conecte-se conosco


Economia

BNDES reestrutura áreas-chave para enfrentar desafios da economia

Publicado

Com o objetivo de dar uma resposta mais rápida aos novos desafios do desenvolvimento econômico e social do Brasil, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta terça-feira (11) a aprovação da reestruturação de algumas de suas áreas-chave. As mudanças preveem a simplificação de processos, inclusive no âmbito da carteira de subsidiária BNDES Participações (BNDESPAR), além de “facilitar a atuação do banco no apoio aos governos federal, estaduais e municipais, especialmente na área de infraestrutura”, informou a assessoria de imprensa da instituição.

A reestruturação implica também em agilizar o financiamento ao setor empresarial, com destaque para as empresas de pequeno e médio porte, “promovendo a inovação, melhora de gestão e aumento da produtividade da economia brasileira”.

Com essa meta, a atual diretoria de Investimento será reformulada e dividida em duas. Uma ficará responsável pelas áreas de privatização e estruturação de projetos, relacionamento institucional e internacional do banco, atendendo demandas do governo. Está incluída nessa nova diretoria a participação do BNDES na estruturação da venda de ações da União em empresas privadas, bem como a venda de outros ativos ou empresas, de acordo com demanda do Ministério da Economia e do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).

Leia Também:  Pequenos negócios sustentam geração de emprego no Brasil pelo quinto mês

A segunda diretoria cuidará do alinhamento da carteira da BNDESPAR às necessidades do banco. Essa diretoria responderá pela venda de participações do BNDES em empresas listadas e não listadas. O fomento do mercado de capitais seguirá como um dos objetivos do banco.

Também a área industrial, ligada à diretoria de Empresas, será dividida em duas superintendências, que oferecerão aos clientes todas as linhas de crédito do BNDES. A área de Comércio Exterior teve a dimensão reduzida, passando a ser um departamento de produtos voltados à exportação, esclareceu a assessoria.

De acordo com o banco, as alterações promovidas não representarão aumento de gastos, uma vez que os custos adicionais foram compensados com a redução de cargos e departamentos. Com a reformulação, a participação feminina subiu de quatro para sete nos 20 cargos de chefia de áreas existentes, ampliando a representatividade das mulheres na alta administração do BNDES.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Economia

Plataforma da Petrobras começa a operar este ano no pré-sal de Santos

Publicado

A plataforma P-68,uma unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de petróleo e gás (FPSO), deixou o Estaleiro Jurong Aracruz, no Espírito Santo, rumo aos campos de Berbigão e Sururu para operar no pré-sal da Bacia de Santos, com previsão de início de produção no quarto trimestre deste ano. 

De acordo com a Petrobras, a P-68 será a quarta plataforma a entrar em operação em 2019, após a P-67, a P-76 e a P-77. A plataforma tem a  capacidade de processar 150 mil barris/dia de óleo e processar 6 milhões de m³/dia de gás, além de armazenar 1,6 milhão de barris de óleo em seu compartimento.

Os campos de Berbigão e Sururu estão localizados na concessão BM-S-11A, operada pela Petrobras (42,5%), em parceria com a Shell Brasil Petróleo Ltda. (25%), a Total (22,5%) e a Petrogal Brasil S.A. (10%), sendo as empresas consorciadas as proprietárias da P-68. Os reservatórios desses campos se estendem para áreas sob o Contrato de Cessão Onerosa (100% Petrobras).

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC
Leia Também:  Caminhoneiros dizem que governo pode suspender tabela de frete
Continue lendo

Economia

Feirão de empregos atrai milhares de pessoas na capital paulista

Publicado

Um feirão de empregos realizado nesta terça-feira (17) no centro da capital paulista, organizado pelo Sindicato dos Comerciários de São Paulo, atraiu milhares de pessoas interessadas em uma vaga de trabalho. Segundo os organizadores, estão sendo ofertadas cerca de 4 mil oportunidades de emprego. 

Os candidatos formaram longas filas em torno do sindicato, na Rua Formosa, no centro da cidade. Ali eles enfrentaram sol e calor, receberam senhas e foram encaminhados para participar de um processo seletivo que será realizado pelas mais de 40 empresas parceiras do feirão. Também estão sendo oferecidos cursos de capacitação para as pessoas com pouca qualificação, que poderão realizar cursos profissionalizantes e gratuitos no Centro Paula Souza, no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Parte dos candidatos começou a chegar à sede do sindicato na tarde de ontem (16), para garantir uma senha. Muitos deles dormiram no local. Hoje, a fila percorria boa parte do Vale do Anhangabaú, na região central da cidade. De acordo com a organização do evento, serão atendidas cerca de 1,5 mil pessoas por dia até a próxima sexta-feira (20).

Leia Também:  Sessão para leitura do relatório final da reforma da Previdência é cancelada

Para concorrer a uma vaga, os candidatos precisam estar com os documentos pessoais e um currículo. A média dos salários oferecidos é de R$ 1,5 mil. As oportunidades são, principalmente, para trabalhadores de tecnologia da informação, ajudantes gerais, caixas, repositores, padeiros, confeiteiros, e vendedores.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana