, se encerra no próximo dia 18 de setembro, dois anos depois de ela ter assumido o posto. Pela Constituição, cabe ao presidente da República escolher o ocupante do cargo entre os membros de carreira do Ministério Público da União (MPU). O nome precisa ser aprovado por maioria absoluta no Senado.

Desde 2001, entretanto, a ANPR envia à Presidência uma lista com os três nomes mais votados pelos membros do MPU para ocupar a Procuradoria-Geral da República . A partir de 2003, a tradição tem sido a de nomear um dos três integrantes da lista.

Leia também: Moro faz apelo para manter Coaf em sua pasta e diz que Guedes “não quer” órgão

A ANPR já iniciou os preparativos para a realização da eleição neste ano, embora o calendário para o pleito ainda não tenha sido divulgado. Os candidatos também não foram definidos até o momento, mas já se registra movimentação nos bastidores. Raquel Dodge ainda não anunciou se irá pleitear a recondução ao cargo.

Fonte: IG Política
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

Instalada comissão mista do Congresso que analisará reforma tributária

Publicado

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), instalou na quarta-feira (19) a Comissão Mista Temporária da Reforma Tributária. Composta por 25 senadores e 25 deputados, o colegiado terá 45 dias para apresentar uma proposta consensual dos dois projetos em discussão na Câmara e no Senado. O presidente da comissão, senador Roberto Rocha (PSDB-MA), afirmou que um dos objetivos é simplificar o sistema tributário. As informações são da repórter da Rádio Senado Hérica Christian.

Fonte: Agência Senado
Continue lendo

Política Nacional

Senadores condenam violência sofrida por Cid Gomes no Ceará

Publicado

Senadores se manifestaram nas redes sociais para condenar a violência sofrida pelo senador licenciado Cid Gomes (PDT-CE) na tarde de quarta-feira (19) em Sobral (CE). Cid foi atingido por um tiro de arma de fogo durante um protesto de policiais militares por reajuste salarial. O senador deixou a UTI nesta quinta-feira (20) e segue internado na enfermaria do Hospital do Coração de Sobral (CE). Segundo o boletim médico, divulgado às 8h40, Cid Gomes evoluiu “sem intercorrência nas últimas horas, mantendo-se hemodinamicamente estável e com padrão respiratório normal”.

O senador Major Olímpio (PSL-SP) sugeriu ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que formasse uma comissão de senadores para mediar as manifestações e conflitos envolvendo os policiais militares no Ceará.

— O momento é de serenidade, de mediação, negociação. Eu me coloquei à disposição do presidente do Senado e fica aí a decisão dele de enviar essa comissão o mais urgente possível. Isso pode acabar em grande tragédia nacional —, afirmou o senador em vídeo divulgado no Twitter.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), disse estar acompanhando com preocupação o estado de saúde do senador Cid Gomes.

— Presto minha solidariedade e manifesto o desejo de rápida recuperação. Que o poder público possa garantir a segurança do senador e de toda a população do Ceará.

O líder da Minoria, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que o que acontece em Sobral é grave.

— É inaceitável em qualquer hipótese atuações que empreguem o terror à população. Estamos aguardando mais informações e torcendo pela saúde de Cid.

Já o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) disse que os problemas do Brasil não serão resolvidos pela força, seja usando um trator ou uma pistola.

— Precisamos resgatar nossa capacidade básica de dialogar e buscar soluções concretas. Desejo saúde plena para o senador Cid Gomes e paz para o povo do Ceará.

O senador Humberto Costa (PT-PE) considerou inaceitável a agressão sofrida pelo senador Cid Gomes.

— É um ato que merece o nosso total repúdio para que não volte a se repetir. Ao tempo em que desejo a ele uma pronta recuperação, torço para que as autoridades responsáveis conduzam uma rigorosa apuração dos fatos e a pronta identificação dos responsáveis.

Para a senadora Katia Abreu (PDT-TO), Cid Gomes se arriscou ao extremo.

— O que estamos vendo não é polícia e sim milícias causando terror na população. Quem anda encapuzado não tem nada a perder.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana