conecte-se conosco


Nacional

Bolsonaro diz que não ofendeu primeira-dama Brigitte Macron

Publicado

source
Bolsonaro zombou de Brigitte Macron arrow-options
Alan Santos/PR – 22.8.19

Bolsonaro concordou com comentário de internauta que zombava de Brigitte Macron

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça-feira (27) que não ofendeu a primeira-dama da França, Brigitte Macron , ao endossar um comentário em sua página no Facebook que zombava dela. Bolsonaro diz que falou para um seguidor seu não “falar besteira” e destacou que não se mete na “questão pessoal”.

comentário ocorreu em meio a uma discussão pública com o presidente francês, Emmanuel Macron , que classificou o gesto de Bolsonaro como “triste” e sugeriu que o brasileiro não está à altura do cargo que ocupa. No sábado, um seguidor postou foto dos casais Macron e Bolsonaro em uma publicação do presidente brasileiro no Facebook, com a legenda: “Agora entende por que Macron persegue Bolsonaro?” O perfil do presidente respondeu: “Não humilha cara. Kkkkkkk”. 

“Eu não botei aquela foto. Alguém que botou a foto lá e eu falei para ele não falar besteira. Não quero levar para esse lado. Questão pessoal, familiar, eu não me meto. Respeito o cara para não entrar nessa área”, disse Bolsonaro , na saída do Palácio da Alvorada.

Leia Também:  ‘Vi a dor deles’, diz policial que assistiu tentativa de salvamento de bombeiros

Após ser questionado sobre o teor do seu comentário, o presidente disse que encerraria a entrevista caso as perguntas sobre o caso persistissem: “Se é para continuar pergunta nesse padrão, vai acabar a entrevista. Vai acabar a entrevista”.

Com novos questionamentos, Bolsonaro chegou a dizer que seu comentário pedia para o seu seguidor “não insistir nesse tipo de postagem”, mas logo em seguida deixou o local. “O meu comentário é para não insistir nesse tipo de postagem. Centenas…Tchau para vocês. Realmente, o jornalismo…Vocês não merecem a consideração”.

Ajuda do G7

Na mesma entrevista, Bolsonaro afirmou que só aceitará discutir o recebimento da  oferta de US$ 20 milhões dos países do G7 para ajudar no combate às queimadas na Amazônia se o presidente da França, Emmanuel Macron, voltar atrás em sua afirmação de que Bolsonaro mentiu para ele e desistir de discutir a internacionalização da Amazônia.

“Primeiramente, o senhor Macron tem que  retirar os insultos que faz à minha pessoa. Ele me chamou de mentiroso. Depois, pelas informações que eu tive, a nossa soberania está em aberto na Amazônia. Para conversar ou aceitar qualquer coisa com a França, que seja com as melhores intenções possíveis, ele vai ter que retirar essas palavras”, disse Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada, acrescentando depois: “Primeiro retira, depois oferece, daí eu respondo”. 

Leia Também:  Empresário usa helicóptero para recuperar caminhões roubados e é alvo de tiros

Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Falso padre que deu golpe em família quer ser sacerdote e alega distúrbio mental

Publicado

source
Selfie de Luiz França de Lima com roupa de padre arrow-options
Reprodução

Luiz França de Lima enganou família durante um ano e meio

Luiz França de Lima, de 25 anos, que se passou por padre e morou durante um ano e meio na casa de uma família em Seropédica, na Baixada Fluminense, afirmou em depoimento à Polícia Civil nessa terça-feira (3) que sempre teve o sonho de ser sacerdote. Ele também alegou ter distúrbio mental e traumas de infância, como a morte violenta de seu pai. Lima é acusado pelas vítimas de ter aplicado um golpe de mais de R$ 100 mil na família , que pretendia anular o casamento da filha. Ele é investigado pela 48ª DP (Seropédica).

Muito religiosos, pai, mãe e filha queriam anular o matrimônio da jovem porque ela descobriu que o marido é homossexual. Com isso, o casamento acabou e o rapaz está em um relacionamento com outro homem. Para custear as despesas que Lima alegou ter com o processo de anulação, a família fez empréstimos de mais de R$ 100 mil. O falso padre solicitou dinheiro para tradução, advogados, hospedagens e passagens aéreas, alegando necessitar da verba para resolver o problema.

Leia Também:  ‘Vi a dor deles’, diz policial que assistiu tentativa de salvamento de bombeiros

Em depoimento, a jovem relatou à polícia que cedeu um quarto de sua residência porque Luiz relatou que havia passado em um concurso para dar aulas na Universidade Rural do Rio, também em Seropédica, e no período de um ano e meio conseguiria uma residência funcional para morar.

Leia também: Padre será investigado após denúncia de ‘LGBTfobia’ durante missa

No período em que Lima morou na casa da família, a jovem relatou que por ser muito católica, em alguns momentos percebeu que o rapaz “deixava a desejar” em vários ritos religiosos e cometia “diversos equívocos inaceitáveis para alguém com bastante experiência”. Para manter a farsa, o falso padre celebrava missas diariamente na casa da família.

Por causa do tempo que demorou o processo de anulação do casamento, a família passou a desconfiar de Lima. A jovem resolveu fazer contato com a Universidade Rural e descobriu que Lima não era professor da instituição. Além disso, teve informação de que ele não havia feito Doutorado em Filosofia na Pontifícia Universidade Católica do Rio, como havia alegado.

Leia Também:  Relembre o lançamento do Saturno V, foguete que levou a Apollo 11 à lua

Em seu depoimento à polícia, Lima admitiu que cursou apenas até a 5ª série do Ensino Médio e afirma ter recebido R$ 50 mil para anular o casamento de uma das vítimas, mas “não fez nada”. Ele afirmou que gastou o dinheiro com as viagens que fez e também comprando terrenos na cidade de Santa Cruz, Pernambuco.

Leia também: Arcebispo chama direita de “violenta e suja” em sermão de Aparecida

As vítimas acusam Luiz de ter furtado ainda um celular na casa e acreditam que ele tenha instalado câmeras na residência. O rapaz, apesar de se apresentar como padre, admitiu à polícia que tem um relacionamento homossexual.

Após prestar depoimento nessa terça-feira, Luiz Lima foi liberado. Ele será indiciado pela Polícia Civil pelos crimes de estelionato, furto qualificado e falsidade ideológica.

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Nacional

Capivara invade igreja e assusta fiéis no Mato Grosso do Sul

Publicado

source
Capivara arrow-options
Reprodução

Assustado, animal se escondeu no banheiro do local.

Os frequentadores de uma igreja evangélica de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, foram surpreendidos por uma capivara que invadiu o local na manhã da última terça-feira (3). Moradores da região acreditam que a igreja tenha sido alvo de um furto antes da invasão do animal.

Leia também: Ciclista atropelado por ônibus no Rio tem morte cerebral confirmada

Após invadir o local, a capivara, assustada, se escondeu no banheiro da igreja. Os fiéis acreditam que a capivara teria vindo da mata de um condomínio que fica perto do local em que o episódio aconteceu. Para evitar um possível ataque, o animal foi trancado no banheiro.

A Polícia Militar Ambiental (PMA) foi acionada pelos moradores do local. Entreanto, como a viatura mais próxima estava a quase 80 km da capital sul-mato-grossense, as autoridades recomendaram que os fiéis deixassem o caminho até a mata livre para que o animal deixasse o local sozinho.

Fonte: IG Nacional
Leia Também:  Empresário usa helicóptero para recuperar caminhões roubados e é alvo de tiros
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana