conecte-se conosco


Política Nacional

Bolsonaro anuncia no Amapá pagamento de energia retroativo a 30 dias

Publicado


Em visita ao estado do Amapá a convite do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, o presidente Jair Bolsonaro disse hoje (21), durante inspeção de usinas termelétricas, que já consultou todos os órgãos responsáveis e que está prestes a assinar uma medida provisória para isentar o estado do pagamento de energia retroativo a 30 dias. 

O presidente fez a afirmação durante entrevista coletiva transmitida pela TV Brasil. “Já ouvimos todos os órgãos responsáveis. Estamos na iminência de assinar uma medida provisória para garantir regras compensatórias a todos os prejudicados com a falta de energia. Estamos prontos para atender o estado do Amapá.”

Veja a fala na íntegra:

O presidente afirmou ainda que há discussões com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, sobre outras medidas emergenciais para contornar a crise de energia no estado. O Ministério das Comunicações divulgou ontem (21) uma lista de órgãos e de ações coordenadas pelo governo federal para a retomada do abastecimento elétrico na região. O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, também está no Amapá e acompanha os trabalhos.

“Mesmo não sendo uma atribuição federal, nós mergulhamos – em especial pelo pedido do presidente do Senado, Davi Alcolumbre. Podemos dizer que estamos nos aproximando dos 100% [de suprimento de energia elétrica]. Brevemente chegaremos à plena suficiência”, afirmou Bolsonaro.

Além da medida provisória,o Amapá deverá decretar estado de calamidade pública, o que viabiliza verbas federais para antecipação de pagamentos de seguro desemprego, Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e demais verbas previdenciárias para a população.

Edição: Graça Adjuto

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política Nacional

“Luto para que pessoas tenham um teto, isso é radicalismo?”, questiona Boulos

Publicado


source
Guilherme Boulos, candidato à prefeitura de SP pelo PSOL
Reprodução

Guilherme Boulos, candidato à prefeitura de SP pelo PSOL

O candidato à prefeitura de São Paulo pelo PSOL, Guilherme Boulos, questionou hoje (23) no programa Rodaviva  o fato de ser tachado como “radical” devido à sua militância no Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

“A pecha de radical ou extremista só expressa o momento sombrio que a gente está vivendo no país. Eu luto há 20 anos para que as pessoas tenham um teto. Para que tenham dignidade básica para viver. Isso é radicalismo?”, rebateu.

De acordo com o candidato, sua militância é por questões garantidas na constituição federal como educação pública e saúde pública de qualidade.

“Querer taxar essas bandeiras de radicais expressa o quanto a gente recuou nos últimos anos em termos de sensibilidade humana e reconhecimento dos direitos sociais”, complementou.

Continue lendo

Política Nacional

“Sou contra a reeleição, mas estou na regra do jogo”, diz Covas

Publicado


source
Bruno Covas (PSDB) em entrevista ao programa Roda Viva%2C da TV Cultura
Reprodução/Roda Viva/TV Cultura

Bruno Covas (PSDB) em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura

O candidato à Prefeitura de São Paulo do PSDB, Bruno Covas , disse que em entrevista ao programa Roda Viva , da TV Cultura, nesta segunda-feira (23) que é contra a reeleição, mas que está “cumprindo a regra do jogo” ao estar na disputa para comandar o Executivo da capital paulista a partir de janeiro de 2021.

“Sou contra isso por conta de isso promover a dificuldade de renovação de quadros na política. Os mandatos viraram praticamente de oito anos”, disse o tucano.

O atual prefeito se comprometeu a ficar os quatro anos no mandato, ao ser questionado sobre a conduta de seu padrinho político, o governo João Doria (PSDB), que deixou a Prefeitura antes de completar dois anos de mandato para concorrer ao Palácio dos Bandeirantes.

“Tanto o [José] Serra quanto o [João] Doria fizeram as suas opções por orientação partidária, mas a minha campanha focada na cidade de São Paulo”, completou o candidato.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana