conecte-se conosco


Política Nacional

Bolsonaro: divulgar dados de desmatamento deixa Brasil em “situação complicada”

Publicado

Presidente Bolsonaro falou sobre desmatamento arrow-options
Flickr

Jair Bolsonaro quer indicar ministro “terrivelmente evangélico” para o STF

Em conversa com a imprensa na tarde deste domingo (21), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que a divulgação de dados sobre desmatamento no Brasil pode deixar o país em uma situação complicada. “Um dado desse aí, da maneira de divulgar, prejudica a gente”, afirmou.

Bolsonaro minimizou a fala anterior e apontou gravidade na forma como os dados foram divulgados pelo Inpe, alegando que os dados deveriam passar por algum representante de pasta antes de serem divulgados à imprensa.

Leia também: Dallagnol acreditava em corrupção de Flávio Bolsonaro no caso Queiroz, diz site

Ele disse, ainda, que algum ministro deve conversar com o presidente do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) sobre a forma como os dados sobre desmatamento foram divulgados. “Quem vai falar com ele é o Marcos Pontes e, talvez, o Ricardo Salles. O que nós não queremos é uma propaganda negativa para o Brasil. Não queremos fugir da verdade”, afirmou. 

Leia Também:  Davi diz que financiamento público é o único instrumento para eleições em 2020

A polêmica foi iniciada ainda na sexta-feira (19), quando ele disse suspeitar os dados sobre desmatamento no país divulgados pelo Inpe. “Parece até que está a serviço de alguma ONG ”, afirmou Bolsonaro sobre o presidente do instituto. 

Em entrevista à Rede Globo, o diretor do Inpe , Ricardo Magnus Osório Galvão, disse que tem a maior série histórica de dados de desmatamento da Amazônia, que é respeitado mundialmente e não vai desistir do cargo. 

Fonte: IG Política
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Política Nacional

CCJ analisa criação de Força Nacional de Segurança Pública permanente

Publicado

A Força Nacional de Segurança Pública pode virar um órgão permanente, com estrutura própria. É o que prevê a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 19/2019, em análise na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A iniciativa é da senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA). O relator, senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), defende a PEC. Mas, a pedido do senador Major Olímpio (PSL-SP), a CCJ realizará uma audiência pública antes de votar a proposta. A reportagem é de Bruno Lourenço, da Rádio Senado. Ouça o áudio com mais informações.

Fonte: Agência Senado
Leia Também:  Kajuru destaca importância da Previdência para municípios brasileiros
Continue lendo

Política Nacional

Projeto impede que auxílio-doença termine automaticamente após 120 dias

Publicado

Um projeto de lei do senador Paulo Paim (PT-RS) impede que o auxílio-doença termine automaticamente após 120 dias — isso acontece, por exemplo, quando a perícia não define uma duração para o auxílio no momento de sua concessão. Paim defende a realização de nova perícia para que sejam avaliadas as condições do segurado para voltar ao trabalho. O projeto (PLS 175/2017) está em análise na Comissão de Assuntos Sociais (CAS). A relatora da matéria é a senadora Mara Gabrilli (PSDB-SP), que apresentou voto favorável ao projeto. A reportagem é de Iara Farias Borges, da Rádio Senado. Ouça o áudio com mais informações.

Fonte: Agência Senado
Leia Também:  Jayme Campos defende projeto para agilizar conclusão de obras de creches
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana