conecte-se conosco


Mato Grosso

Benedito Nunes será homenageado com documentário, site e oficina de arte

Publicado


Já faz um ano que os pincéis de Benedito Nunes pararam de colorir. A trajetória de um dos mais notáveis artistas da famosa “Geração 80” será reverenciada em projeto que valoriza sua obra e destaca sua contribuição para a formação da cultura mato-grossense.

Um documentário vai retratar vida e obra de Benedito Nunes. Em 1978, o ofício de mecânico de automóveis deu lugar ao de artista plástico quando ingressou no Ateliê Livre da Fundação Cultural de Mato Grosso. A partir daí a arte tornou-se não só fonte de renda, mas a motivação de sua vida.

Além do documentário estão previstos um site oficial que reunirá grande acervo e uma oficina de pintura. O projeto Tributo ao Mestre do Cerrado é um dos contemplados no Edital Mestres da Cultura, da Secretaria de Cultura, Esportes e Lazer (Secel-MT).

A artista visual Tânia Pardo, proponente do projeto, ressalta a importância de Nunes para a formação. “Por vários anos, Benedito Nunes ministrou oficinas na Casa Cuiabana e também circulou por muitos municípios, tendo incentivado assim, o surgimento de novos talentos”.

Ela dia ainda que “já acompanhava o trabalho dele há muito tempo, mas pessoalmente o conheci em 2014. Sempre nutri uma admiração muito grande pelo artista e fiquei muito impactada com sua partida. Foi então que surgiu a possibilidade de inscrever um projeto em sua homenagem no edital da Lei Aldir Blanc. Fico feliz por ter sido selecionado, afinal, ele é um mestre inconteste da cultura mato-grossense e deve ser reconhecido como tal”.

A arte de Tânia dialoga com a de Benedito. Por isto, o foco do projeto é destacar como Nunes desenvolveu em suas telas a relação entre a natureza e o urbano. “Dedico-me à iconografia do Cerrado. Assim, nossa arte se comunica. Como parte do projeto, será ministrada uma oficina mostrando aspectos do olhar dele ao entrelaçar as paisagens de Cuiabá e do Cerrado”.

Ela explica que a atividade será transmitida pela internet. “Os participantes serão estimulados a criarem obras a partir da mesma técnica de pintura com os dedos que utilizo e com a iconografia de Benedito Nunes”.

Também será realizado um documentário sobre o artista, além de ser disponibilizado um site com conteúdo dedicado à sua obra. “O produto audiovisual está sendo produzido a partir de depoimentos de amigos, parentes e colecionadores, bem como artistas e especialistas que com ele conviveram”, destaca. Os cineastas Felippy Damian e Angela Coradini assinam a direção.

Na empreitada do Tributo ao Mestre do Cerrado, Tânia conta ainda com suporte do produtor executivo Vicente de Albuquerque e dos pesquisadores e críticos de arte Serafim Bertoloto e Laudenir Gonçalves.

A obra

Ao longo da vida, obras de Benedito foram expostas em diversas mostras coletivas e individuais, como nos Museus de Arte Moderna de São Paulo e Rio de Janeiro, além do mestre ter sido premiado em edições do Salão Jovem Arte Mato-Grossense. Ele foi indicado recentemente ao Prêmio Pipa, de Artes Visuais Brasileiras, e algumas de suas obras integram importantes coleções, como a de Gilberto Chateaubriand.

Benedito, desde os primórdios, já se destacou pela linha realista. Além de enfocar momentos da vida urbana e periférica, também percorreu paisagens do Centro-Oeste, principalmente o Cerrado.

E então, registrava cenas do seu cotidiano como o burburinho no salão de beleza da irmã, na sala de sua casa, até os troncos retorcidos, formigueiros e detalhes do Cerrado reproduzidos em telas de grandes dimensões. Ao inserir onomatopeias nestes mesmos cenários, ele também ousou com o “barulhismo” em telas. Outros trabalhos recentes também revelavam a busca por novas matérias-primas e suportes, como o trabalho desenvolvido com latas, que recortadas, exibiam silhuetas.

O projeto Tributo ao Mestre do Cerrado foi selecionado no edital Conexão Mestres da Cultura, realizado pelo Governo de Mato Grosso via Secretaria de Estado de Cultura, Esportes e Lazer (Secel-MT), em parceria com o Governo Federal, via Secretaria Nacional de Cultura do Ministério do Turismo.

O secretário Beto Machado destaca que este é mais um projeto que soma ao patrimônio material e imaterial da cultura de Mato Grosso. “Benedito tem um lugar cativo na nossa história. Com este projeto, seu nome ficará perpetuado como Mestre da Cultura. O valor de sua produção artística é imensurável”.

Serviço

Tributo ao Mestre do Cerrado

Status: em produção

Projeto prevê realização de documentário, oficina e site

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Domingo (18): Mato Grosso registra 342.896 casos e 9.084 óbitos por Covid-19

Publicado


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (18.04), 342.896 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 9.084 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 653 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos  342.896 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 11.183 estão em isolamento domiciliar e 320.566 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 516 internações em UTIs públicas e 456 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 97,73% para UTIs adulto e em 57% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (72.910), Rondonópolis (25.530), Várzea Grande (22.540), Sinop (17.967), Sorriso (12.308), Tangará da Serra (11.451), Lucas do Rio Verde (11.004), Primavera do Leste (9.771), Cáceres (7.351) e Alta Floresta (6.500).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 303.006 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.273  amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No sábado (17), o Governo Federal confirmou o total de 13.900.091 casos da Covid-19 no Brasil e 371.678 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 13.832.455 casos da Covid-19 no Brasil e 368.749 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste domingo (18).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Educação em MT inaugura nova fase do regime de colaboração

Publicado


A educação é parte essencial na vida de todas as pessoas, sejam crianças, jovens ou adultos. Em Mato Grosso e em qualquer lugar do mundo a educação é um dos principais fatores para a formação de cidadãos conscientes e mobilidade social.

É para amparar e dar todo o suporte técnico e financeiro a este movimento que o governador Mauro Mendes apresentou, o “Programa Educação Já, Mato Grosso”, uma série de ações cujos conceitos centrais são o trabalho em regime de colaboração com prefeitos e secretários municipais para elevar a alfabetização e a aprendizagem de qualidade entre os alunos dos dois primeiros anos iniciais do Ensino Fundamental. 

Vamos trabalhar em regime de colaboração com o Estado, municípios, escola e sociedade organizada pela qualidade no sistema educacional, pelo regime previsto na Constituição Federal (CF) e no Plano Nacional de Educação (PNE). Com boas práticas educacionais, baseadas em evidências de outros estados e do mundo. Juntos, vamos colocar a educação de Mato Grosso em índice alto de qualidade.

A organização do programa requer estabelecer e definir metas, indicadores e governança que serão monitorados permanentemente para que a alfabetização e todo o ciclo inicial da educação da primeira infância tenham resultados satisfatórios de ensino e aprendizagem dos alunos.

Uma das premissas centrais do programa baseia-se no fato de que o aluno é do município, independente da rede. E por isso vamos todos juntos fomentar apoio técnico e financeiro necessários para atingir nossos objetivos. E para isso, o governador Mauro Mendes, no lançamento do programa, já deixou claro que haverá recursos públicos suficientes e bem aplicados para investir e prover de infraestrutura física e tecnológica as unidades escolares, graças ao acúmulo de verba pública obtida pela redução de gastos e equilíbrio fiscal rigoroso implantado pela gestão estadual entre 2019 e 2020.

Essa atitude de gestão responsável em todo o governo e, especificamente na educação, permitiu os investimentos para criar as condições adequadas para a melhoria do ambiente humano e de infraestrutura das escolas estaduais.

Mas, sabemos que o sonho de entender e interpretar o mundo pelo conhecimento permitido pela educação de qualidade requer um esforço coletivo. Com participação de pais, mães e responsáveis pela longa caminhada de pessoas desde a primeira infância até à formação profissional adulta.

Por isso, vamos perseguir nossas convicções, fundamentos, práticas educacionais e planos traçados para melhorar a educação com foco na alfabetização no primeiro e segundo anos do Ensino Fundamental, amparados em um trabalho diário da Seduc e dos municípios.

Queremos colocar a educação de Mato Grosso entre as 5 melhores do Brasil. Para atingir a meta, sabemos claramente que 70% do sucesso da educação é gente. E, paralelo ao programa de alfabetização colaborativa, já temos planos de valorização profissional, formação continuada dos professores e técnicos e a avaliação periódica da qualidade do ensino ofertado aos nossos estudantes de Mato Grosso.
 
Sabemos dos obstáculos e barreiras, mas, vamos implementar o regime de colaboração entre o Estado e os municípios na alfabetização para alcançar os sonhos do conhecimento advindo com a educação. E permitir no médio e longo prazo os primeiros degraus da escada para a mobilidade social de que muita gente depende em Mato Grosso e no Brasil para a sobrevivência e a felicidade efetiva.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana