conecte-se conosco


Política Nacional

Bebianno rebate acusações de Eduardo e dispara: “só contei 3% do que eu sei”

Publicado

Bebbiano arrow-options
Rafael Carvalho/Governo de Transição

Gustavo Bebbiano é ex-ministro do governo Bolsonaro

Gustavo Bebianno, ex-ministro do presidente Jair Bolsonaro, rebateu as críticas feitas por Eduardo Bolsonaro de que ele teria sido desleal.

Leia também: Expulso por filmar colegas no banho, ex-aspirante da PM fala em ‘infantilidade’

“Só contei 3% do que eu sei. Meu objetivo não é destruir o governo, mas sim proteger o Brasil e sua democracia. Estou de olho o tempo todo no governo e na família Bolsonaro. Quero que o presidente pare de gerar crises, administre o país da melhor forma possível e conclua o seu mandato. É hora de os ânimos arrefecerem, em benefício do povo brasileiro. Não obstante, percebendo a existência de algo capaz de comprometer a nossa democracia, agirei”, disse Bebbiano , segundo a revista Época.

O comentário de Eduardo veio em uma sequência de tuítes explicando a escolha do general Hamilton Mourão para ser vice de Bolsonaro . Ele explicou porque o deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança, conhecido como “príncipe”, não foi escolhido para o posto.

Eduardo Bolsonaro afirmou que Bebianno “pressionou para ser ministro, queria poder. Mas rapidamente ele caiu, pois ele seria o vazador oficial da presidência”.

Leia também: Flordelis pediu para filho mudar versão sobre morte do pastor, diz testemunha

publicidade
2 Comentários

2
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] 17/11/2019 Bebianno rebate acusações de Eduardo e dispara: “só contei 3% do que eu sei” […]

trackback

[…] 17/11/2019 Bebianno rebate acusações de Eduardo e dispara: “só contei 3% do que eu sei” […]

Política Nacional

Michelle Bolsonaro testa negativo para coronavírus após marido contrair doença

Publicado


source
michelle bolsonaro de máscara
Marcos Corrêa/PR

Primeira-dama Michelle Bolsonaro comemorou resultado negativo em teste para o novo coronavírus

A primeira-dama Michelle Bolsonaro anunciou na manhã deste sábado (11) em rede social que o teste dela e de suas filhas deu resultado negativo para o novo coronavírus (Sars-Cov-2), após Jair Bolsonaro testar positivo .

“Minhas filhas e eu testamos negativo para Covid-19. Agradeço as orações”, comemorou Michelle Bolsonaro no Instagram.

Além de seu marido, o presidente Jair Bolsonaro , mais pessoas próximas à primeira-dama também testaram positivo para o novo coronavírus. Sua avó está internada e entubada em hospital público de Brasília com quadro grave , enquanto sua irmã testou positivo, mas não há atualizações sobre seu estado de saúde.

Jair Bolsonaro diz estar bem e tomando cloroquina , remédio cuja eficácia contra a Covid-19 não é comprovada cientificamente . A Organização Mundial da Saúde (OMS), inclusive, suspendeu os testes . O presidente, árduo defensor da cloroquina, monitora possíveis efeitos colaterais do remédio duas vezes por dia.

Continue lendo

Política Nacional

Governo zera imposto de medicamento para atrofia muscular espinhal

Publicado


.

O presidente Jair Bolsonaro informou hoje (11), por meio de redes sociais, que medicamento para atrofia muscular espinhal terá a alíquota do Imposto de Importação zerada.

Bolsonaro, no entanto, não detalhou o nome da medicação ao qual se referia.

“O governo zera Imposto de Importação de medicamento para Atrofia Muscular Espinhal, que paralisa até o corpo todo. A medida beneficia crianças de até 2 anos portadoras da doença. A desoneração do medicamento, um dos mais caros do mundo, trará nova esperança às crianças portadoras”, diz a mensagem postada pelo presidente no Twitter.

Seundo o Ministério da Saúde, a atrofia muscular espinhal (AME) é uma doença rara, degenerativa, passada de pais para filhos e que interfere na capacidade do corpo de produzir uma proteína essencial para a sobrevivência dos neurônios motores, responsáveis pelos gestos voluntários vitais simples do corpo, como respirar, engolir e se mover.

Varia do tipo 0 (antes do nascimento) ao 4 (segunda ou terceira década de vida), dependendo do grau de comprometimento dos músculos e da idade em que surgem os primeiros sintomas. 

Até o momento, não há cura para a doença.

Edição: Nádia Franco

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana