conecte-se conosco


Política Nacional

Bolsonaro elogia Weintraub, mas diz que “falta dar uma calibrada” no discurso

Publicado

source
Weintraub arrow-options
Reprodução/Twitter

Vídeo para desmentir “fake news” feito por ministro foi lembrado por Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro elogiou o desempenho do ministro da Educação, Abraham Weintraub, repreendendo apenas sua atuação nas redes sociais. No último fim de semana, Bolsonaro já havia elogiado Weintraub e dito que não estava prevista nenhuma troca no ministério. Neste sábado (21), o presidente citou uma das postagens mais famosas do ministro: um vídeo publicado no Twitter em que roda um guarda-chuva e diz que está “chovendo fake news”.

Leia também: Em busca de aproximação com Bolsonaro, Crivella presta solidariedade a Flávio

“Melhorou demais (o ministério da Educação com Weitraub). Falta dar uma calibrada. Ainda está dando uma de Jair Bolsonaro quando deputado em alguns momentos. Já falei para ele dar uma segurada aí. Faz o que tem que fazer, não faz o que eu fiz no passado. (Estou falando da) maneira de ele falar, de dançar na chuva com o guarda-chuva”, disse Bolsonaro .

Em novembro, um relatório produzido pela comissão externa da Câmara que acompanha o trabalho do Ministério da Educação (MEC) classificou a gestão da pasta como “insuficiente” e emitiu 52 recomendações ao órgão.

O texto fez um panorama das ações do governo de Jair Bolsonaro na Educação e concluiu que a gestão do órgão está “muito aquém do esperado”. De acordo com o relatório do grupo,  em comparação às gestões de Michel Temer e Dilma Rousseff, o MEC de Bolsonaro possui o menor número de pessoas em cargos de confiança com atuação prévia na área da educação.

Leia também: Militares mentiram? Contradições sobre fuzilamento de músico são reveladas

Neste sábado, Bolsonaro elogiou a parte técnica do MEC e citou o exemplo da edição do Exame Nacional do Ensino Médio ( Enem ) deste ano, que, para ele, foi um sucesso. As notas do Enem são usadas para o ingresso em várias universidades e também para obter bolsas em instituições privadas por meio do Prouni .

Fonte: IG Política
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

Glenn Greenwald deverá pagar indenização a Joice Hasselmann, decide juiz

Publicado

source

A Justiça do Distrito Federal, representada pelo juiz Flavio Augusto Martins Leite, decidiu na última quarta-feira (19/02) que o jornalista Glenn Greenwald deve pagar R$ 3 mil reais de indenização à deputada Joice Hasselmann (PSL – SP), por danos morais.

Leia mais:Bolsonaro comenta foto de Olavo de Carvalho em hospital e preocupa fãs

Glenn Greenwald arrow-options
Agência Pública

Glenn Greenwald

A justificativa para isso foi uma postagem feita pelo jornalista do portal The Intercept Brasil no Twitter em agosto do ano passado, na qual fala sobre um processo em que Joice foi denunciada por plágio, no Sindicado dos Jornalistas Profissionais do Paraná.

O comentário de Glenn dizia: “Somente no PSL uma pessoa expulsa da profissão de jornalista por plágio reincidente poderia ser a porta-voz da ética no jornalismo”.

Leia mais: Em meio a motim de militares no Ceará, Moro vai visitar o estado

O juiz do Tribunal de Justiça do DF declarou que o jornalista “excedeu os limites” da livre expressão do pensamento, acrescentando que a publicação não era verídica, já que as penas aplicadas à Joice foram de advertência e suspensão.

De acordo com ele, “Joice nunca foi filiada ao Sindicato, não acarretando sobre ela qualquer prejuízo ao regular exercício da profissão de jornalista”.

Leia mais: Bolsonaro chega ao litoral de São Paulo para passar o Carnaval

Foi ordenado também que sejam pagos mais R$300 de honorários advocatícios e que a mensagem de Glenn seja apagada, mas isso já tinha sido feito por conta de uma decisão anterior. O pedido de indenização inicial de Joice era por 50 mil reais.



Fonte: IG Política
Continue lendo

Política Nacional

Prefeito de Luziânia é afastado do cargo após denúncias de assédio sexual

Publicado

source

O Tribunal de justiça de Goiás (TJGO) decidiu afastar Cristóvão Tormin, do PSD, do cargo de prefeito da cidade de Luziânia, município que fica á cerca de 200km de Goiânia, capital do estado.

Leia também: Bolsonaro comenta foto de Olavo de Carvalho em hospital e preocupa fãs

Prefeito de Luziânia discursando em um evento. arrow-options
Reprodução/Prefeitura de Luziânia

O TJGO afastou o prefeito por 120 dias, a vice-prefeita Edna Aparecida Alves de Silveira assume o cargo interinamente.



Após denúncias de importunação sexual, o TJGO afastou o prefeito por 120 dias, com o intuito de proteger as vítimas e evitar intimidações ou interferências durante a investigação dos crimes a ele atribuídos. Mais de uma denúncia de importunação sexual foi feita contra Tormin, com uma das vítimas relatando três situações de assédio, a mais antiga delas teria acontecido em 2016.

Leia também: PGR não vê motivos suficientes para impeachment de Weintraub

Prefeito de Luziânia ao centro, com mais dois apoiadores ao seu lado. arrow-options
Reprodução/Prefeitura de Luziânia

O TJGO afastou o prefeito por 120 dias, a vice-prefeita Edna Aparecida Alves de Silveira assume o cargo interinamente.

A vice-prefeita Edna Aparecida Alves de Silveira (PROS) assume a condução da cidade temporariamente. Além das denúncias de importunação sexual, Cristóvão Tormin também enfrenta denúncias feitas pelo Ministério Público de Goiás (MPGO), que o acusa de improbidade administrativa pela suposta contratação de um funcionário fantasma.

Leia também: Quatro ex-deputados federais acertam bolão e dividem a quina da Mega-Sena

Caso condenado pelo crime de importunação sexual, Cristóvão Tormin ser submetido a pena que varia de 1 a 5 anos de reclusão.

Fonte: IG Política
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana