conecte-se conosco


Política MT

EXCLUSIVO! Bolsonaro lidera com 34,5% e abre 11 pontos sobre Lula; Moro surpreende em Cuiabá e aparece com 12,5%

Publicado

Presidente, Jair Bolsonaro (PL), durante visita a Cuiabá, em agosto deste ano: o chefe do Alvorada lidera pesquisa com folga na Capital do agronegócio

Da Editoria

Se as eleições gerias fossem hoje, o presidente Jair Bolsonaro (PL), teria vitória folgada, em Cuiabá, cidade considerada extremamente conservadora e apaixonada por políticos da extrema-direita brasileira.

De acordo com a PercentBrasil, na Capital do agronegócio, Bolsonaro é o líder com 34,5% das intenções de votos. O ex-presidente Lula (PT) aparece em segundo lugar ao atingir 23,7%.

Cenário 1

No pelotão de elite, o ex-juiz Sérgio Moro (Podemos) é a grande surpresa. Ele anunciou sua pré-candidatura no mês passado, e mesmo sem nunca ter pisado os pés em Cuiabá para debater o processo eleitoral, o homem que já vestiu a toga preta do judiciário abocanhou 12,5% das intenções de votos.

O ex-ministro da Fazenda, Ciro Gomes (PDT), desidratou com a entrada de Moro no páreo. Na pesquisa da Percent, ele tem 6%, seguido por Eduardo Leite (PSDB) com 3,5%. O tucano foi derrotado nas prévias do partido pelo governador de São Paulo, João Doria.

Cenário 2

Segundo turno

Em um cenário com provável confronto entre Bolsonaro e Lula, o atual presidente novamente leva vantagem. Ele atingiu exatos 37%, contra 27,5% creditados a Lula. Nulos e brancos somaram 17%, indecisos 12,2% e não responderam 6,3%.

Espontânea

Quando a PercentBrasil não apresentou nomes aos entrevistados, Bolsonaro impôs frente elástica aos seus adversários. Na modalidade espontânea, ele lidera com 29%, seguido pelo ex-presidente Lula que obteve 13,3%.

Espontânea

O ex-juiz é o terceiro com 4,8% das intenções de votos, acompanhado por Ciro Gomes que registrou 2,8%. Outros sete nomes apareceram com menos de 1%. De forma impressionante, a maioria esmagadora dos cuiabanos, 35,3%, disseram que vão votar em branco ou nulo, em 2022. Indecisos somaram 1,3%.

Rejeição

Na avaliação geral, o atual presidente e o ex-chefe do Alvorada seguem polarizados no quesito rejeição. Bolsonaro teve a recusa de 37,5% e Lula 36,7%. Ciro tem rejeição baixíssima de 1,5% e os demais estão com menos de 1%.

Rejeição

Metodologia

A PercenteBrasil fez a coleta de dados presencial entre os dias 1 e 3 de dezembro. Ao todo, foram aplicadas 600 entrevistas nas cinco maiores regiões da Capital. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro é de 4% para mais ou para menos.

Sócio-proprietário da PercentBrasil, Ronye Steffan: “pelos números de Cuiabá, a sucessão presidencial tende a sair da polarização até meados do próximo ano”

“A terceira via, representada pelo ex-juiz Sérgio Moro, deve crescer muito nos próximos meses. Apesar da polarização, Bolsonaro e Lula estão com rejeição altíssima. Se o Moro acertar o discurso, ele pode disputar o segundo turno com Bolsonaro ou Lula”, projetou Ronye Steffan, sócio-proprietário da PercentBrasil.

 

 

publicidade
1 comentário

1 comentário

  1. Wilson Marques disse:

    Vai apresentar pesquisa falsa na caixa prego! pensa que o povo de otário!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Risco de Covid-19 e pontos não claros nos editais de concurso para segurança pública devem ser revistos

Publicado

Algumas cláusulas dos editais do Concurso Público Unificado para Segurança Pública deverão ser revistas. O encaminhamento é resultado de uma reunião realizada com representantes do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, da Comissão Unificada do Concurso Público e Governo do Estado.

De acordo com a promotora de Justiça Valnice Silva dos Santos, em razão do recebimento de várias reclamações junto à Ouvidoria do MPMT, foi instaurado na 6ª Promotoria Cível da Capital procedimento para acompanhamento da organização e realização do certame.

Ela explica que na reunião realizada com os responsáveis pelo concurso foram discutidas questões relacionadas às medidas que serão adotadas para prevenção à Covid-19, já que as provas ocorrerão em uma única data, as condições incapacitantes previstas nos editais e a instabilidade do sistema da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) no período de pedido de isenção das inscrições.

Também participaram da reunião, o subprocurador-geral de Justiça Jurídico e Institucional, promotor de Justiça Deosdete da Cruz Júnior; o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho Júnior; o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante dos Santos e o secretário de Estado de Planejamento, Basílio Bezerra Guimarães dos Santos.

Continue lendo

Política MT

Eleições 2022 – TRE cancela 371 mil títulos em MT, mas amplia prazo para regularização até maio

Publicado

Os eleitores que precisam regularizar o título eleitoral, solicitar transferência de endereço ou mesmo aqueles que desejam tirar a primeira via do documento, precisam se atentar ao prazo final. Esses procedimentos e qualquer outra alteração no cadastro eleitoral precisam ser feitos até o dia 04 de maio de 2022. A data, que corresponde a 151 dias antes do pleito deste ano, é estipulada para que a Justiça Eleitoral consiga organizar o pleito.

Qualquer uma destas solicitações pode ser feita pelo sistema TítuloNet. Basta preencher o requerimento online e aguardar o retorno da Justiça Eleitoral. O atendimento virtual é orientado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), no intuito de evitar aglomerações nos Cartórios Eleitorais, como medida de prevenção à Covid-19.

Clique aqui e confira o passo a passo do atendimento virtual. Os interessados também podem tirar dúvidas entrando em contato com os Cartórios Eleitorais, por telefone, e-mail ou WhatsApp, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30. Há ainda o Disque Eleitor (0800 647-8191), cujo atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, entre 7h30 e 18h.

Títulos cancelados

Atualmente, cerca de 2,2 milhões de mato-grossenses estão em situação regular e poderão votar nas Eleições de 2022. Em contrapartida, 371.676 eleitores estão com os títulos cancelados por motivos que podem ser regularizados até a data final de 04 de maio. Deste total, 101.503 cancelamentos são decorrentes de ausência às urnas nos três últimos pleitos, e 270.173 por não comparecimento à revisão do eleitorado (isto é, não fizeram a biometria).

É importante ressaltar que a coleta biométrica continua suspensa pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em função da pandemia de Covid-19, mas isso não impede a regularização da situação. Portanto, é fundamental que as pessoas procurem o atendimento virtual o quanto antes para poderem participar do processo eleitoral.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana