conecte-se conosco


Esportes

Boliviano diz ser criador do VAR e pode melar uso do sistema no Brasil

Publicado

Fernando Méndez Rivero%2C o boliviano que assegura ter inventado o VAR arrow-options
Clarín / Reprodução

Fernando Méndez Rivero, o boliviano que assegura ter inventado o VAR

O engenheiro boliviano Fernando Mendez Rivero entrou com ação na Justiça contra a CBF em razão do uso do VAR (Árbitro de Vídeo). Ele alega ser o responsável pela invenção do sistema, em 2005, e solicita que a entidade brasileira apresente provas do registro da criação do VAR no Brasil.

A CBF argumenta que o sistema que deu origem ao VAR partiu da ideia do brasileiro Manoel Serapião Filho . Ele teria sugerido o uso da tecnologia no futebol há mais de duas décadas, segundo a entidade.

Leia mais: No Brasil, até o VAR “rouba”; confira principais polêmicas do árbitro de vídeo

Rivero é representado pelo advogado Lincoln Augusto Gama de Souza, que deve entrar com pedido de danos morais, indenização e até suspenção do VAR no Brasil, caso a CBF não apresente os registros solicitados pelo boliviano. Neste caso, o engenheiro pode pedir reparação de aproximadamente US$ 500 mil.

Fernando Mendez Rivero já havia se manifestado sobre ser o inventor do VAR no ano passado, quando exigiu que a Fifa não “roubasse sua propriedade intelectual” . Na época, Rivero disse que queria US$ 500 mil dólares por cada entidade que utilizasse o árbitro de vídeo em suas respectivas competições. Assim, de acordo com seus cálculos, o valor total de indenização seria na casa dos US$ 100 milhões.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Crivella diz ter acordo para retorno de treinos, mas Fluminense nega

Publicado


.

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou nesta segunda (25) um plano de retorno do futebol na cidade. Assim, os treinamentos coletivos, como os trabalhos táticos e físicos, serão permitidos a partir de junho. Levando em consideração decreto municipal em vigor, que estabelece as regras de isolamento social de combate ao novo coronavírus (covid-19), atualmente estão liberadas somente atividades médicas e de fisioterapia.

“Volta ao gramado! Em comum acordo, ficou estabelecido que os treinos e rachões serão permitidos a partir de junho, respeitando o protocolo de segurança para atletas e outros profissionais envolvidos. Já conseguimos ver no horizonte um retorno, mas que não é agora. Quero agradecer aos clubes que aceitaram o acordo para a volta dos treinamentos no mês de junho. Dependendo das curvas, marcaremos então as datas para os últimos jogos do campeonato que ficou por terminar”, declarou Crivella.

Esta foi a primeira entrevista coletiva concedida pelo chefe do executivo municipal após reunião neste domingo (24) com os clubes da Série A do Carioca e a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj). O prefeito diz que Botafogo e Fluminense, os únicos ausentes de ontem, concordaram em conversa por telefone com a sinalização de retorno. Porém, em nota, o tricolor nega qualquer contato do prefeito: “O Fluminense vem a público esclarecer que não fez nenhum contato telefônico com a Prefeitura e tampouco com o prefeito, seja para tratar da reunião em que se discutiu a volta do futebol ou para qualquer outro assunto”.

Já o Alvinegro se manifestou através de sua conta no Twitter, confirmando o diálogo com Crivella: “O Botafogo confirma contatos telefônicos com o prefeito Marcelo Crivella, onde reforçou seu posicionamento e pontuou que o momento não é de retomar os treinamentos presenciais, sugerindo que seja realizado em oportunidade futura, dependendo do estágio da covid-19. Com a sugestão para os treinos ocorrerem somente a partir de 1/6 e volta dos jogos no período entre 28/6 e 4/7”.

O Flamengo, que emitiu nota na semana passada ratificando a retomada dos treinamentos na última quarta (20) no Centro de Treinamento George Helal (Ninho do Urubu), o que ainda não é permitido por decreto municipal, disse que mantém as atividades no CT hoje, mas não explicou como serão os trabalhos: “O Clube de Regatas do Flamengo informa que todos os atletas e colaboradores da comissão técnica testaram negativo no exame semanal de coronavírus, realizado nesta segunda (25), no CT. O clube reforça que trabalha em acordo com o protocolo da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) para conceder a biossegurança necessária no Departamento de Futebol”.

Edição: Fábio Lisboa

Continue lendo

Esportes

Morre Vadão, ex-técnico da seleção feminina de futebol, aos 63 anos

Publicado


.

Aos 63 anos, Oswaldo Fumeiro Alvarez, mais conhecido como Vadão, faleceu na tarde de hoje (26), em São Paulo (SP). A causa da morte foi um câncer no fígado, que evoluiu para outros órgãos. Vadão treinou a seleção brasileira feminina de futebol por duas vezes: a primeira de 2014 a 2016, quando as brasileiras disputaram a Olimpíada Rio 2016 – terminando na quarta posição geral  -, e a segunda delas no ano passado, para a disputa da Copa do Mundo. A equipe foi desclassificada nas oitavas de final, ao perder para as anfitriãs francesas.

No Twitter a CBF lamentou e se despediu do treinador com a mensagem: “Profissional leal, nunca mediu esforços no exercício da função e trouxe resultados fundamentais para a Seleção Feminina. O Futebol Brasileiro agradece sua contribuição!”.

Oswaldo Alvarez, o Vadão Oswaldo Alvarez, o Vadão

CBF/Direitos reservados

 

O treinador teve passagem por grandes clubes brasileiros que prestaram homenagens ao técnico pelas redes sociais. Entre eles, o Corinthians, time que Vadão comandou na temporada de 2000. 

A Portuguesa e a Ponte Preta também se manifestaram, assim como o São Paulo. “Campeão por nossa instituição e com enormes serviços prestados, será eternamente lembrado pelo caráter, pela competência e pelo profissionalismo”, lembrou o tricolor paulista.

Oswaldo Alvarez, o Vadão Oswaldo Alvarez, o Vadão

Corinthians Futebol Feminino/Direitos reservados

 

A carreira de Vadão no futebol começou na meia-esquerda das categorias de base do Guarani. Ele também jogaria por por Noroeste, Catanduvense e Botafogo-SP. Após se formar em Educação Física, foi preparador da Portuguesa e teve o primeiro trabalho como técnico no Mogi Mirim, ficando conhecido por montar, no início dos anos 90, o Carrossel Caipira.

Oswaldo Alvarez, o Vadão Oswaldo Alvarez, o Vadão

São Paulo FC/Direitos reservados

 

O corpo de Vadão segue para a cidade natal do treinador, Monte Azul Paulista, onde será velado e sepultado em cerimônia reservada aos amigos mais próximos e familiares. Vadão deixa a esposa e dois filhos.

 

 

Edição: Cláudia Soares Rodrigues

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana