conecte-se conosco


Política Nacional

Bolsonaro diz que governo honra militares e respeita o povo

Publicado

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participou hoje (7) da cerimônia de formatura de guardas-marinhas na Escola Naval, no Rio de Janeiro. Durante o discurso, ele exaltou os militares e disse que o Brasil está mudando para melhor.

“Hoje temos um governo que valoriza a família, honra os militares, respeita o povo e adora a Deus”, disse o presidente.

Hoje se formaram 205 novos oficiais da Marinha brasileira, que servirão nos Corpos da Armada, Fuzileiros Navais e Intendência. Dez são mulheres.

 

Edição: José Romildo

Fonte: EBC Política
Leia Também:  Ação contra dano causado por desastre poderá ter tramitação prioritária na Justiça
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

Bruno Covas inicia sétima sessão de quimioterapia

Publicado

source

Agência Brasil

Bruno Covas, prefeito de São Paulo arrow-options
Aloisio Mauricio/Fotoarena/Agência O Globo

Bruno Covas, prefeito de São Paulo, descobriu câncer em outubro do ano passado

O prefeito de São Paulo , Bruno Covas , nesta quinta-feira (23), no Hospital Sírio-Libanês, a sétima sessão de quimioterapia contra um câncer na região do estômago e do esôfago. O procedimento, com duração de 30 horas, deverá terminar nesta sexta-feira (24).

De acordo com boletim médico divulgado, exames realizados antes da sessão mostraram que o prefeito estava “apto” para começar mais um ciclo do tratamento. Covas foi liberado pelos médicos para trabalhar durante o período em que estiver internado.

Leia também: Covas aprova lei que proíbe estabelecimentos de fornecer utensílios plásticos

“O prefeito Bruno Covas fez exames que mostraram que ele estava apto para iniciar a sétima sessão de quimioterapia, que começou hoje pela manhã. Este sétimo ciclo terá a duração de 30 horas, assim como os anteriores. A previsão de alta dependerá da avaliação da equipe médica após o tratamento e ele está liberado para exercer suas funções durante a internação”, diz o texto do boletim.

Leia Também:  Bolsonaro elogia Weintraub, mas diz que “falta dar uma calibrada” no discurso

No dia 23 de outubro do ano passado, Bruno Covas, de 39 anos, foi internado para tratamento de uma erisipela. Dois dias depois, os médicos diagnosticaram uma trombose venosa das veias fibulares e exames subsequentes apontaram tromboembolismo pulmonar e câncer.

Leia também: Bruno Covas diz que será candidato à reeleição para a prefeitura de São Paulo

Covas foi diagnosticado com adenocarcinoma, um tipo de câncer na região de transição do esôfago para o estômago, além de uma metástase no fígado e uma lesão em linfonodos.

Fonte: IG Política
Continue lendo

Política Nacional

Por divergências com Aras, coordenador da Lava Jato na PGR pede demissão

Publicado

source
José Adonis Callou de Araújo Sá arrow-options
Gil Ferreira/Agência CNJ

José Adonis Callou de Araújo Sá

O coordenador do grupo da Lava Jato na Procuradoria-Geral da República ( PGR ), subprocurador José Adônis Callou de Araújo Sá , pediu demissão do cargo nesta quinta-feira (23). Indicado para o posto pelo atual PGR, Augusto Aras , ele estava na posição desde outubro do ano passado e faz o pedido por divergências e insatisfação com a gestão de Aras.

O procurador havia prometido total autonomia para Adônis tocar os casos da Lava Jato, o que incluiria atuar diretamente no Supremo Tribunal Federal (STF) neste casos, sem necessidade de uma assinatura de Aras nas peças e documentos das investigações. De acordo com fontes da PGR, no entanto, esta autonomia não se concretizou e Aras estava interferindo nos trabalhos do grupo.

Leia também: Lava Jato denuncia empresa que fez propaganda ilícita para Dilma

O coordenador da Lava Jato na PGR tem como função coordenar coleta de depoimentos, de provas, coordenar audiências, requisitar informações, e participar de negociações sobre acordos de delação premiada.

Leia Também:  Réu poderá ser representado em causas de juizados cíveis

Adonis, que também é subprocurador-geral da República, voltará a atuar em processos de tribunais superiores.

Fonte: IG Política
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana