conecte-se conosco


Política Nacional

Bolsonaro descarta trocas ministeriais e elogia Guedes e França em SP

Publicado

Bolsonaro não quis falar sobre a faixa presidencial
Reprodução/rede social

Bolsonaro não quis falar sobre a faixa presidencial

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou nesta segunda-feira em Sâo Paulo que não vai fazer trocas ministeriais em seu governo e citou nominalmente supostas críticas aos ministros Carlos França (Relações Exteriores) e Paulo Guedes (Economia).

A uma plateia de empresários, executivos e investidores do agronegócio, o presidente afirmou que o titular do Itamaraty, Carlos França, está sendo “fustigado” e negou supostos rumores de que o minsitro seria substituído. O presidente falou por 15 minutos e compareceu ao Global Agribusiness Forum acompanhado por sete deles.

“Não há motivo nenhum para trocar qualquer ministro agora. Se tivesse, jamais chegaria ao conhecimento da mídia, exceto no dia da publicação”, disse Bolsonaro, ao comentar que França estaria sendo “fustigado”.

O ministro tem sido criticado por ter articulado o convite a embaixadores para o evento em que Bolsonaro fez um discurso golpista de ataque ao sistema eleitoral sem provas, realizado na semana passada.

Ao falar sobre o trabalho do ministro Paulo Guedes, Bolsonaro afirmou que “muita gente já pediu a cabeça dele” e elogiou a atuação do ministro durante a pandemia, com a liberação de recursos que permitiram o pagamento do auxílio emergencial.

Acompanham Bolsonaro, ainda, o candidato ao governo paulista Tarcísio de Freitas (Republicanos) e o candidato bolsonarista ao Senado em Sâo Paulo, Marcos Pontes (PL).

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Política Nacional

Lula joga Molon para “escanteio” e reforça apoio a Ceciliano ao Senado

Publicado

Lula reforçou seu apoio a André Ceciliano
Reprodução/Twitter – 16.08.2022

Lula reforçou seu apoio a André Ceciliano

Nesta terça-feira (16), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a colocar Alessandro Molon (PSB) de “escanteio” e reforçou seu apoio a André Ceciliano (PT) ao Senado pelo Rio de Janeiro. O candidato a senador publicou o vídeo em seu perfil no Twitter.

“Eu não tenho dois nem três candidatos ao Senado pelo Rio de Janeiro, eu tenho o companheiro André Ceciliano. E é nele que eu queria pedir para vocês votarem”, afirmou Lula. “Senador pelo Rio só tem um: André Ceciliano, o meu candidato”.

Molon nunca foi aceito como candidato da chapa de Lula e Marcelo Freixo (PSB). O PT sempre defendeu uma candidatura “100% lulista” e o passado de Alessandro pesou contra. Ele fazia parte do Partido dos Trabalhadores até 2015, mas deixou a sigla no período de maior crise e ainda defendeu a Operação Lava Jato.

Nos últimos meses, PT e PSB fizeram negociações para se aliarem em terra fluminense. Os petistas retirariam a candidatura ao governo para apoiar Freixo, enquanto os pessebistas ficariam sem candidato ao Senado para fazer parte do grupo de Ceciliano.

No entanto, Molon resistiu e não retirou sua candidatura, o que irritou profundamente a direção do Partido dos Trabalhadores, que ameaçou romper com o PSB. Porém, no fim, Freixo seguiu com o apoio de Lula e Ceciliano e Alessandro seguem como concorrentes para senador.

A última pesquisa Ipec, divulgada na última segunda (15), Molon apareceu com 7% das intenções de votos e André atingiu 4%. Romário (PL) lidera com 8%, Daciolo (PDT) tem 8%, Clarissa Garotinho (União Brasil) obteve 7% e Daniel Silveira (PTB) anotou 6%.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Continue lendo

Política Nacional

Saiba quem são os candidatos a governador do Rio Grande do Norte 

Publicado

A Justiça Eleitoral recebeu ao todo pelo menos 28 mil registros de candidaturas para as eleições de outubro. A campanha começou oficialmente nesta terça-feira (16).

Foram recebidos 12 registros de candidaturas à Presidência e 12 a vice-presidente; 223 para governador e vice-governador, 231 para senador, 10.238 para deputado federal, 16.161 para deputado estadual e 591 para deputado distrital.

No Rio Grande do Norte, nove candidatos concorrem ao cargo. Confira a lista completa:

Bento (PRTB): Antonio Bento da Silva, 60 anos, é formado em ciências contábeis e natural de Pedro Velho, no interior do Rio Grande do Norte. Ele já foi candidato a deputado estadual, vice-prefeito de Natal e vice-governador do estado. Profissionalmente atua como representante comercial e também é pastor evangélico. O candidato a vice-governador é Jurandir Rosa (PRTB), 41 anos.

Capitão Styvenson (Podemos): Eann Styvenson Valentim Mendes, 45 anos, é policial militar. Valentim atualmente é senador, tendo vencido a disputa em 2018. Formado em direito, o candidato é natural de Rio Branco. Essa é a primeira vez que se candidata ao cargo de governador. A candidata a vice na chapa é a professora Francisca Henrique, 67 anos, do mesmo partido.

Clorisa Linhares (PMB): formada em direito, Clorisa Linhares é natural do Recife. Formada em direito e contabilidade, tem 50 anos e é servidora do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. Já atuou como agente penitenciária e foi vereadora na cidade de Grossos. Foi candidata ao cargo de prefeita de Grossos, no interior da Paraíba. Erick Guerra, 47 anos, do Patriota, é o vice-governador da chapa.

Danniel Morais (PSOL): Ativista dos direitos humanos e de movimentos sociais, Morais é formado em administração e tem 40 anos. Natural de Natal, já concorreu ao cargo de deputado estadual e, em 2020, integrou uma candidatura coletiva à prefeitura de Natal. Presidente estadual do PSOL, Morais terá como vice o correligionário Ronaldo Tavares, 51 anos.

Fábio Dantas (Solidariedade): ex-vice-governador do estado, Fábio Dantas, 50 anos, é formado em direito. Nascido em Natal, é empresário do ramo de bebidas alcoólicas. Foi eleito deputado estadual, em 2010, e em 2014, elegeu-se vice-governador na chapa de Robinson Faria. O candidato a vice é o farmacêutico Ivan Júnior (União Brasil), 43 anos.

Fátima Bezerra (PT): atual governadora do estado, Fátima Bezerra é formada em pedagogia e já foi professora da rede pública de ensino municipal de Natal. Fátima, de 67 anos, já ocupou os cargos de deputada estadual por dois mandatos e deputada federal por três. Fátima também já foi senadora, mas deixou o cargo ao vencer a disputa pelo governo potiguar em 2018. O candidato a vice-governador é Walter Alves (MDB).

Nazareno Neris (PMN): empresário e professor de idiomas, Neris, 47 anos, é natural de Campo Grande. Já foi candidato a deputado federal em duas ocasiões, mas não se elegeu. Esta é a primeira vez que concorre ao cargo de governador. O candidato a vice-governador é o empresário Fernando Luiz (PMN), 60 anos.

Rodrigo Vieira (Democracia Cristã): Karlo Rodrigo Lucio Vieira, 42 anos, é empresário do ramo da construção civil. Vieira é natural de Natal. Já foi candidato a prefeito de João Câmara (RN), mas não se elegeu. Presidente estadual do partido, Vieira terá como vice-governador da chapa Carlos Paiva, 40 anos, do mesmo partido.

Rosália Fernandes (PSTU): natural de Marcelino Vieira (RN), Rosália Fernandes, 55 anos, é assistente social. Iniciou a militância política no movimento estudantil e já foi diretora do Sindicato dos Servidores em Saúde do RN. Atualmente faz parte das executivas estadual e nacional da CSP Conlutas. Rosália já disputou anteriormente o cargo de prefeita de Natal em duas ocasiões. A professora Socorro Ribeiro, 57 anos, é a candidata a vice.

Atualizado com dados do TSE até as 16h38 do dia 16/08/2022

Edição: Bruna Saniele

Fonte: EBC Política Nacional

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana