conecte-se conosco


Nacional

Bolsonaro admite possibilidade de escalar Eduardo como embaixador nos EUA

Publicado

Eduardo Bolsonaro arrow-options
Paola de Orte/Agência Brasil

Deputado federal Eduardo Bolsonaro completou 35 anos nessa quarta-feira (10)

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) admitiu, nesta quinta-feira (11), a possibilidade de indicar seu terceiro filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ), para o posto de embaixador do Brasil nos Estados Unidos. 

“Está no meu radar. É uma possibilidade”, disse Bolsonaro , que exaltou o fato de seu filho ser fluente em inglês e supostamente possuir boa relação com a família do presidente norte-americano, Donald Trump.

A declaração do presidente surge no dia seguinte ao aniversário de 35 anos de Eduardo Bolsonaro . Essa é a idade mínima para se assumir o cargo de embaixador.

Eduardo Bolsonaro arrow-options
Reprodução/Instagram/Bolsonarosp

Donald Trump, Eduardo Bolsonaro e Jair Bolsonaro durante reunião da cúpula do G20, no Japão

Bolsonaro deu a entender que a indicação de Eduardo para atuar em Washington depende apenas do aval do próprio deputado. O presidente usou o presidente argentino, Maurício Macri, para justificar o suposto impacto positivo que a indicação de seu filho poderia surtir.

Leia Também:  Ex-ministro de Temer recomenda perícia em mensagens entre Moro e procuradores

“Imagina o filho do Macri aqui, como embaixador da Argentina. Ele teria um tratamento diferenciado”, defendeu o presidente após a cerimônia de posse do novo diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) , Alexandre Ramagem.

A chefia da embaixada brasileira nos Estados Unidos está vaga desde abril, quando Sergio Amaral foi trazido de volta ao Brasil por decisão do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Amaral deixou o posto devido a queixas de Bolsonaro, que reclamou de ser visto como racista e homofóbico no exterior porque, em sua avaliação, sua imagem não é bem defendida pelos diplomatas brasileiros.

Em sua conta do Twitter, Eduardo Bolsonaro se posicionou sobre as especulações, alertando que “em breve” fará uma coletiva com direita a transmissão nas redes sociais para falar sobre o assunto.

“Existem algumas especulações sobre a hipótese do presidente Jair Bolsonaro me indicar para a Embaixada do Brasil nos EUA. Devido a isso, em breve farei coletiva de imprensa na CREDN com transmissão ao vivo em meu facebook e instagram”, disse ele.

Leia Também:  Suzane Von Richthofen seduziu promotor e médico na cadeia, revela repórter

As indicações do presidente para ocupar embaixadas do Brasil no exterior precisam ser aprovadas pelo Senado, onde os indicados são submetidos a sabatinas.

Fonte: IG Nacional
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Nacional

Foragido que ateou fogo e matou companheira em SP é preso após 10 meses em Goiás

Publicado

Alex está sendo acusado de feminicídio. Além de atear fogo, ele deixou a vítima queimando trancada dentro do quarto arrow-options
Reprodução

Sheron Chaves Monteiro foi morta pelo ex-companheiro Alex Alexandre Ferreira


Alex Alexandre foi preso na sexta-feira (19) dez meses após atear fogo e matar a companheira Sheron Chaves Monteiro, que tinha 34 anos. Ele está sendo acusado pelo crime de feminicídio

O crime ocorreu no dia 8 de outubro do ano passado na cidade de São Paulo. O acusado fugiu para Goiás , onde foi capturado por uma equipe da Polícia Civil goiana. 

Leia também: Brasil tem onda de feminicídios no início do ano, com mais de 100 casos em 1 mês

 Na ocasião do crime, Alex jogou álcool e ateou fogo contra a vítima, deixando-a trancada em seu quarto . Em seguida, ele fugiu.

A vítima conseguiu apagar o fogo com o próprio corpo, mas permaneceu pelo menos 17 horas sem atendimento. Uma vizinha percebeu que algo estava estranho e conseguiu chamar socorro, mas Sheron morreu quatro dias depois, por causa das complicações por ter tido 70% do corpo queimado. 

Leia Também:  Bolsonaro parabeniza manifestantes e afirma que o povo é seu “patrão”

Leia também: Lei do feminicídio completa 4 anos, mas ainda enfrenta resistência no Brasil

Fonte: IG Nacional
Continue lendo

Nacional

Durante perseguição, viatura capota e policial fica ferido

Publicado

Policiais seguiam motociclista suspeito quando ocorreu o acidente arrow-options
Rafael Silvestrini/ Divulgação

Um policial se feriu e a viatura ficou destruída após acidente.


Uma viatura ficou destruída e um policial militar ferido depois de um capotamento em uma estrada de terra em Peabiru, no Paraná . O acidente ocorreu na manhã de domingo (20) quando os policiais perseguiam uma motocicleta suspeita. 

Segundo a Polícia Militar , o condutor da viatura perdeu o controle ao tentar alcançar o motociclista. 

Leia também: Acidente envolvendo uma viatura da Polícia Militar complica o trânsito em SP

Após o acidente, o policial foi levado com escoriações para o Pronto Socorro de Campo Mourão, uma cidade próxima ao local onde ocorreu o acidente. 


Fonte: IG Nacional
Leia Também:  Maduro convoca militares a ficarem a postos para defender a Venezuela dos EUA
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana