conecte-se conosco


Internacional

Bolívia tenta fortalecer relação com Espanha após conflito diplomático

Publicado

A chanceler boliviana, Karen Longaric, anunciou que enviará o vice-ministro das Relações Exteriores, Gualberto Rodríguez, para assumir o cargo de encarregado de Negócios em Madrid. O gesto busca restaurar e fortalecer as relações com país europeu, após desgaste criado com o incidente na embaixada mexicana em La Paz.

Jeanine Áñez, presidente interina da Bolívia, afirmou que o país “deseja superar este impasse o mais brevemente possível e manter estreitas relações com o Reino da Espanha, como tradicional respeito e amizade que sempre as caracterizaram”.

O anúncio aconteceu depois de uma reunião entre embaixadores dos países membros da União Europeia e a chanceler boliviana, em La Paz, para dialogar sobre a expulsão de diplomatas da Espanha e do México. A medida, tomada pelo governo boliviano há quatro dias, foi duramente criticada pela UE, que considerou que “a expulsão de diplomatas é uma medida extrema e inamistosa que deve ser reservada para situações de gravidade”.

A reunião contou com a presença do vice-chefe da delegação da UE em La Paz, Jörg Schreiber, além de uma dezena de diplomatas europeus. Após a reunião, Schreiber disse à imprensa que foi “um diálogo muito aberto, construtivo e honesto, que ajudou a esclarecer a situação” e afirmou que será mantida uma boa “relação com o governo interino boliviano”.

No início desta semana, a Bolívia havia declarado personas non gratas a encarregada de Negócios da Embaixada espanhola, Cristina Borreguero, e o cônsul espanhol, Álvaro Fernández. Além deles, a embaixadora mexicana na Bolívia, Maria Teresa Mercado, também recebeu ordem para deixar o país em 72 horas.

Longaric, chanceler da Bolívia, reiterou que esse incidente não afetou as relações bilaterais entre os dois países. “Este governo nunca faria uma determinação extrema dessa natureza (de romper relações com a Espanha); simplesmente a decisão foi de retirar a confiança em um funcionário diplomático, o que não implica afetar as relações com seu país”, afirmou.

Entenda o caso

No dia 27 de dezembro, dois diplomatas espanhóis (Cristina Borreguero e Álvaro Fernández) foram à embaixada mexicana em La Paz para uma reunião com a embaixadora Maria Teresa Mercado. No portão de entrada, houve tensão entre policiais bolivianos e agentes espanhóis que acompanhavam os diplomatas.

A polícia boliviana teria tentado impedir a entrada do veículo diplomático pois os seguranças que fazem a escolta dos funcionários da embaixada espanhola estariam encapuzados. Apesar da tensão, os diplomatas espanhóis puderam entrar na embaixada mexicana.

Na residência oficial mexicana estão asilados, desde novembro, cerca de uma dúzia de ex-funcionários do governo Evo Morales, vários deles acusados pelo governo de Áñez por crimes como terrorismo.

A Bolívia interpretou o acontecido como uma tentativa dos diplomatas de favorecer a fuga dessas autoridades ligadas a Evo Morales, acusação rejeitada pelo governo espanhol desde o início. De acordo com a Espanha, se tratava de uma visita de cortesia e os diplomatas estavam acompanhados de escolta por segurança.

A decisão boliviana de expulsar os diplomatas foi interpretada como um gesto hostil e, em retaliação, o país europeu também expulsou três diplomatas bolivianos.

Edição: Carolina Gonçalves

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Internacional

Breonna Taylor: júri acusa policial envolvido em morte polêmica

Publicado


source
Breonna Taylor em frente a bandeiras e segurando flores e um certificado
Courtesy of Taylor Family attorney Sam Aguiar via AP, Arquivo

Breonna foi morta por agentes dentro de seu apartamento, durante operação de drogas

Nesta quarta-feira (23), em Kentucky, nos Estados Unidos, um júri decidiu formalizar a acusação contra um policial envolvido na morte de Breonna Taylor , mulher negra de 26 anos que foi morta por agentes de segurança dentro do próprio apartamento, em uma operação de busca de drogas. No local, nenhum entorpecente foi encontrado.

O policial Brett Hankison foi demitido da polícia no dia 23 de junho e, agora, responderá por três acusações ao ter colocado a vida de outra pessoa em perigo e agido com indiferença em relação à situação, de acordo com a Justiça americana.

Os outros dois policiais diretamente envolvidos na morte da jovem não foram formalmente acusados, somente Hankison responderá pelo crime. 

O chefe da corporação, Robert Schroeder, disse que, na carta de demissão, Hankison violou procedimentos ao mostrar “extrema indiferença ao valor da vida humana ao disparar cega e arbitrariamente” no apartamento onde vivia a jovem.

Na semana passada, a prefeitura de Louisville, cidade onde Taylor foi morta, concordou em pagar US$ 12 milhões à família da jovem, de acordo com o G1. Além disso, pelo acordo firmado entre o prefeito e os parentes de Taylor, a polícia precisará investir em reformas na corporação para evitar que novas ações terminem em morte.

Assim como Geroge Floyd , Breonna se tornou um símbolo de luta racial nos Estados Unidos . Floyd também foi morto por policiais, asfixiado durante uma abordagem.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Internacional

Camisinhas usadas são lavadas e revendidas como novas no Vietnã

Publicado


source
a
Reprodução

Material apreendido pesava mais de 360 quilos no total


Autoridades sanitárias do Vietnã apreenderam 324 mil preservativos usados ​​que estavam prestes a ser limpos e revendidos no mercado . A reciclagem clandestina e ilegal era realizada em uma instalação na cidade de Tan Uyen Town, que foi invadida no último sábado (19).

Além das camisinhas já usadas – ​​que pesam, juntas, 360 quilos no total -, os fiscais encontraram outros milhares de preservativos embalados e prontos para venda, sem marca.

Segundo a Diretoria de Vigilância de Mercado do Vietnã, o local foi alugado por uma mulher identificada como Pham Thi Thanh Ngoc, 32.

Ela disse que, uma vez por mês, “alguém” lhe entregava milhares de preservativos usados. Seu trabalho era limpar, secar e separar o material para fazê-lo parecer novo  aos olhos dos clientes.

As autoridades locais estão investigando o caso.

Fonte: IG Mundo

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana