conecte-se conosco


Política Nacional

Bolsonaro diz que Braga Netto é nome ‘palatável’ para vice

Publicado

source
Presidente disse que participação nos debates deste ano dependerá das
Isac Nóbrega/PR – 08/06/2022

Presidente disse que participação nos debates deste ano dependerá das “circunstâncias”

O presidente Jair Bolsonaro voltou a indicar na segunda-feira que o ex-ministro Walter Braga Netto será o seu vice na campanha à reeleição, mas deixou em aberto a possibilidade de escolher outro nome. Bolsonaro afirmou que Braga Netto é um nome “palatável”, mas reconheceu que alguns defendem a também ex-ministra Tereza Cristina, descrita por ele como “excelente”.

“É um nome que é palatável, é um nome de consenso, que sabe conversar com o Parlamento. É um colega meu da Academia Militar, um ano mais novo que eu. Ele pode ser o vice. Ele, sim. Pode ser. Alguns querem a Tereza Cristina, um excelente nome também. Mas isso vai ser definido mais tarde”, disse Bolsonaro, em entrevista no Palácio do Planalto.

Questionado sobre a defesa que alguns aliados fazem da escolha de uma mulher para a vaga, o presidente disse que isso não interessa e que o importante é alguém que “ajude a governar”.

“Não é mulher, homem, cor de pele, opção sexual. É uma pessoa que te ajude a governar o Brasil. Não interessa se vai ser mulher ou não.”

Bolsonaro conversou com a imprensa após cumprimentar apoiadores no pé da rampa do Planalto. Braga Netto estava acompanhando o presidente e também conversou e tirou foto com apoiadores.

Bolsonaro afirmou que quanto mais tarde a escolha for feita, melhor, para evitar que o escolhido seja alvo de questionamentos.

“No limite… Quanto mais tarde melhor. Porque essa pessoa que, a princípio, deve ser a vice está também se adaptando… Porque se eu falo que é o João, você hoje vai para cima do João e pode ser que ele não esteja preparado para responder as perguntas que vocês merecem.”

Braga Netto deixou o Ministério da Defesa no dia 31 de março, já que ministros precisam sair do cargo até seis meses antes da eleição para poderem disputar o pleito. Ele passou a ser, no entanto, assessor especial da Presidência, um cargo que o permite ficar mais tempo no governo — ele terá que se afastar agora até o início de julho.

Ex-titular da Agricultura, Tereza Cristina, por sua vez, também deixou o ministério no fim de março, mas pretende concorrer ao Senado pelo Mato Grosso do Sul.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política Nacional

Comissão aprova projeto que permite cassar carteira de motorista por crime contra a mulher ocorrido no trânsito

Publicado

Elaine Menke/Câmara dos Deputados
Audiência Pública - Estruturação e plano de concessões rodoviárias no Brasil. Dep. Bosco Costa PL-SE
Bosco Costa apresentou parecer favorável ao projeto

A Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados aprovou projeto que prevê a cassação da carteira de motorista de pessoa condenada por violência ou grave ameaça contra mulheres em ocorrências no trânsito. O condutor deverá passar por programa de recuperação e reeducação para ter de volta o documento.

A medida consta do Projeto de Lei 2003/21, do deputado José Guimarães (PT-CE), cujo objetivo é combater a violência contra as mulheres no trânsito. O relator no colegiado, deputado Bosco Costa (PL-SE), recomendou a aprovação do texto, mas apresentou uma emenda a fim de tornar mais claro o escopo das alterações.

“A inabilitação deverá ocorrer somente quando o crime for cometido no trânsito, pois a punição será aplicada justamente em situações como xingamentos, gestos obscenos, perseguições, ameaças, lesões e até mortes, que, infelizmente, são presenciadas nas vias”, afirmou Bosco Costa, ao defender a emenda aprovada.

O PL 2003/21 altera o Código Penal e o Código de Trânsito Brasileiro. Segundo o deputado José Guimarães, autor da proposta, as alterações nessas normas são necessárias porque mulheres são vítimas de agressões e preconceito no trânsito.

Tramitação
A proposta tramita em caráter conclusivo e ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Texto já foi aprovado pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher.

Reportagem – Ralph Machado
Edição – Marcia Becker

Fonte: Câmara dos Deputados Federais

Continue lendo

Política Nacional

CE adia votações para a próxima semana

Publicado

Devido à realização da sessão plenária do Senado, marcada para a manhã desta quinta-feira (7), a vice-presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), senadora Leila Barros (PDT-CE), optou por transferir para a semana que vem a votação da pauta deliberativa que estava prevista, com 15 itens. 

Ela observou que na pauta há projetos terminativos, que exigem quórum qualificado.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana